Obrigado Pá...zzini!

Ainda em clima de euforia pela vitória (parcial) do melhor treinador Mundo sobre a melhor equipa e o melhor jogador do Mundo, o Inter recebia a Atalanta à espera de uma "mãozinha" da Sampdória em Roma. Os genoveses viam-se por seu turno obrigados a não perderem pontos na interessantíssima luta pela última vaga do comboio Champions, disputada palmo a palmo com o Palermo.

No Giuseppe Meazza, "Mou" surpreendeu ao apostar no kenyano Mariga para o "onze" titular. Muntari e Cordoba foram também titulares e Balotelli ficou de fora por castigo interno. O jogo começou practicamente com um balde de água fria. Aos 5' Tribocchi foge à "armadilha" de fora-de-jogo e marca o primeiro do jogo, gelando os adeptos da casa. O Inter respondeu de imediato e passou a dominar o jogo por completo. Aos 25', um dos melhores e mais completos pontas-de-lança da actualidade, falo obviamente de Diego Milito, aproveita uma falha de um defesa contrário e finaliza com a classe que o caracteriza, executando um chapéu perfeito a Coppola. Dez minutos volvidos, a "wild card" lançada por Mourinho gera dividendos. Eto'o cruza da esquerda e no meio de falhanços atacantes e defensivos surge McDonald Mariga isolado no coração da área e não desperdiça a oportunidade de fazer o 2-1. A partir daqui deixou de se ver a Atalanta e só faltava saber por quantos iria ganhar o Inter. Ainda assim, o golo do descanso só chegou aos 78' com um tiro de Chivu do meio da rua. Tive a certeza que ia ser golo a partir do momento em que a bola saíu da bota do lateral esquerdo romeno. Um golo de se lhe tirar o chapéu, literalmente. Importa também referir que Sneijder saíu ao intervalo e está em dúvida para o embate decisivo em Camp Nou, o que poderá representar uma grande perda para Il Speciale. Quaresma mais uma vez viu o jogo todo do banco. Por último, destaco a entrada de Arnautovic durante a segunda parte, parece-me ser um avançado muito competente, com um bom futuro pela frente. Com o objectivo de vencer cumprido, restava ao Inter esperar por um deslize da AS Roma.

Em Roma, os líderes da Serie A recebiam uma das equipas sensação desta temporada, a Sampdória, treinada pelo nosso velho conhecido Del Neri. Os comandados de Ranieri começaram o jogo a mandar e chegaram com naturalidade ao primeiro golo logo aos 15', pelo seu eterno capitão, Francesco Totti. Durante toda a primeira metade foram-se sucedendo oportunidades para ampliar a vantagem e tudo parecia bem encaminhado para um vitória tranquila dos romanos. Contudo, o intervalo veio mudar tudo e a Samp entrou com uma excelente atitude na segunda parte, com Palombo a dominar todo o meio-campo. Aos 52', os suspeitos do costume empatam a partida. Cassano desequlibra no lado esquerdo e centra de canhota para um excelente cabeceamento do goleador ex-viola Pazzini. Espero que Lippi tenha visto. A AS Roma acusou o toque e iniciou um sofucante massacre, com consecutivas oportunidades flagrantes de golo. Contudo, os esforços gialorossi esbarraram vezes sem conta numa parede chamada Storari. O ex-AC Milan fez intervenções verdadeiramente incríveis, tais como a defesa a negar o golo a um cabeceamento de Luca Toni (da primeira vez que tocou na bola) e uma saída corajosa aos pés de Vucinic. Aos 81', numa altura em que "Gigi" parecia preocupar-se apenas em levar um ponto do Olímpico, Semioli conduz um contra-ataque pela esquerda e centra para, imagine-se, Pazzini, que aproveita para bisar sem grandes dificuldades. Enorme decepção para Ranieri que regressa às derrotas no campeonato e ao segundo lugar, num altura em que a sua equipa parecia ser invencível. O resultado justo seria provavelmente a vitória da equipa da casa. No entanto, os 3 pontos premeiam a excelente atitude lutadora e a excelência do contra-ataque do clube de Génova, finalizado com mestria por um ponta-de-lança que já merece outras andanças. Mourinho agradece.

Na Sicília, um Milan tranquilo mas afastado da luta pelo título enfrentava um Palermo à espreita da "Liga dos Milhões" (a Samp ainda não tinha jogado). O trio maravilha composto por Pastore, Hernandez e Miccoli virou a defesa milanesa do avesso e os Rosaneri venceram por 3-1. Na primeira parte, Bovo inaugurou aos 9' e Hernandez ampliou aos 18'. Já no segundo tempo, Seedorf reduziu aos 55', mas Miccoli colocou a cereja no topo do bolo com mais um grande golo aos 69'. Em Milão, pede-se a cabeça de Leonardo e a "canarinha" é apontada como possível destino para o antigo extremo esquerdo brasileiro.


Apesar das vitórias dos seus "rivais", a Juventus continua também a alimentar o sonho Champions, vencendo por 3-0 o Bari. Iaquinta (por duas vezes) e Del Piero (de penalty) foram os marcadores. No San Paolo, o Napoli desiludiu com um empate por 0-0 com o Cagliari e parece ter que se contentar com a Liga Europa.

A 3 jornadas do final do campeonato, é também tempo de olhar para o extremo inferior da tabela, onde o Livorno disse adeus em definitivo à Serie A 2010/2011, apesar da vitória por 3-1 na recepção ao Catania. Os outros dois lugares que dão direito à despromoção serão disputados por Siena, Atalanta, Bologna, Lazio e Catania.

Numa altura em que se diz que a Selecção Italiana está velha e gasta, começam a aparecer, nos clubes da metade superior da tabela do campeonato transalpino, vários jogadores que prometem dar continuidade aos excelentes desempenhos da Azzurra nas grandes competições de Selecções.

13 Passes de rotura:

Manuel 27 de abril de 2010 às 02:49  

Novas escutas do apito Dourado:

http://www.youtube.com/watch?v=BOFtNeJeN10

E assim se fizeram campeões.

"Descanse os jogadores"

E assim se ganharam competições europeias.

Sonic 1 27 de abril de 2010 às 10:53  

O Bruno Ribeiro diz que não foi intencional, o Manuel Fernandes diz que não foi intencional, mas aqui os comentadores é que sabem de tudo. Os inteligentes do Settore Offensivo, que falam de lampião para lampião! É quase como uma conversa de toxicodependentes em que nenhum admite que a droga faz mal, nem querem falar com quem diz que faz mal, assim ninguém lhes destrói o sonho. Os benfiquistas gostam de falar entre eles, um cria uma ideia e aquilo vai-se espalhando e breve é tudo como eles dizem. Como a bola do Petit na baliza de Baía, que eles dizem que entrou, ainda ninguem o provou, está bem mais provado o contrário, mas eles criaram o mito e fazem-no viver; como o penalty do Yebda sobre o Lisandro, vê-se nitidamente, há cegos que já viram, o braço de Yebda estendido no peito de Lisandro, mas como o argentino caiu para a frente eles criaram o boato da simulação e aquilo foi crescende e até atingiu os orgãos que punem, tal como puniram este ano Hulk, Sapunaru e Pinta da Costa e depois todos os castigos foram reduzidos e retirados e nunca se puniu quem castigou! Porquê? Então um juiz que vê todas as suas sentenças alteradas em recurso é um bom juiz?? Em que país?? Em Portugal e só em Portugal!!
Decidiram que Falcao agrediu propositadamente o jogador do Setubal e propagaram isso e é isso que ficará para a história, mesmo que o jogador SUPOSTAMENTE agredido diga o contrário! É incrivel!! Se ele dissesse que foi agredido era a mais pura das verdades e os portistas tinham que aceitar e assumir a agressão, como ele disse o contrário a opinião dele nada vale, assim como a do seu treinador!! Ambos ganham muito em dizer isso!! Tristeza!! O que é que vocês sabem?? Têm o poder de saber as intenções dos outros através de imagens televisivas?? Porra, mas quando vestem de encarnado nunca têm intenção nenhuma!! Ja chega, não??!
Ainda acham que era preciso castigarem o Falcao?? Acham que não conseguem empatar ou vencer no Dragão?? O Porto está desfeito, cheio de lesões e castigos e é uma equipa desmotivada!! O que querem mais?? 11 pontos não dão descanso?? 6 pontos não dão descanso?? A última jornada é como Rio Ave que anda a ser goleado há meses, nem isso vos deixa tranquilos??! O que querem mais??!

Sonic 2 27 de abril de 2010 às 10:54  

Não gostam de ouvir falar de tuneis e de outras coisas extra futebol?? Então porque tanto falam do Pinto da Costa e da corrupção de anos anteriores?? Comiam e calavam-se ou só os benfiquistas se podem sentir prejudicados?? Haja vergonha e espelho em casa!! Deixem os outros sentirem-se!! É óbvio que este campeonato fica marcado pelas arbitragens, pelo CD da Liga, pelos tuneis, pelos stewarts, assim como o de 2004/2005 ficou marcado pelo sumarissimos!! Muito gostava de ver se isto fosse ao contrário e aquilo acontecesse no tunel do Dragão, a sério que gostava!! Fala-se dos tuneis, voces falam do guarda abel, fala-se de agressões voces falam do bruno alves, fala-se de roubos voces falam do Pinto da Costa...afinal há sempre uma desculpa,é??! Então calem-se!! Assumam que também são corruptos!! Não aguardem vassalagem no Dragão, vocês não a merecem, vocês merecem uma vingança tal como vão ter!! Foram vocês que criaram este ambiente de guerra e não fiquem admirados com desacatos em casas do Benfica, porque vocês apedrejaram o autocarro do Porto e o carro do Pinto da Costa qd o Porto foi jogar com o Estoril e não vi aqui nenhum benfiquista falar disso!! Ou agora vão dizer que não foram adeptos do benfica, foram do Estoril, querem ver...
Domingo vai ser um ambiente infernal, o Benfica pode até ser campeão lá, mas festejar não festeja lá, de certeza!! Mas podem até ter o azar de mesmo com a equipa desfeita o Porto surpreender-vos, nunca se sabe...
O Braga era o justo vencedor deste campeonato, não andou metido em escandalos e foi prejudicado em jogos cruciais e não foi sem querer, as coisas esta época foram bem pensadas!! O Benfica garantiu o campeonato na primeira volta à custa de mta bombinha na pele, o Aimar só agora não aguenta os jogos todos, na primeira volta parecia um rapaz novo...de que seria??! O jesus fala do trabalho q deixou em braga...porque não fala do q deixou em Felgueiras?? Deixou um jogador suspenso por ser apanhado com dopping, como dopping que Jorge Jesus lhe mandou tomar, como manda em todas as equipas, os jogadores dele andam sempre no red line!! pensam que os outros são parvos??! o jesus tem mta letra, mas tb tem um passado escuro... tal como o presidente dele...o destino é tão bonito, conseguiu juntar duas pessoas ligadas aos estupefacientes!!
fiquem com o campeonato, mas ficam com ele manchado, ninguém se esquecerá disso!!

Manuel 27 de abril de 2010 às 11:10  

Sonic 1, enquanto ouvia o o Bruno Rebeiro dizer o que disse, só me vinha à cabeça aquela escuta do caso do Deco e da sua chuteira.

Porque será?

Duarte 27 de abril de 2010 às 14:27  

Manuel, aquela escuta do caso do Deco nao tem nada de ilegal, quando muito podes achar o que se passou eticamente incorrecto, mas isso é outra conversa.

Nao me vou pronunciar mais sobre isso porque do mesmo modo que nao gostava que fizessem isso - e algumas pessoas faziam-no recorrentemente - nos meus posts, também nao o vou fazer no dos outros.

Relativamente ao que interessa, nao me admira minimamente que a Roma tenha perdido a liderança. Nao tem perfil nem estofo de campeao, é esta a minha opiniao, mas admito que possa estar enganado, vamos ver.

O Inter, por seu turno, tem esta época todas as condiçoes para imitar o Barça da época passada e fazer também ele um triplete. Está em primeiro no campeonato a 3 jornadas do fim, está na final da Taça de Itália e tem um pé na final da champions.

Emanuel Ribeiro 27 de abril de 2010 às 16:39  

Uma boa tarde para todos!

Quanto aos casos e casos, todos têm a sua opinião e nunca haverá consenso. Por isso, e como já dei a minha opinião não vou voltar a falr sobre isso.

Apenas sigo a liga italiana porque sou um confesso admirador de Mourinho, e acho que ele está de facto acima de todos os outros treinadores. E o mérito é todo dele, como muitos já o reconheceram, dando-lhe já o Doutoramento Honoris Causa. Ora, isso, certamente que implica uma grande valia dele.
Tácticamente e em termos de estudo de adversários, vejo realmente poucos. Os jogos contra o "seu" Chelsea e contra o Barcelona demonstram mesmo isso. Óbvio que não implica que ganhe os jogos todos, mas uma pequipa treinada por ele, tem sempre um pouco mais de chances do que se fosse treinada por outro.
Confesso que sendo portista, não lhe dei mérito quando ele era treinador/tradutor do Bobby Robson. Afinal, ele era muito mais do que simples treinador adjunto. Aquilo que habituamos o Carlos Queiroz a fazer no MU e que tanto andaram a propagandear, Mourinho também teve a sua dose de responsabilidade no trajecto desportivo que ele co-ajudou a treinar. Basta atentar nas declarações de Xavi.
E aproveito essa questão para trazer este assunto à baila: Equipas técnicas e seguimento nas camadas jovens
Falando em concreto em 2 casos:

1º Selecção nacional- Finalmente, depois de vários anos estagnados pela prepotência de um certo Sr. Scolari, as selecções jovens, têm um maior acompanhamento e esse acompanhamento é feito e estudado pelo Selecionador AA. Questionaveis as escolhas de Oceano, Paulo Alves, etc... sim, acho no m+inimo bizarras quando tivemos Agostinho Oliveira, Ilídio Vale que demonstraram capacidade para pegar essas selecções masi velhinhas ( Sub 21, sub 20... enfim as chamadas esperanças)
Mas além de seguirem um método de treino limitado por força da pouca participação em termos de selecção, têm uma aproximação enorme às carecterísticas do nosso futebol, isto é quse a papel químico de como joga a selecção principal. Ora, aí acho que está a ser feito um belo trabalho, e parabenizo quem decidiu avançar com essa perspicaz reforma.

2- FC PORTO- Seguindo ao projecto 611 que portanto, termina para o próximo ano, ou melhor próxima época, além de tentarem cutivar o jogador de formação, que espero ver frutos disso ns próximas épocas e com a ressalva que esse jogador de formação infeizmente não será sinónimo de jogador português, incutem o mesmo estio de jogo desde as escolinhas, tendo sempre o 4-5-1 ou 4-3-3 como base. Acho isso muito positivo, e é a velha aplicação do "Fordismo" ao futebol sendo que cada jogador, desde a formação até ser sénior será sempre talhado para uma certa posição, e não descobrir quando adulto um outra posição à qual se poderá adaptar melhor.
Fico satisfeito que isso seja aplicado efectivamente no meu clube, não sabendo o que se passa nos outros.

Concluindo e obviamente que isto é apenas e só a minha opinião, e por isso aceito críticas de quem ñ concorde comigo, acho óbvio e natural que o trabalho de sapa que é feito, o trabalho não visível ns camadas jovens e inclusivé naas seniores, têm muita mão de adjuntos. O Mourinho é neorme, mas também sabe escolher bem quem ele quer na sua equipa técnica. Agora, adorava que ele voltasse ao Porto, mas tbém pra gerir o Porto desde as camadas jovens até às seniores!

Bem haja a todos!

João 27 de abril de 2010 às 17:15  

Tudo pelo barça na próxima quarta! Força messi!
http://www.youtube.com/watch?v=Sv6iZdV0DAk&feature=player_embedded

CAMPEONATO DA APAF 27 de abril de 2010 às 18:57  

http://misticadodragao.blogspot.com/2010/04/apitos-que-definem-epocas.html

Pedro Veloso 27 de abril de 2010 às 20:32  

João excelente análise, Mou de volta ao seu lugar habitual em campeonatos nacionais (o 1º).

Estou a adorar a luta pelo 4º lugar, este fim-de-semana vimos o génio de Cassano e Miccoli mais uma vez.

Emanuel muito bom comentário.

O coordenador do projecto 611 ainda é o Luis Castro?

Eu por acaso sou um pouco contra a padronização do sistema táctico em todas as camadas jovens. Claro que há equipas, como o Barça, que sempre vão jogar daquela forma, por isso é de toda a conveniência que na cantera se treine dessa forma. Mas por exemplo no caso dos clubes portugueses, em que o sistema varia com o novo treinador que chega, ter jogadores que só sabem jogar num sistema não sei se será muito bom...

Campeonato da APAF fui ver esse link, ora aí está uma classificação séria e objectiva, uma vénia. O facto de não se ver lances a beneficiar o Porto ou a prejudicar o Benfica é uma coincidência, certamente.

Emanuel Ribeiro 27 de abril de 2010 às 22:32  

Pedro Veloso, compreendo o estares apreensivo e não concordares.

Sim, o Luís Castro continua à frente, e temos treinadores para cada escalão que transportam a mística do clube o que é sempre um aspecto bem positivo. Só os juniores de primeiro ano dos sub 16 é que rodam no padroense ( espero não ter errado o nome), assim como alguns dos juniores de primeiro ano A são colocados no Candal.


Mas vamos por partes:

1º- Como já referi em comentários anteriores, saindo o Sr. Jesualdo Ferreira, que sinceramente não sei se tal situação irá de facto acontecer, terá que ser um treinador que mantenha o sistema base que trazemos desde as camadas jovens. o 4-3-3, que para mim é um objectivo 4-5-1. Este foi o rumo determinado pelo departamento de futebol e será com este que certamente iremos continuar. O que sinceramente aplaudo.

2º- Compreendo o teu cepticismo, pois com a dança de treinadores que costumam haver no futebol português, é algo arriscado traçar-se um projecto destes, mas de certa forma é um projecto pioneiro, e não corremos o risco de desbaratar pérolas como o Sporting tem feito. Varela e Diogo Viana podem ser 2 exemplos. Este último, confesso que não tenho acompanhado nem um pouco a sua carreira em terras holandesas, mas, olhando para os jogadores que o Porto tem em empréstimo, espero bem que se continue no mesma esquema, independentemente do nome do futuro treinador, se vier algum.

3º- O projecto para ter sucesso, era de no fim desses 5 anos, ter no plantel principal, alguns jogadores que saíram da cantera. Ora, aí é que acho que ainda estamos bastante longe. Pode ser que com a não ida à liga dos campeões de altere a situação e não se compre desmesuradamente, mas sim com o retorno de alguns jogadores emprestados e venda de estrangeiros de qualidade média, e aposta nos jogadores da casa!

Por isso, espero que se faça algo como no modelo holandês, que sinceramente é o que ais aprecio. Se tal também é feito no Barça, então é algo que me satisfaz ainda mais, pois tem dado bons resultados!

Ah... mas acima de tudo que seja aplicada uma cultura de vitória desde as bases, e principalmente de desportivismo. Pois é lamentável ganhar a qualquer custo.

Tomás Pipa 27 de abril de 2010 às 23:40  

Emanuel

Bom comentário. Sabes me dizer se o projecto Visão 611 tem tido resultados?É que não me lembro de nenhum jogador formado no FCP afirmar-se ainda de Dragão ao peito. Candeias,Castro,Vieirinha,H.barbosa e Ventura andaram pelo plantel principal mas não vi nada deles fora do normal. Candeias é muito rápido, é capaz de dar um bom lateral direito (e não extremo). Castro é bom...mas o P.Machado era 10x's melhor. Vieirinha tem-se vindo a afirmar na Grécia segundo tenho lido e o H.Barbosa...coitado!É um artista de circo.

O Ukra vem aí, mas duvido que tenha sorte. Actualmente nos putos, segundo sei, assim fora-de-série só mesmo o S.Oliveira. Depois há dois também acima da média: Dias (trinco) e Amorim (nº8/10). Alex (ex Nacional) e Claro acho que não têm confirmado aquilo que era suposto e Yero é demasiado trapalhão. O Abdoulaye Ba é capaz de se fazer por causa do tamanho, mas também me têm dito que é mt duro de rins.

Eu tenho acompanhado a carreira do D.Viana (não os jogos obviamente), mas posso-te dizer que ele tem jogado qb, mas quase sempre como
suplente utilizado. 3 jogos a titular e 13 a suplente utilizado e nenhum golo. O Venlo também está em 13º,era suposto descer.Portanto,
não é fantástico, nem é terrível.Mas eu esperava mais.

Também é dificil um jogador saído da formação do FCP entrar de caras no plantel do FCP como acontece no Sporting. No FCP a qualidade, concorrência e exigência (provas europeias sobretudo) é muito maior.

Por isso tudo,acho que esse projecto Visão 611 tem sido um fracasso.

Pedro Veloso 28 de abril de 2010 às 01:47  

Pois eu ia dizer o mesmo que o Tomás, é que tu tens claramente uma aposta no 4-3-3 ou 4-5-1, como bem disseste. O que nos leva a pensar imediatamente em...extremos.

Ora de facto da grande fornada de extremos que o Porto tem tido nos últimos anos vindos da formação nem um até hoje foi aproveitado! E (quase) todos aliás saíram brincas-na-areia sem categoria para um clube com a exigência do Porto, por isso algo está a falhar.

Há que reconhecer também que para melhorarem era preciso oportunidades que nunca tiveram. Lembro-me quando em 07/08 o Jesualdo foi buscar o H.Barbosa no mercado de Inverno (à Académica, penso) e depois deu-lhe uso quase nulo.

Tomás sim também me parece que o Vieirinha tem feito grande época na Grécia

Emanuel Ribeiro 28 de abril de 2010 às 14:36  

Boa tarde a todos

Tomás e Pedro Veloso:

De facto a abordagem mormente objectica que fazem, tem de facto o ponto ponto inquestionável, a não afirmação de produtos das escolas do Porto na equipa principal.
O projecto 611 lançado em 2006 portanto, previa ao fim desses 5 anos, ter alguns jogadores de formação na equipa principal. Não temos e por isso considero que foi fracassar em toda a linha. Como disseste e muito bem existe o miudo Sergio Oliveira que para mim, é um miudo com um talento incrível e, embora ele seja nas camadas jovens um médio defensivo, se me peritem a enorme comparação, um médio à Pirlo, salvando desde já a grosseira comparação, vejo-o muito bem como médio Ofensivo.
Candeias, para mim é um flop, assim como o Hélder Barbosa. O Bruno Gama que era das escolas do Braga, tive pena de ele ter saído pois parece-me bastante razoável. De resto, Vireiinhas e outros não me parecem que tenha ficado a perder, embora, tenha pena de ter ficado sem o Paulo Machado. tou a ver o Paulo Machado brevemente num clube como o Sporting ou Benfica pois, creio que tem qulidade para jogar nesses clubes ( assim como tem obviamente no Porto, mas não me parece que retorne).
Mas, algo que se esquecem, é da escola de formação dos melhores centrais do país, e esse é sem sombre de dúvida do FCP. Dos últimos grandes centrais do futebol português, apenas Pepe e Jorge Andrade não foram formados no Porto. Mas, óbvio que é lamentável esse projecto ter dado tão poucos resultados, e apresentamos apenas 2 jogadores, um deles titular Bruno Alves e outro raramente convocado Nuno André Coelho. Realmente, muito pouco.

Mais uma vez tenho que me inclinar perante a vossa abertura em termos de análise, pois focaram entre outros um ponto essencial, isto é, o facto de o Porto contratar jogadores com alguma experiência, em vez de apostar em jogadores da formação. Há contratações que não compreendo e o Lucas mareque é algo de bradar aos céus. Gostei da aposta na contratação do Pelé, mas este será mais um jogador que irá passar ao lado de uma grandiosa carreira devido às atitudes dele fora de competição. Sou suspeito pois prefiro produto Nacional, mas aflige-me o Porto não conseguir fazer uma equipa só com jogadores portugueses. Na melhor das hipóteses teríamos 8 jogadores em onze:
Beto; Miguel Lopes, Rolando, Bruno Alves, Álvaro Pereira;
Fernando, Ruben Micael, Raúl Meireles;
Varela, Hulk, orlando Sá
e esta equipa sendo muito generoso, pois obrigatoriamente teríamos que ter o Falcao naquele lugar.

Mas, benfiquistas, acho que a vossa escolha seria um pouco pior!

Enfim, as campanhas mais gloriosas do Porto foram feito com a maioria de jogadores portugueses. Quero essa cultura de volta! Peço desculpa a benfiquistas e sportingusitas, ms quero que o meu cube continue sendo diferente pela positiva, isto é com jogadores portugueses que carreguem a mística do clube e não essa mística entregue a brasileiros ( Luisão, Polga ) ou miúdos ( João Moutinho ).
De todas as equipas, as que, se fossem introduzidas cotas obrigatorias de jogadores nacionais como a FIFA quer introduzir, quem se poderia conseguir aguentar bem seria o Sporting, pois tanto Porto como benfica, estariam condenados!

Mas, isto é apenas um pequeno exercício de reflexão pois, para o ano, para a próxima época, poderá ser tudo diferente.

Abraços!