O Rei da Europa

Já está! José Mourinho conquistou de novo a Liga dos Campeões! (com 5 anos de atraso...)

No Verão de 2008, o empresário italiano e presidente do Inter, Massimo Moratti, despediu o treinador Roberto Mancini após este se ter sagrado Tri-Campeão Italiano, um feito notável uma vez que o Inter não era Campeão de Itália desde 1989! Soava a injustiça para os lados de Milão...mas Moratti desta vez sabia muito bem o que estava a preparar!

Nesse mesmo Verão, Moratti apresentou o novo treinador do Inter, nada mais nada menos que o treinador mais mediático da actualidade, José Mourinho, The Special One, rapidamente traduzido para Il Speciale.

Massimo Moratti foi claro em relação ao objectivo pedido a Mou: queria a Liga dos Campeões! O verdadeiro objectivo de Moratti era claro, queria concretizar o seu maior sonho: ser Campeão Europeu como presidente do Inter, tal como o seu pai Angelo fez em 1965. Moratti queria tirar uma fotografia igual à que o seu pai tirou há 45 anos atrás!

Ora bem, como todos sabemos, a equipa que tem José Mourinho no banco arrisca-se seriamente a ganhar a Liga dos Campeões.

Depois de passar a fase de grupos (Grupo F) na 2ª posição, atrás do Campeão Europeu em título, o Barcelona, e à frente das incómodas formações do Rubin Kazan e do Dínamo Kiev, o Inter entrou num percurso imaculado até à glória no Santiago Bernabéu.

Nos 1/8 Final, o destino quis que José Mourinho voltasse a Stamford Bridge, a sua casa durante três anos e meio. O Chelsea estava a ser até ao momento uma das melhores equipas da Europa, apresentando um surpreendente futebol de ataque sob o comando do Bi-Campeão Europeu, Don Carlo Ancelotti.

No final da 1ª mão, o Inter estava em vantagem fruto da vitória por 2-1 em San Siro e José Mourinho aproveitou para avisar que iría passar a eliminatória desse por onde desse e quando a passou, explicou porque estava tão confiante: " Stamford Bridge sempre será a minha casa, e como sabem...eu não perco em casa". Mourinho ganhou por 0-1 no seu regresso a Londres na 2ª mão.

Nos 1/4 Final o sorteio ditou que o Inter teria que medir forças com o CSKA Moscovo, a equipa que tinha feito a maior surpresa dos 1/8 Final quando eliminou o Sevilla contra todas as previsões. Mourinho estudou bem a lição que Manolo Jiménez não estudou e serviu aos russos por duas vezes o mesmo prato: 1-0.

Nas 1/2 Final novo reencontro com o Campeão Europeu em título, o Barcelona. Na 1ª mão, em Milão, José Mourinho viu-se em desvantagem desde os 20' com um golo de Pedro. Rapidamente, o Inter encarrilou para uma exibição monstruosa, marcando três golos. 3-1 no fim da 1ª parte da eliminatória. O Barcelona de Guardiola tinha acabado de perder pela primeira vez por mais que um golo.
A 2ª mão ficará será recordada como uma das melhores exibições defensivas de sempre!

O Inter, reduzido a 10 unidades desde muito cedo (expulsão de Motta por duplo amarelo), deu frequentemente a bola aos artistas do Barcelona, para que estes mostrassem o que sabiam fazer com ela. O Barça não conseguiu ultrapassar a muralha defensiva interista. A diferença do Inter para a maioria das equipas que dá a bola ao Barcelona e são rapidamente cilindradas, é que este Inter quando a dava, já tinha a sua defesa estava totalmente preparada para defender as investidas de ataque da equipa catalã. O truque estava em saber perder a bola! O Inter acabou por perder 1-0 (Piqué marcou já perto do final) e Mourinho disse no fim do jogo que era o melhor momento da sua carreira!

O Tiki-Taka de Guardiola foi travado pelo Airbus A-340 de José Mourinho!

Na final, no Santiago Bernabéu, diante os Tetra-Campeões Europeus, os alemães do FC Bayern, nenhuma surpresa. Como sabemos Mourinho não perde finais, por isso era uma questão de 90 minutos para que este levantasse a Taça e fizesse com que Massimo Moratti concretizasse o seu sonho de infância.

O Inter apresentou-se no Santiago de Bernabéu e marcou um golo em cada 35 minutos, e que golos! O Princípe, Diego Milito, marcou dois golos fabulosos e deu a vitória ao Inter 45 anos depois, desta vez em pleno Santiago Bernabéu! Milito foi também (e merecidamente) o MVP da final.

Mourinho voltou a levantar a Taça seis anos depois e anunciou que iría abandonar o Calcio para ingressar no Real Madrid. Advinha-se um novo reinado dos madrilenos na prova rainha da Uefa!

Os meus parabéns também aos portugueses Luis Figo (depois de 25 colectivos como jogador, alcança 3 títulos na primeira época como dirigente) e Ricardo Quaresma (junta a Liga dos Campeões à Taça Intercontinental de 2004) pela conquista.

Destaque também para Samuel Eto'o que se tornou no primeiro jogador a ganhar duas Tripletas (Champions, Campeonato e Taça) consecutivas desde 1992, ano em que a Liga dos Campeões passou a ter o formato actual. Eto'o juntou-se também ao lote de jogadores que ganharam a Prova Rainha por 4 vezes (2000,2006,2009 e 2010) e a Seedorf no lote de jogadores que ganharam a Liga dos Campeões por três clubes diferentes (Real Madrid, Barcelona e Inter).

Javier Zanetti atingiu a marca história de 700 jogos com a camisola nerazuri no mesmo dia em que levantou a Taça com que sonhava desde o dia em que chegou a Milão há 15 anos atrás. Um verdadeiro exemplo de profissionalismo! Outra curiosidade é o facto de Zanetti ter sido um dos quatro jogadores totalistas desta edição da Liga dos Campeões, os outros foram: Lahm, Butt e Júlio César.

Super-Atleti

Na Liga Europa, o Atlético de Madrid acabou por ser o vencedor. O Atlético de Madrid tinha chegado à final depois de ter vencido apenas por três vezes nas rondas anteriores, o saber empatar tinha sido a chave de Quique até então. Os Colchoneros eliminaram três dos principais favoritos à conquista da prova: Sporting, Valência e Liverpool, e na final despachou a simpática equipa londrina do Fulham (que joga terrivelmente por sinal) por 2-1. O uruguaio Diego Forlán bisou na final de Hamburgo e mostrou ao mundo a razão pela qual é considerado um dos maiores finalizadores do futebol actual. Forlán fez uso do seu fabuloso jogo sem bola e marcou dois golos à ponta-de-lança muito bonitos!

Quem se deve estar a rir desta vitória é o ex-treinador do Benfica, Quique Flores, que sem saber ler e escrever, acabou de juntar uma Liga Europa ao seu CV (tal como fez o ano passasdo quando ganhou uma Carsberg Cup). A renovação do contrato no Atlético está a caminho e esta conquista irá provavelmente render vários contratos até ao fim da sua carreira (um pouco como Carlos Manuel que ainda hoje faz render o seu golo à Alemanha em 1985).

Valeu a Quique a dupla de ataque composta por Aguëro e Forlán, uma das mais românticas do futebol internacional!

Simão está de parabéns pela sua primeira conquista europeia ao nível de clubes. Ao contrário de Quaresma que teve pouca influência no trajecto nerazurri, Simão teve um papel determinante na campanha Colchonera na Europa.

Fantasy Football

Chegou ao fim a 1ª edição da Fantasy Football do Settore Offensivo que contou com a participação de 31 treinadores de bancada. Pedro Ferreira e Silva sagrou-se campeão ao comando do Gasga Petrodólares com 671 pontos, depois de uma luta intensa durante todo o ano. Mázinho Utd e Squirrel's Eleven completaram o podium na 2ª e 3ª posição respectivamente

Parabéns a Pedro por se ter tornado primeiro Zé Mário do Settore Offensivo. Contamos contigo para defenderes o título na próxima época!

22 Passes de rotura:

Mac 25 de maio de 2010 às 21:46  

"Os Colchoneros eliminaram dois dos maiores favoritos à conquista da prova: Sporting e Liverpool"

Ahahaha esta tá boa!

Tomás Pipa 25 de maio de 2010 às 21:59  

vulgo: equipas batidas na champions

Vasco 26 de maio de 2010 às 01:13  

vulgo: 4º classificado de Portugal a 28 ponto do líder e 7º classificado da Premiership a 23 pontos do líder.

não quero com isto dizer nada, até porque, nas que considero as piores exibições da época do benfica, perdemos com o liverpool fora e empatámos com o sporting em casa...!

daí a serem candidatos a ganhar a uefa...candidatos era o benfica, o fulham e o dono da casa da final o hamburgo!

Fora isso um bom post tomás!

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 01:34  

Vasco, o que é que o ficar em 4ºlugar no campeonato a 28pts do 1º tem a ver com ser favorito ou não numa prova europeia. Sendo esses os teus critérios não percebo porque dizes que A.Madrid,Fulham e Hamburgo eram os favoritos

Vou só dar uma vista de olhos nos que tu consideravas os favoritos:

Fulham foi finalista vencido da Liga Europa no mesmo ano em que ficou em 12º lugar no campeonato e a 40 pontos do Chelsea 1º lugar. Diferença de golos negativa.

Atlético Madrid ficou em 9º lugar no campeonato espanhol a 52 pontos do 1º classificado. Diferença de golos negativa.

Hamburgo, 7º lugar a 28 pontos do 1º lugar.

De repente o 4º lugar do Sporting e a distância pontual para o 1º lugar até nem parece mau!

Martinho Sousa 26 de maio de 2010 às 09:32  

Se não estou em erro, o Eto'o já conquistou a Champions 4 vezes! Em 99/00 jogou a primeira metade da época no Real, chegando a realizar alguns jogos na Champions, que o Real viria a ganhar.

Manú 26 de maio de 2010 às 10:18  

lol belo texto humoristico. sporting um dos maiores candidatos à vitoria da uefa.

Pedro Veloso 26 de maio de 2010 às 10:32  

Tomás excelente análise

Eu sobre o Etoo gostava de destacar a humildade (bem, se calhar não tinha outro remédio...) que demonstrou ao jogar sempre "desterrado" pela direita, o Zé Mourinho acabou por formar um excelente ataque.

Não vou falar do Milito, Sneijder, Cambiasso, Zanetti, Lúcio, etc., porque esses têm sido sempre - muito justamente - destacados, mas há um jogador que eu acho que foi decisivo nas grandes batalhas da Champions - mormente com o Barça - e que estava em baixo antes do Mou chegar: Walter "The Wall" Samuel. Fez uma época absolutamente notável, raramente o vi cometer um erro, intratável no jogo aéreo e na marcação (muito ao género do Vidic ou do Terry, embora ache que o ex-capitão inglês tem mais "estilo" a jogar), variadíssimas vezes salvou com cortes "in extremis", foi para mim o melhor defesa central da época e espero que faça um grande Mundial, até porque sempre gostei muito dele. Não é defesa para sair a jogar, mas também não era isso que o plano de jogo do Special One pedia.

De facto a vitória do Atlético é inacreditável, mas quem tem um ataque de classe como eles arrisca-se a resolver. A final foi a mais mal jogada de que me lembro. O Quique é como dizes, agora vai "viver dos rendimentos", tipo Zaccheroni em Itália (só não digo Wenger em Inglaterra porque esse apesar de tudo ganhou vários títulos antes da actual seca).

"Stamford Bridge sempre será a minha casa, e como sabem...eu não perco em casa" Genial

Essa do Forlán e do jogo sem bola copiaste do Freitas Lobo? Lol ele é que está sempre a dizer que o Forlan é o melhor do mundo sem bola

Muitos parabéns Pedro pela vitória no Fantasy Football.

Pedro Veloso 26 de maio de 2010 às 10:43  

Eu consigo perceber mais ou menos o Tomás quando, em termos genéricos, fala do estofo europeu do SCP (embora conhecendo-o bem saiba que a maior parte das vezes que ele o escreve é só porque sabe que nós, benfiquistas, nos irritamos com isso porque não vamos - íamos - à Champions há 2 épocas, não há 5 ou 10 como às vezes tentam fazer passar a ideia).

Isto porque por exemplo, se compararmos com um Fulham, que nunca jogou uma Champions, há muito mais estaleca nos jogadores do SCP.

Agora, este ano, de facto só mesmo com um quadro muito favorável e sorte a rodos - como teve o Atlético por exemplo contra o próprio SCP - é que o SCP poderia ser candidato. Isso do estofo é muito bonito mas é o que eu sempre disse, antes disso vem a qualidade intrínseca dos jogadores e do treinador. Quando o SLB os juntou, teve bons resultados. Claro que temos o espinho de Liverpool atravessado, mas fizemos uma boa campanha até aí e sempre com categoria.

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 11:45  

Martinho, quando disseste isso do Eto'o fui pesquisar e confirmo o q ue disseste! Eto'o é mesmo tetra-campeão europeu, jogou com o Molde na fase de grupos de 99/00. Não me lembrava nada! É estranho ninguém falar nisso!

Obrigado Martinho

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 11:50  

Exacto, Freitas de Lobo obrigou-me a notar nessa característica do Forlán. Realmente o cabrão do uruguaio aparece sempre sozinho não sei bem como. Por exemplo, o Messi, Milito e a maioria dos grandes avançados do futebol mundial ainda se dão ao trabalho de tirar os defesas da frente. Forlán não, finaliza sempre sózinho! Só não digo que é o melhor de sempre sem bola porque há um senhor chamado Mário Jardel que aparecia sempre sózinho também (e com mais kilos).

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 12:00  

Com licença:

Quando eu olho para um quadro da Uefa e vejo Fulham e Atlético (que não jogam rigorasamente nada), St.Liége, Rubin Kazan etc etc..não vejo porque o Sporting não há de ser visto como uma das principais equipas em prova.

Eu pergunto-vos: das últimas 16 equipas em prova na Liga Europa (qd o Sporting foi eliminado),quais eram as equipas que mais jogos tinham nas competições europeias nos últimos 5 anos? E as que mais jogos tinham na Champions? Acham mesmo que o Fulham é superior ao Sporting?? Até duvido que ganhasse a um vit.Guimarães por exemplo. O Sporting por exemplo, teve nas qualificações da Champions e foi eliminado sem perder um único jogo. Bateu-se muitíssimo bem com a Fiorentina, uma equipa que chegou aos 1/8 Final da Liga dos Campeões depois de ter sido a melhor equipa de todas na fase de grupos. E mais, a Fiorentina só não foi aos 1/4 Final porque validaram um golo em fora-de-jogo ao Klose na 1ª Mão.

Reparem, se há coisa que vocês estão a ser comigo é injustos. Eu sempre disse que SLB iria vencer a Uefa, desde Julho. Não referi o Benfica aqui porque apenas falei do percurso do At.Madrid, que de facto, eliminou duas equipas com mais experiência europeia, comparadas com as outras que estavam em prova. Se tivesse sido o Liverpool a ganhar a prova, obviamente teria dito que tinha eliminado uma grande equipa, o Benfica.

Aliás, agora que estou sentido convosco até vou mais longe, no meu post a falar da terrível época do meu Sporting, elogiei bastante a época do Benfica. Apenas não referi o Benfica neste post da mesma maneira que não referi o St.Liége ou Wolfsburgo, formações que foram eliminadas nos 1/4 final por equipas que não ganharam a Uefa. Não fiquem sentidos!

Manú 26 de maio de 2010 às 12:47  

mas ninguem falou do benfica, eu apenas disse que voces pelo que mostraram este ano nao eram candidatos como é obvio.
tu dizes que sao uma equipa muito experiente e que têm varios jogos internacionais, mas a qualidade dum pereirinha e dum tonel, por exemplo, nao sobe por terem feito jogos ao seu nivel mediano na champions. aliás viu-se. nao foi por terem ido uns anos à champions que meteram medo a ninguem na uefa. até perderam com uma equipa que eu acho pior. se nao melhorarem a qualidade do plantel nao dá pa mais (na minha opiniao nao vale a pena tentares valorizar o que nao fizeram, é preciso é melhorar a merda que foi este ano), nao é por fazerem jogos europeus com jogadores maus que eles vao melhorar.

foram a champions uns anos e pensam que podem mudar a historia.
até hoje o que foi anormal foi voces irem tantas vezes seguidas à champions. o normal é nao irem e serem uma equipa regular da uefa.
nao sao equipa de champions nem candidatos à uefa.
se tivessem essa qualidade que tentas fazer transparecer ao dizer que se bateram bem com a fiorentina e que nao perderam nenhum jogo teriam passado um grupo sem espinhas e nao com dificuldades, etc.
o jogo da pré-eliminatoria da champions nao da pa ver nada, é muito cedo na epoca. e voces so foram a pré-eliminatoria da champions porque o campeonato portugues estava nivelado por baixo e permitiu-vos chegar ao um segundo lugar sem terem feito nada de especial.
quando a toada sobe nao têm hipotese, como se viu em todas as competiçoes que participaram este ano.

digo isto mas acredito que as coisas para o ano mudem. dois ou tres reforços de qualidade podem mudar tudo, mas este ano nao sei onde vais tentar arranjar pontos positivos porque nao vi nenhum mesmo.

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 13:05  

lol..mas quem é que passou o grupo com dificuldades? Vou-te lembrar que o Sporting foi a 1ª equipa este ano a qualificar-se para a 2º fase na Liga Europa. À 4ª jornada qualificou-se. Tal como aconteceu a época passada na Champions. À 4ª jornada já estava na fase seguinte.

Tu não vês,mas é óbvio que ao juntar experiencia europeia à qualidade que falta a Tonel e a Pereirinha (os nomes que falaste), acrescenta valor à equipa do Sporting. Os jogadores são obviamente melhores se já tiverem feito 40 jogos na Europa. De outra maneira não teríamos passado tantas eliminatórias jogando assim. Quer queiras quer não queiras, a experiencia neste tipo de competições conta mesmo muito!Vai la perguntar isto ao Ancelotti que tanto adoras para veres o que ele te diz.

Claro que 1º que isso, como diz o Veloso, vem a qualidade da equipa e do treinador. Mas tal como o Veloso concordará, é mesmo muito raro, uma equipa nova chegar ás competições europeias e vencer logo, é preciso bater-se um bocado antes, os jogadores terem jogos nas pernas...etc! Só assim se explica o facto do Atleti ter ganho a Uefa sem jogar nada porque se formos a ver bem, Aguero,A.Lopez,Simão,Forlán,Assunção,Perea,Ujfalusi,R.García etc etc.. têm mesmo muitos jogos europeus nas pernas!

E mais, ninguém aqui disse que o Sporting fez uma grande campanha europeia. O que eu já disse e volto a dizer, é que a experiencia (e só a experiência) fez com que chegasse aos 1/8 Final sem jogar um boi. Limpou os grupos sem convencer ninguém à 4ª jornada, despachou o Everton e caíu com o At.Madrid sem perder. Só uma equipa muito experiente como por exemplo a do Sporting é que consegue fazer isto sem jogar rigorosamente nada.

No outro dia vi o Brassard a falar sobre os guarda-redes portugueses e achei piada. Brassard disse que R. Patrício é um jogador que tem vindo a aparecer lol...

Não sei se o Brassard lerá isto, mas aqui fica:

Só em jogos europeus o Rui Patrício deve ter feito mais jogos que o Brassard em toda a sua carreira como sénior. Em jogos de séniores o Rui Patrício, aos 22 anos, já fez mais ou menos o triplo dos jogos que Brassard fez, e fê-los a representar o Sporting e não o Gil Vicente ou o Varzim ou lá o que é que foi. Este Brassard esquece-se que foi suplente toda a carreira. Deve ser tipo o Nuno que foi titular 2 épocas (uma no Vit. Guimarães e outra no Mérida) em toda a sua carreira.

Manú 26 de maio de 2010 às 13:22  

tomás se te queres convencer que passaram o grupo sem dificuldades e com distinção é contigo.
dizes que é ridiculo queiroz empatar com cabo verde mas garantir uma passagem dum grupo a empatar 1-1 em casa com o VENTSPILS nao é um escandalo.

o problema está precisamente aí. nivelam sempre por baixo e baseiam-se em coisas que nao contam rigorosamente nada como o estofo do tonel e o pereirinha servirem para chegar aos oitavos sem jogar nada.
concordo que 40 jogos na europa tornam um pereirinha e um tonel menos maus mas nao é com jogadores desses que vao ser candidatos a nada.
com jogadores desses no maximo fazem o que fizeram sempre a rasca a nao jogar mesmo nada. nunca vao passar disso e essa mentalidade so faz com que tudo continue assim.

e o cumulo é dizerem que sao equipa de champions!lol

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 13:54  

lol..agora passar os grupos a 2 jornadas do fim (melhor não dá) é mau? Mas queres comparar o Ventspils com Cabo Verde?lol..o Ventsipils é um clube profissional,campeão letão na altura, acabadinho de vir das eliminatórias da Champions. Achas que se compara com Cabo Verde??lol..Cabo Verde nem nunca foi ao CAN.

Quem falou no Tonel e Pereirinha não fui eu, foste tu. É óbvio que não foram eles os responsáveis pela limpeza do grupo na Uefa, mas sim Liedson, Moutinho, Veloso, Rui Patrício etc.. são jogadores com muitos jogos europeus nas pernas, alguns deles já com títulos europeus ao nível de selecções, outros já chegaram inclusive à final dessa mesma prova. Não se assustam mesmo nada com um grupozito na Liga Europa como os jogadores do Benfica se assustaram em 2008/2009 por exemplo. Tu claro que esta época falas de peito feito, até parece que o Benfica é sempre isto!lol,dá-me vontade de rir...

Claro que uma equipa que passa um grupo na 4ª jornada, o passa com distinção, não podia fazer melhor. Seja contra quem for!

Repito, não fizemos nada de bom esta época! És cego ou q? Apenas digo, que limpámos o nosso grupo em apenas 4 jornadas e que a nossa história recente fazia com que fôssemos um dos principais favoritos à conquista desta (embora eu não acreditasse nisso pois não tinhamos futebol para isso) ao contrário do Benfica.

Tu não tenhas dúvidas que o problema do Benfica (que tinha futebol para ganhar a Uefa) foi a falta de estaleca europeia. Foram a Anfield e não conseguiram fazer com que o seu excelente futebol vencesse a experiência dos jogadores do Liverpool. É a verdade, nua e crua. Se Javi, Cardozo (que falhou imensos golos), Di Maria, Maxi,Ramires,Amorim Coentrão, David Luiz tivessem metade dos jogos do ABEL ou Polga na europa, se calhar tinham passado o Liverpool. Continua a achar que a experiência não conta no futebol.

lchampalimaud 26 de maio de 2010 às 14:35  

Excelente post!

Pedro Veloso 26 de maio de 2010 às 15:21  

Tomás desculpa lá mas não foi à 4a jornada! À 4a jornada vocês empataram em casa e perderam a hipótese de passar desde logo. À 5a jornada precisavam de um ponto, e o que é que aconteceu? O Grimi deu-vos esse ponto aos 92 min contra o Heerenven em casa. Mais um minuto e tinham ido para Berlim todos borrados (e aliás perderam depois 1-0)...por isso não foi tranquilo.

Pedro Veloso 26 de maio de 2010 às 15:22  

Lol mt bem visto isso do Brassard. Olha aí está outro que viveu dos rendimentos, no caso de ter sido campeão mundial de juniores.

lchampalimaud 26 de maio de 2010 às 15:42  

Brassard, o homem que acabou a carreira prematuramente aos 29 anos com uma lesão no (ombro)?
Era suplente do Vital no Gil Vicente.Esse sim, um grande guarda redes.

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 15:45  

Não, foi mesmo à 4ª jornada com 10 pts, o Grimi deu o 1º lugar contra o herenveen.

No final da 4ª jornada (com 6 pontos por jogar).

Sporting 10pts
Hertha 4pts
Herenveen 3pts
Ventspils 3pts

O Grimi apenas nos deu a garantia de ficar em 1º lugar (só faltava 1 pt).

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 16:00  

Brassard disse que falta experiência internacional ao Rui Patrício lol..parti-me a rir. Sendo assim qual é a experiência internacional que o Beto e o Daniel Fernandes têm a mais que o Rui?

Tomás Pipa 26 de maio de 2010 às 16:01  

Luis, acho que era uma lesão no pulso e na altura estava no Vit. Setúbal.

Sim, lol..suplente de Vital. Também foi suplente no Marítimo,e fez alguns jogos no Varzim e Vit. Setúbal.