Arquivo Offensivo

Taça das Taças 1963/1964, campanha europeia vitoriosa para o Sporting e Portugal.

A prova foi difícil de conquistar, já que além de adversários poderosos, os jogadores lusos fizeram três jogos de desempate, incluindo a final, assim como dois prolongamentos.

Em Outubro, os lusos entraram a perder na prova por 2-0 em Bérgamo frente a uma forte Atalanta. Apesar da boa exibição, dois golos no quarto de hora final valeram a desvantagem para o jogo seguinte. Na 2ª mão o SCP saiu vencedor por 3-1 numa partida muito suada . Figueiredo inaugurou o marcador aos 5' e pouco depois os italianos ficaram reduzidos a 10 jogadores, tendo de mobilizar um ponta de lança para a baliza já que a possibilidade de substituições só surgiu anos mais tarde. Seguindo o catenaccio, a equipa italiana fechou-se em copas de modo exímio, não descurando o contra ataque, gelando Alvalade aos 18' com o empate. O conjunto da casa não esmoreceu e apesar do adversário tentar forçar o Sporting a jogar mal, Mascarenhas marcou aos 63' e perante a galvanização dos adeptos e a vaga final ofensiva, Bé cabeceou com sucesso aos 77', forçando um jogo de desempate (na altura não havia igualmente critério de desempate por golos marcados fora). Este decorreu no campo do Espanyol de Barcelona, em que o SCP reagiu à desvantagem nos 90', vencendo por 3-1 após prolongamento (dois de Mascarenhas e um do luso-brasileiro Lúcio, um "pé canhão").


Seguiu-se o Apoel de Nicósia, cilindrado por uns incríveis 18-1 nos dois jogos realizados em Alvalade. O primeiro, por 16-1, fica para a história como a maior goleada de sempre em competições europeias (v) e em que Mascarenhas facturou 6 vezes, recorde que se mantém!


Nos quartos de final calhou o poderoso manchester United, uma das melhores equipas do mundo daquela época (para variar), que contava nas suas fileiras com Bobby Charlton, Dennis Law e George Best.

Após serem derrotados por um expressivo 4-1 em Old Trafford (v), a equipa inglesa veio a Alvalade em fase complicada da época, após ter sido eliminado nas meias-finais da Taça pelo West Ham e de ter visto o líder Tottenham aumentar vantagem no campeonato.


Apesar do momento menos bom, a qualidade dos Red Devils era inegável. Contudo, os lusos viraram a eliminatória praticamente perdida através de um jogo fantástico em Alvalade com 5 tentos(v), constituindo uma das melhores reviravoltas das competições Europeias.

O Sporting actuou com Carvalho, Pedro Gomes, Hilário, Fernando Mendes, Alexandre Batista, José Carlos, Figueiredo, Osvaldo Silva, Mascarenhas, Geo e João Morais. Osvaldo Silva – a grande arma – marcou os três primeiros golos e Morais e Geo completaram a chacina.


“Incrível, a diferença entre este Sporting CP e o de Manchester. Osvaldo Silva é um jogador admirável.”

George Best

Posteriormente, o Sporting bateu o Olympique Lyon em três jogos após um empate nulo e outro a um golo. A finalíssima foi ganha por 1-0 em casa colchonera, o Estádio Metropolitano.

A final decorreu a 13 de Maio de 1964 no Estádio Heysel, em Bruxelas, sob a arbitragem do Belga Lucien van Nuffel. O adversário foi o poderoso MTK, altura em que a Hungria era uma das potências do futebol mundial.

O jogo terminou empatado a 3 golos: 0-1, Sandor 19'; 1-1, Mascarenhas 40'; 2-1, Figueiredo 48' ; 2-2, Kuti 70'; 2-3, Kuti, 72´; 3-3, Figueiredo, 81'.

O empate obrigou a uma finalíssima realizada apenas dois dias depois, a 15 de Maio de 1964. Disputada no Estádio do Deurne, em Antuérpia, teve a arbitragem do Belga Gerard Versyp.

O Sporting alinhou com: Carvalho; Pedro Gomes, Alexandre Baptista, Fernando Mendes e José Carlos; Pérides e Géo; Osvaldo Silva, Mascarenhas, Figueiredo e João Morais. Treinador: Anselmo Fernandez (Espanha).


Os lusos inauguraram o marcador com o famoso canto directo de José Morais aos 20', imortalizado na célebre canção "Cantinho de Morais"(v). Durante o resto da partida, os Húngaros intensificaram a pressão. Contudo, a sua esperança caiu por terra com o espírito leonino de ajuda e sacrifício, uma exibição soberba de Carvalho e duas bolas a esbarrarem nos ferros, uma das quais na barra no último minuto. Talvez tenha ajudado a imagem de Santa Filomena que o guardião luso colocou na sua baliza!


Com este tento, o Sporting inscreveu o seu nome ao lado do Ajax, Arsenal, Barcelona, Bayern de Munique, Chelsea, Juventus e Manchester United, entre outros, os quais também venceram a prova.

O Sporting foi, deste modo, o único clube português a ganhar a Taça das Taças, prova fundida em 1997/98 com a Taça UEFA.

Fontes: Fórum SCP
Centenário do Sporting







Sporting- Taça das Taças 1963/1964
Enviado por settoreoffensivo. - Mais videos de esportes profissionais, universitários e clássicos

3 Passes de rotura:

Alfredo Barbosa 23 de julho de 2010 às 13:06  

Cá está um belo artigo para ser comentado. Tem vários pontos muito interessantes:

http://eternobenfica.blogspot.com/2010/07/outra-estoria-que-me-contaram.html

portuguesesnoestrangeiro 23 de julho de 2010 às 13:13  

As 17:00 - Chelsea vs Ajax , meia hora antes encontre links para acompanhar R.Carvalho, Hilario, Deco, Bosingwa e Paulo Ferreira em:

* http://portuguesesnoestrangeiro.wordpress.com/


As 18:30 - Werder Bremen vs Freiburg meia hora antes encontre links para acompanhar Hugo Alemida em:

* http://portuguesesnoestrangeiro.wordpress.com/

Anónimo 14 de junho de 2013 às 10:31  

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ cialis vente
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis prix
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis generico