Arranque "au ralenti"

Como que para pôr um ponto final à primeira fase do estágio de preparação para o Campeonato do Mundo, Portugal realizou um “jogo” amigável com a modesta Selecção de Cabo Verde. A turma de Dady é apenas 127ª classificada no ranking FIFA.
Era um jogo que Portugal tinha a obrigação de vencer, foi realmente um resultado fraco tendo em conta a diferença de potencial de ambas as formações.
Porém, tendo em conta que a maior parte do tempo Queiroz não teve à sua disposição nem metade dos convocados, na minha opinião não é razão para desespero e muito menos para descrenças antecipadas.

É óbvio que todos os jogos são para ganhar e que é a ganhar que se prepara melhor uma equipa para o sucesso – as outras selecções fortes (que também estiveram a receber os jogadores a conta-gotas) não vacilaram perante adversários bastante mais fracos –, mas também todos sabemos que o nosso Seleccionador não é nem nunca foi forte na motivação dos jogadores, pelo que neste jogo com Cabo Verde penso que ninguém estava instruído nem com vontade de meter o pé.
Estou verdadeiramente convicto – como penso que estamos todos (pior seria se não estivéssemos) – que se este jogo tivesse sido oficial a vitória não fugiria. Com extrema facilidade.


Sempre defendi o trabalho inovador e fundamentado de Carlos Queiroz ao serviço da Selecção Nacional.
Tem uma vasta rede de observação de jogadores, promove estágios para conhecer melhor jovens e jogadores convocáveis, tenta por a equipa a jogar um futebol bonito, dá oportunidades a todos e, no cômputo geral, faz as suas escolhas de acordo com a forma actual dos jogadores.
Sei que neste momento o que se quer é ganhar e entrar bem no Mundial, mas não posso desprezar toda uma preparação do futuro que tem sido feita. Também não posso desprezar um estudo pormenorizado (que pelo menos nos fazem crer que realizam) de todos os ínfimos detalhes que possam ser importantes. Como também me custa não defender – insisto – o bom futebol que muitas vezes foi praticado na qualificação. Quem negar isso está-se a deixar levar – com alguma justificação, reconheço – pela “falta” de resultados (quanto a mim baseada numa mera falta de sorte).

No entanto, não é da boa-vontade que reza a história. O futebol vive de resultados e isso também não pode ser ignorado da minha parte.
Caso não haja melhorias em termos práticos contra os Camarões as coisas começam a complicar-se, é um facto. Mas a minha convicção é que contra a turma de Samuel Eto’o as melhorias serão notórias.
Tal como defendo que os resultados ainda estão muito a tempo de aparecer, também estarei aqui para assumir o erro caso todo este trabalho que Queiroz mostra não sirva para nada em termos de resultados.


No que diz respeito ao jogo, Portugal entrou em campo praticamente com o meu onze preferido. Apenas trocava Paulo Ferreira por um Miguel em forma e Bruno Alves por Pepe completamente recuperado.
Penso que se Coentrão continuar com a mesma toada o lugar será merecidamente seu. Pode ser bastante importante nas suas já famosas incursões pelo flanco esquerdo.
Agrada-me bastante ter um meio campo com Pedro Mendes no vértice mais recuado e Miguel Veloso a 8. Quanto a mim são dos melhores jogadores do Mundo nessas posições e podem auxiliar bastante Deco na sua última prova ao mais alto nível.
No ataque, embora reconheça a boa época de Simão, não há a mínima hipótese de não jogar com Nani e Ronaldo no apoio a Liedson. Ambos os extremos são actualmente dos melhores do mundo a jogar em contra-ataque e acredito que, juntamente com um Liedson em forma, farão sérios estragos nas defesas adversárias.

Dentro de campo pouco deu para ver dado o carácter demasiado amigável do jogo. Apenas bons pormenores de Nani e Fábio Coentrão, muito provavelmente na tentativa de convencer definitivamente Queiroz que o lugar na primeira equipa deve ser seu.
De “destacar” também alguns bons entendimentos entre Danny e Ronaldo (com aquelas jogadas que Queiroz insiste em fazer: entrar dentro das defesas contrárias com passes rápidos e sempre em progressão).
Nota negativa para a falta de golos que, ainda que não seja alarmante para já, podem fazer alguma falta.

Destaque para as opções dentro do plantel. Muitos não gostaram de ver a polivalência de João Moutinho e Ruben Amorim fora do Mundial, mas a verdade é que os jogadores convocados fazem quase todos bastantes posições com bastante qualidade, pelo que está precavida qualquer lacuna à partida. Quanto a mim pode ser um factor importante a quantidade de opções que podem partir do banco.
Sem falar na defesa (que já tem excesso de opções), a menor quantidade de opções ofensivas pode perfeitamente ser colmatada com a qualidade dos jogadores convocados.
Raúl Meireles faz 6 e 8 com qualidade; Danny tanto faz de 10 como de 7 ou 11 (e ainda joga ao lado de Liedson num ataque rápido); Tiago também pode fazer qualquer posição no meio campo (e é muito forte em 4-4-2 losango caso haja uma alteração táctica); Miguel Veloso provou esta época que não tem o mínimo problema em fazer qualquer posição no meio campo com uma qualidade excepcional; Deco joga preferencialmente a 10, mas caso seja preciso pode jogar lado-a-lado com Danny tendo apenas um trinco atrás; Simão pode perfeitamente jogar a 10; Cristiano Ronaldo dispensa apresentações; etc.
Uma única crítica veemente. Por muito que goste do futebol de Hugo Almeida e que tente ver o que Queiroz vê nele como extremo esquerdo não consigo arranjar justificação para tal insistência.

Resumindo, tendo o 11 inicial em forma e um banco bem preparado e motivado, qualidade não falta a esta equipa. Se virmos os jogadores um a um são praticamente todos de grande qualidade e fazem várias posições – o que pode facilitar mudanças tácticas para ludibriar os adversários mais fortes.

Resta esperar pelo próximo jogo de preparação e acreditar que esse sim já será digno de ser chamado pelo próprio nome. E que eu não seja obrigado a envergonhadamente apagar este post.

20 Passes de rotura:

Pedro Veloso 26 de maio de 2010 às 19:20  

Manu o post está muito bom, como de costume, dentro do que são as tuas convicções - perfeitamente legítimas - mas como sabes não te apoio minimamente nestas questões:

"o nosso Seleccionador não é nem nunca foi forte na motivação dos jogadores" Numa selecção isso é no mínimo péssimo...até porque depois está muito longe de ser um génio a convocar jogadores e como técnico.

"no cômputo geral, faz as suas escolhas de acordo com a forma actual dos jogadores" Ia caindo da cadeira com esta;)

Lá estás tu a desculpar a inacreditável falta de opções ofensivas com as polivalências possíveis à frente. E noto que continuas a achar que o Carlos Martins nem para suplente do Deco servia, nem falas nele.

São óptimos jogadores tecnicamente mas a dinâmica de um meio-campo P.Mendes-M.Veloso-Deco é baixíssima. O R. Meireles tem que jogar forçosamente. Imagina contra um meio-campo com o ritmo de uma Inglaterra por exemplo...

Também não percebo porque é que em 3 jogos de preparação vamos jogar 3vezes com equipas africanas.

O que me irrita ainda mais é que de facto tudo me pareceu sempre muito mais profissional do que era dantes no que toca à observação de jogos, escolha do local de estágio e do hotel na África do Sul, etc., mas com estas opções depois estraga-se tudo.

Manú 27 de maio de 2010 às 10:37  

veloso nao acho que o carlos martins nao deva ser convocado. tem mais que qualidade para isso e fez uma grande época, mas na minha opiniao a frente dele ainda estariam moutinho e amorim pela maior versatilidade (caracteristica que acho importante os jogadores terem neste tipo de prova).
quando falo da versatilidade nao é por achar que é uma coisa boa apenas na sua essencia, falo disso porque a opçao foi levar mais malta pa defender e sendo assim é importante que os jogadores ofensivos possam ser versateis para depois nao haver nenhuma lacuna.

o seleccionador fez a sua opçao de levar mais gente para defender (temos sofrido muito poucos golos desde o desastre no brasil e acho que antes de mais devemos ser uma selecçao dificil de marcar golos) e olhando para os jogadores ofensivos (medios e avançados) que foram chamados acho que nenhum se poderia claramente tirar da convocatoria para por o martins, o moutinho ou o amorim.
(ja sei que acham que o tiago nao deveria la estar, e é o mais discutivel sem duvida, mas a experiencia dele tambem pode ser importante para contrastar cim alguma juventude nesta fase de renovaçao "pos-geraçao de ouro").

e deixa-me que volte atrás e insista neste ponto. acho realmente que a falta de opções ofensivas (que nao é tao gritante como voces a pintam na minha opiniao) pode ser "compensada" com o facto de, por exemplo, danny fazer 4 posiçoes com qualidade elevada, cristiano ronaldo fazer 3 posiçoes com nivel mundial, nani fazer ambos os corredores e poder jogar a grande nivel mais pelo meio, simao idem, etc.

mas tambem te digo. eu por mim jogo o mundial todo com cr7, nani e liedson na frente. parece-me que têm preparaçao para aguentar 7 jogos a alto nivel e resolver!
obvio que as coisas nao sao assim e ha que mexer na equipa a certa altura, mas se virmos bem depois ainda ha hugo almeida, danny e simao para entrar pa frente. (sei que as outras selecçoes têm muito mais mas se fosses buscar mais uma opção para a frente seria edinho?! temos 2 jogadores por posição na frente!)
as pessoas refilam mas nao havia outra opção OBVIA para levar pa jogar no ataque.

depois no meio campo ha 2 jogadores por posiçao tambem. veloso e meireles pa 8, pepe e mendes pa 6 e deco e tiago pa 10.

na defesa tambem ha 2 jogadores por posiçao e nao acho que haja outro central que tenha sido um escandalo nao ser chamado. ricardo costa é discutivel mas sempre levamos 4 centrais e so dois jogaram. (ze castro para mim já está fora do baralho)

Manú 27 de maio de 2010 às 10:38  
Este comentário foi removido pelo autor.
Manú 27 de maio de 2010 às 10:38  
Este comentário foi removido pelo autor.
Manú 27 de maio de 2010 às 10:52  

que me recorde em todas as convocatorias anteriores se levaram 8 defesas (2 por posiçao).

e depois de rui costa se retirar em 2004 fomos sempre sem uma opçao credivel para ser alternativa a deco.
moutinho (2008) e hugo viana (2006) a jogar a 10 fazem tanto como o tiago, tambem nao sao 10's de raíz!).
carlos martins seria uma opção agora é um facto mas mas secalhar o seleccionador preferiu levar como opçao ao deco um "10" mais defensivo para poder meter o autocarro e jogar em contra ataque em alguns jogos e aposta na versatilidade de danny e simao caso seja preciso!

é um facto que ele leva um central pa jogar a trinco, mas acho que podemos ganhar com isso ficando mais coesos atrás. gosto de ver o pepe a jogar a frente da defesa (aposto que vai meter outro golo como marcou à turquia no euro08!).

claro que tudo isto pode cair por terra e nem passarmos dos grupos, mas para ja nao tenho razoes pa nao acreditar, os jogadores sao quase todos de grande nivel e com uma boa prepaçao (com todos juntos) podemos ficar fortes!

Tomás Pipa 27 de maio de 2010 às 13:35  

Manú, a minha opinião é como a do Veloso, este post vem dentro das tuas convicções.

Claro que é ridiculo empatar com Cabo Verde, é mesmo uma grande vergonha! Finalmente deste a mão à palmatória e defendes a titularidade de Nani em vez de Simão e vejo que também gostas deste meio campo. O Veloso diz com razão, este meio campo pode ficar muito estático, mas também não acho que o Meireles seja a solução, o Meireles é demasiado vertical, gosto mais do Veloso ou do Moutinho.

Quanto à história da versatilidade, acho que já chega!A convocatória não pode ser um concurso: "Quem convoca mais jogadores polivalentes?" para os seleccionadores.

Carlos Martins?Ok...pode resolver um jogo, mas pode estragar vários.

De qualquer maneira vi que todos os centrais portugueses estão pré-convocados lol.

Tal como tu também gosto muito do profissionalismo do Queiroz em termos de observação etc etc...mas porra, dps o gajo estraga tudo com as convocatórias. Mais valia ser ele o chefe do departamento de observação, organizar estágios e essas mariquices que ele gosta e entregar o comando técnico a alguém que perceba disto. Ao contrário do que o Queiroz pensa, futebol não é Matemática, é rendimento!!

Como diz também o Veloso e bem, um seleccionador não tem que ter mt de treinador, tem que ter muito de motivador!Os jogadores chegam lá já treinados, há pouco a fazer, apenas umas estratégias de equipa e pouco mais. Os jogadores não mudam em pouco tempo com meia dúzia de treinos.

Manú, o Tiago não é 10 em lado nenhum. Só é 10 se o puserem lá, mas Tiago é um box-to-box e sempre será, nem tem técnica para isso.

Desculpa lá, quais são as 4 posições que o Danny faz com grande qualidade?lol..jogar lá uma vez não quer dizer que o faça com qualidade.

Manú, não há opções óbvias para a frente? Então achas que o óbvio é não levar um ponta-de-lança e levar o Ricardo Costa ou Tiago? Para isso leva-se o Makukula e o Nuno Golos ou o Yannick. Claro que teriam mais utilidade que o Ricardo Costa. A Espanha leva para aí 7 defesas, é uma maravilha, morro de inveja deles e da Alemanha.

Hugo Viana é 10 de raiz e o Moutinho é bem mais 10 que o Tiago. Aliás, o Tiago é mais 6 que 10.

Miguel Costa 27 de maio de 2010 às 13:59  

Meus amigos,

a algo de errado neste post...

Confesso que não vi o jogo porque não consegui mas há aqui afirmações incríveis...

Apesar de gostar do Veloso e P Mendes dizer que eles são dos dois melhores jogadores do mundo nas suas posições e pura ilusão...


Dizer que Queirós tem feito um trabalho inovador e fundamentado e outra grande ilusão... ou por outra inovador sim mas no maus sentido! A selecção não marca golos! e tem um ataque fortíssimo! algo aqui não esta bem...


Portugal não joga bom futebol desde o Euro 2008 e isto e um facto! O Queirós não agarrou a equipa, não e um seleccionador que tem mão nos jogadores, eles não acreditam nele e nem os portugueses!


A FPF caiu no erro de contratar um treinador que já tinha ocupado este lugar e que fez um mau trabalho e o Madail refere-se a contratação do Queirós como : "o filho pródigo a casa retorna"... TA TUDO MALUCO!

Isto e brincar connosco! A que dizer que o Queirós esta na lista dos 10 seleccionadores mais bem pagos do mundo!!!! Senão me engano ganha algo como €7.5M ao ano... ou seja já mamou €15M e o trabalho feito e 0!

O Queirós tem todas as características que não são precisas num seleccionador e infelizmente temos que levar com ele...


O Capello espeta 3 a 1 ao México, uma equipa que já deve ter ido mais vezes aos mundiais que Portugal, e ficou insatisfeito com o rendimento dos jogadores!?!!?


Declarações como agora e que começa o estagio então para mim partem-me todo... então agora e que começa?!?!?! que andaram eles a fazer? Mais valia não ter feito este jogo então, ou fazia um dia ou dois mais tarda e assim podia ser que as coisas corressem melhor!


Em suma, para mim será um surpresa se passarmos a fase de grupos, por um lado a costa do marfim assusta mas o Eriksson foi um factor positivo para nos porque ele já não sabe o que e treinar uma equipa de futebol...

começamos mal com a convocatória e ainda vamos acabar pior no mundial...

Abcs.

Manú 27 de maio de 2010 às 13:59  

vamos por partes.
nao estou a dar finalmente a mão à palmatória em relação ao nani. o nani é que finalmente afirmou-se no man utd e está mais jogador, mais experiente. é certo que isto nao é surpresa para ninguem, ele sempre teve todo este potencial por explorar e so está a confirmar o que se esperava (mentes se disseres que eu nao lhe reconhecia um potencial imenso). mas na minha opiniao o simao dava mais a equipa quando o nani era so potencial e nao valor efectivo.
hoje em dia o simao ja nao é o jogador que era, até acho que podia jogar mais por dentro nesta fase da sua carreira. o lugar hoje em dia para mim é do nani sem duvida, mas é agora por ele estar a explodir definitivamente e estar melhor. nao é uma questão de dar a mao à palmatória.
aliás os números do simao na selecçao provam que ele merece todas as titularidades que teve. é um jogador bastante importante também.

adiante,
eu sei que se poderia perfeitamente levar um avançado em vez do ricardo costa, mas nunca levámos menos de 8 defesas num passado recente.
e tirar um médio para por um avançado quanto a mim tambem era uma hipotese, mas se tirássemos tiago depois os outros médios que sobravam eram todos mais defensivos que o ele e aí é que nem havia a minima hipotese de ter um médio po lugar do deco.
claro que o tiago é um box-to-box e nao é um 10, eu n disse isso, mas o queiroz parece tê-lo levado como 10 e na minha opiniao ele é tao 10 como o moutinho. na minha opiniao a diferença dele para o moutinho é que é muito mais jogador, é maior e pode fazer mais a diferença.
nao tenho visto muito o tiago esta época e sei que ja nao é o que era, mas o moutinho é um gajo que nunca vai desiquilibrar um jogo num mundial na minha opiniao, é um gajo apenas regular que nao joga mal mas nao tem rasgos que eu penso que o tiago pode ter (acho que o treinador tambem deve ter pensado assim).

quando eu falo da versatilidade ja disse que nao falo nisso so para dizer que temos mais jogadores versáteis que os outros. nao faz sentido isso.
se pensares bem as equipas que levam só 7 defesas tambem têm um lateral versatil que joga dos dois lados, ou um central que pode fazer de lateral. nós temos isso mas no outro lado do campo.
mas acho que a versatilidade/polivalencia foi uma arma que ele arranjou para colmatar a ausencia de outras opçoes claras. (ok o moutinho podia ser chamado e merecia, mas seria um gajo para fazer numero e entrar e nao desiquilibrar. isso os que la tao tambem sabem fazer)

a unica coisa diferente das convocatorias de scolari é que queiroz leva mais um medio em detrimento dum avançado. mas se virmos bem na altura havia almeida, gomes e postiga em condiçoes de jogar a um bom nível. levar gomes, makukula ou djaló hoje em dia era ter um avançado claramente pior que os outros dois.
nuno gomes ja nao é o que era, djalo seria praticamente mais um extremo e makukula apesar dos golos todos que marcou nao acho que tenha qualidade para jogar nesta selecção (se queres um avançado para dar luta poes la o pepe).

quanto ao danny ja o vi jogar bem a 10, a extremo e ao lado do avançado (obvio que nao da para jogar sozinho na frente).
e quanto ao hugo viana acho que faz tanto a diferença a 10 como o miguel veloso (ou menos).

Manú 27 de maio de 2010 às 14:00  

e relembro aqui uma coisa. o porto de lucho nao jogava declaradamente com um numero 10 e nao foi por isso que jogavam mal. jogava tipo um 8 defensivo (meireles) e um 8 ofensivo (lucho). em 4-3-3 nao é obrigatorio jogar com um numero 10.
se deco nao jogar podes jogar com ronaldo e simao nas alas com simao a vir mais pa dentro para construir como tao bem faz.

mas meus amigos eu sei que isto é conversa pa boi dormir. o trabalho de queiroz merece destaque etc, mas eu quero resultados e se eles nao aparecerem sou o primeiro a admitir que o trabalho dele nao basta.
estou so a defender o que penso porque acho mesmo que nao é razao para tanto alarme.

quanto à motivação concordo que um seleccionador é mais um motivador, mas para mim nao é um escandalo eles nao suarem a camisola num treino contra cabo verde e acho que nos jogos a contar nao haverá esse problema.

Manú 27 de maio de 2010 às 14:07  

miguel nao concordo quando dizes que o trabalho feito é zero e que nao jogamos bom futebol desde scolari.

eu acho que portugal joga bastantes vezes um bom futebol, com jogadas bem construídas e até damos espectaculo algumas vezes (por exemplo contra a suécia)!
nós até à zona de finalizaçao fazemos tudo bem, mas conta os golos que falhamos. tem sido incrivel o azar e por vezes falta de engenho na hora de finalizar.
e eu acho que isso o seleccionador nao tem tanta culpa. ele nao tem culpa que a bola "nao queira entrar".
dou-te o exemplo da albania. revê esse jogo e explica-me o que queiroz poderia ter feito mais aí para a bola entrar.
o jogo com a suecia a mesma coisa, jogamos muito! (para nao falar do gamanço que aquilo foi. por exemplo o penalty sobre o paulo ferreira no lado esquerdo da area lembras-te?)

mas eu ja disse e repito. por muito bem que eu ache que ele faz as coisas nao quero saber se é o azar que nao nos dá resultados.
se os resultados nao aparecerem nao ha hipotese ele tem que se ir embora.
mas acho que ele merece que as coisas corram bem porque tem feito o que vem nos livros.

Tomás Pipa 27 de maio de 2010 às 14:17  

Manú, para que conste, no Mundial 2006 levámos 7 defesas.

Vou propôr um exercício simples

Há aqui um resultado que destoa dos outros, qual é?

Uruguai 4-1 Israel
Inglaterra 3-1 México
França 2-1 Costa Rica
Argentina 5-0 Canadá
Portugal 0-0 Cabo Verde
Holanda 2-1 México

Tomás Pipa 27 de maio de 2010 às 14:21  

Lol, Manú, o Tiago pode fazer mais a diferença que o Moutinho? O moutinho só numa época marcou mais golos que o Tiago nas últimas três lol..

O Moutinho no Sporting joga mesmo muitas vezes a nº10, o Tiago joga 10 aonde?

Claro que o Miguel tem razão, o trabalho feito é zero e o futebol jogadoo também é zero. Só assim se explica eu ter adormecido em cerca de 70% dos jogos da selecção na era Queiroz!

Sofremos poucos golos desde o desastre de Brasília? Olha obrigado, a jogar contra equipas de merda é dificil levar golos! Quando jogámos com uma boa, a Dinamarca, claro que sofremos.

Manú 27 de maio de 2010 às 14:39  

tens razao ao mundial06 foram so 7 defesa, lapso meu.

ainda ha pouco dizias que davas valor ao trabalho do queiroz, agora ja dizes que é zero?

quanto ao futebol jogado nao concordo, portugal muitas vezes jogou um bom futebol e tivémos muitas muitas oportunidades para resolver os jogos. nao ver isso é má vontade.
bem sei que o que interessa é a bola entrar, mas dizer que nao jogámos bem e que nao criámos boas condiçoes para a bola entrar na baliza é falso.
e dizer que ele teve um dos melhores ataques do mundo à disposiçao ate agora é falso tambem. ele nunca teve o ronaldo em grade forma durante a qualificaçao e o nani explodiu para um nivel mundial so este ano!
liedson tambem chegou tarde, so havia hugo almeida (que nao chega) para o lugar de ponta de lança.

mas apesar de tudo o trabalho practico esta feito e estamos no mundial. voces falam como se nao estivéssemos no mundial! se o que interessa sao factos o facto importante está consumado. nós qualificámo-nos para o mundial.
com dificuldade? sim, mas tambem a frança se qualificou à rasca e muitas outras por vezes tiveram dificuldades noutras qualificaçoes.

quanto ao tiago acho-o muito mais jogador de fazer a diferença que o moutinho.
essa conta dos golos é falaciosa. falta a ponderaçao dos golos em portugal e nas ligas em que o tiago jogou. nao digo que o moutinho nao marcasse mais que o tiago caso estivesse em ligas melhores, mas duvido e um médio nao é so golos nao te podes guiar so por isso, é tambem o que põe a equipa a jogar e o moutinho é um gajo que pa mim nao tem a capacidade do tiago para assumir o jogo da selecçao. é um facto que nao sabe jogar mal isso ng pode negar, mas nao dá mais que um certo nivel que nao chega (pelo menos para já).
sobressair no sporting deste ano nao é nada de extraordinario. moutinho nao faz a diferença em jogos de mundial, é apenas regular e pa fazer o que ele faz tao la o tiago e os outros.

quanto ao resultado de portugal já escrevi no post que acho um resultado fraco tendo em conta a diferença de qualidade das equipas.

Mac 27 de maio de 2010 às 14:44  

Sinceramente também não gosto do Queiroz!
Mas acho que é capaz de fazer um bom trabalho e se Portugal passar os grupos(e eu acredito que vai passar) tudo é possível.

Acho que se fez confusão a mais com a convoctória, eu também preferia ver carlos martins ou moutinho em vez de ricardo costa mas já percebi as razões de Queiroz e apesar de não concordar digo-vos que elas não são de todo estúpidas! Acho que nesta alturajá toda a gente devia ter esquecido a merda da covocatória e estar a apoiar estes 23!

Tomás tu insistes em comparar a nossa selecção com a de Scolari e com Espanha, nem parece teu. Não consegues perceber que o Queiroz tem metade dos recursos tanto de Scolari como dos Espanhois?

Portugal se não tiver muitas lesões tem mais que plantel para enfrentar este Mundial, e o nosso onze é dos melhores que aí anda!

Eu vi a maioria desses jogos e na maior parte delas as equipas mais fracas tentaram discutir o jogo! Até a Costa Rica, que esteve a ganhar, discutiu! Muitos dos resultados são enganadores, já que a maior parte das selecções grandes não jogou puto! Cabo Verde jogou com 2 autocarros e nós sem os nosso jogadores desiquilibradores inspirados não conseguimos marcar. Não serve como desculpa, deviamos ter ganho é verdade, mas acho que não deviamos estar preocupados estamos em "pré-época", é normal as equipas ainda não estarem a jogar o que se espera!

Repara que também jogar contra um México num estadio com 30 mil pessoas é diferente do que jogar com Cabo Verde num estádio de 5 mil, a motivação que vocês tanto falam é muito diferente! Apesar de eu achar que qualquer português que represente a selecção não precisa de mais motivação que essa mesmo!

Resumindo, Queiroz foi para a selecção e já ninguém gostava dele. Fez um apuramento tremido e ainda mais gente o odiou. Fez uma convocatória com duas ou três surpresas eempatou com Cabo Verde e já está emk cheque antes de chegarmos ao Mundial. Acho que a malta tem de ter calma. E lembrar-se que os apuramentos de Scolari também não eram famosos, ele tinha muito melhor equipa, tinha um Cristiano em grande forma e também ele tirava as suas surpresas da cartola. Apoiem o Queiroz e apoiem a selecção pelo menos até ao Mundial, se perdermos com a Costa do Marfim, e não vamos perder, podem vir para aqui mandar postas, até lá mais vale guardarem para vocês!

Tomás Pipa 27 de maio de 2010 às 15:16  

Manú, eu louvo a dedicação dele etc etc..mas trabalho/resultados é zero como bem sabes!

Mac, já sei da falta de opções de ataque e já te disse, não se camufla a falta de opções de ataque com defesas centrais. O Ricardo Costa é tão bom central como o Nuno Gomes/Makukula/Saleiro/Yannick são bons avançados.

Não é motivante jogar contra Cabo Verde nas vésperas do Mundial? Por amor de deus, então que troquem os jogadores. O que há de mais motivante do que jogar por Portugal quando se é convocado para um mundial?? Eu adorava estar lá? 5 mil pessoas? E então?

Pedro Veloso 27 de maio de 2010 às 15:17  

"veloso nao acho que o carlos martins nao deva ser convocado. tem mais que qualidade para isso e fez uma grande época, mas na minha opiniao a frente dele ainda estariam moutinho e amorim pela maior versatilidade (caracteristica que acho importante os jogadores terem neste tipo de prova)."

Manú mas aí é que tu estás errado, tens que levar claramente dois médios organizadores de jogo! Não é polivalentes, qualquer gajo pode jogar naquela posição, até eu, mas é preciso saber. E só levaste um, o Deco. Tinha que ir o Carlos, ou o Nuno Assis, ou o Hugo Viana (menos). Não tem nada a ver com ser benfiquista, tem a ver com a necessidade de ter um plantel equilibrado e competente, mais a mais quando o Deco já não dá todas as garantias que dava.

"Carlos Martins?Ok...pode resolver um jogo, mas pode estragar vários."

Tomás desculpa lá mas isto é um disparate. Tu continuas a falar com dor de cotovelo como se o C.Martins fosse o jogador que era no SCP. Sabes perfeitamente que ele fez uma grande época, raramente jogou mal (portanto não podes alegar o mito da irregularidade dele, que noutras épocas de facto existia), foi disciplinado, não tem lesões há mais de meio ano. Além de que desequilibra imenso. E tudo isto com boa concorrência no Benfica. Sabes isto tudo tão bem como eu.

Manú 27 de maio de 2010 às 15:32  

eu acho que estão a dramatizar demais.
com o scolari também nem tudo era perfeito em qualificações/preparações e não havia metade destas conversas.

se ganharmos os jogos que importam é-me completamente indifrente se não ganhámos um treino contra cabo verde porque os jogadores nao quiseram meter o pé para nao se lesionarem. nao foi um jogo de coletes por acaso!
este escandalo todo por um jogo que nao conta pa nada é ridiculo.
até agora o que foi preciso fazer fizémos, qualificámo-nos.
quanto a mim foi por mero azar que nao carimbámos o passaporte bem antes! aquele jogo com a albania e os dois jogos com a suecia nao empatámos por falta de qualidade jogo nem por falta de motivaçao. bem sei que o azar nao desculpa nada mas foi por azar que as coisas nao aconteceram da forma que deviam e para a qual foram criadas condiçoes!

lchampalimaud 27 de maio de 2010 às 16:51  

Manú,
Bom post.Boa análise!É óptimo ver vincadas as tuas convições no que escreves, pois isto é mesmo assim. Artigos de opinião, e não jornalismo!

Miguel Costa,
O Queiroz ganha 1,5 M por ano.

Em relação às escolhas técnicas, como muito bem disse o Mac, já chega de criticar.Quer se goste ou não goste, agora é apoiar os 24 jogadores que vão à África do Sul. Penso que nenhuma escolha ia ser pacifica, e a escolha final não foi de todo.Mas agora é apoiar! Estou bastante confiante numa grande surpresa!

O Lula já disse que " em dia de copa todo mundo tira folga" , era bom que aqui em Portugal também fosse assim!Infelizmente eles são um país rico, e nós não.

Miguel Costa 27 de maio de 2010 às 22:32  

E verdade, tens razao, ganha €1.35M ao ano e encontra-se em 7 dos seleccionadores mais bem pagos do mundial... mas mesmo assim perdi a cabeca!

http://diario.iol.pt/nacionais/site-mais-bem-pago-lista-carlos-queiroz-ordenado-futebol-finance/1109163-4996.html

Só mais um comentario: entre moutinho e tiago, mil vezes o moutinho! No ultimo Euro foi o portugues que jogou melhor, sendo que os melhores foram os "portugueses" pepe e deco...
Tiago é muito bom tecnicamente mas é lento e sem pica... especie de cesar peixoto no meio campo, nao faz bem nem mal, anda para la a fingir que sua! tive pena que a lesao nao o tivesse mandado para casa...

Mas o Pepe, nao é uma incognita? nao joga ha 3/4 meses e vem coxo la de madrid... deve dar muito jeito!

paulo ferreira?!?!? ja se esqueceram que ele nao joga regularmente ha 4 anos? Em 2008 foi um verdadeiro carrasco de portugal, juntamente com o ricardo, e ainda consegue ir a selecao? nao percebo...

Alguem viu a epoca do ricardo costa?

Carlos Martins, Moutinho e Makukula ofereciam banco que este 11 nao tem...

O unico jogador que vamos ter no banco vai ser o simao...

Quanto a boas exibicoes, sinceramente tou com o Tomas, adormeci em grande parte dos jogos e nao foram poucos os que mudei de canal para ver outra selecoes... do que me lembro dos jogos que voces falam acho que portugal nunca criou mais que 5 oportunidades de golo...

e o fantastico jogo em copenhaga? em que precisavamos de ganhar e Queiroz decide inventar e entramos sem ponta de lanca!!??!?! Aqui ele mostrou bem o poder de invencao e adaptacao.

Bom malta, abracos.

João S. Barreto 28 de maio de 2010 às 00:28  

Estou 100% de acordo com o Manú, a quem tenho de aplaudir pela excelente análise.

Há por aí muita malta à espera da menor escorregadela, leia-se empate num jogo treino, para atirar alfaces e tomates à nossa Selecção e especialmente ao nosso Seleccionador. Eu do trabalho dele até aqui não tenho qualquer queixa. Com um grupo de jogadores bastante inferior ao que o BRASILEIRO Scolari teve à sua disposição (Porto campeão europeu + Figo, Pauleta, Jorge Andrade, etc...), fez uma qualificação bastante parecida com aquelas que o ex-seleccionador fez. Além da pior qualidade dos jogadores as outras diferenças foram o futebol praticado (bem melhor com Queiroz) e as equipas que enfrentamos (com Scolari ficamos atrás da Polónia!!!). Com Scolari também nos qualificámos em segundo, com um empate caseiro com a Finlandia e os colhoes na boca. Desta vez tivemos que ir ao playoff e ganhamos categoricamente a uma equipa superior a muitas das que vão participar neste mundial.

Quanto à convocatória é como diz o Mac, tá feita e agora há que apoiar. Eu também preferia que fossem o Carlos Martins ou o Nuno Assis, ou o Amorim para defesa direito, mas agora já não vale a pena chorar sobre leite derramado.

Sinceramente o argumento de se dizer que um seleccionador deve ter como componente principal a motivação parece-me conversa de café. Basta olhar para os treinadores que venceram os últimos mundiais e europeus e ver qual deles é um motivador por excelência (talvez à excepção de Lippi). Aragonés?! Rehaggel?! Em qualquer um dos três a componente táctica foi bem mais importante. Sou mais da opinião de que o importante é escolher bem os jogadores e criar um sistema táctico facilemente assimilável, mas eficaz e adaptado à realidade de cada equipa. E parece-me que é o que Queiroz está a tentar fazer. Numa competição deste tipo, uma equipa que sofra poucos golos tem maiores possibilidades de vencer.

Quanto às expectativas sobre o Mundial, acredito que vamos surpreender e que vamos passar em primeiro lugar do grupo, vencendo o Brasil. Não me parece no entanto que tenhamos valor para ir mais longe que meias-finais.