Campeões do Mundo... há 22 anos!


Meses depois de vencer de forma brilhante a final de Viena frente ao poderoso Bayern de Munique, noite imortalizada pelo calcanhar de Madjer, era apresentado a um FC Porto que nascia a nível Europeu, o desafio de se tornar pela primeira vez Campeão do Mundo.

Era em Tóquio que se iria decidir tudo. Porto encontrava o Campeão Sul-Americano, Peñarol. O nevão que caiu sobre a capital Japonesa, surpreendeu tudo e todos, deixando o relvado em condições, no mínimo, surrealistas.

A equipa azul-e-branca entrava em campo e mostrou que, para além de ser uma equipa por vezes brilhante, também podia arregaçar as mangas e jogar em sacrifício. A superioridade inicial do Porto levou Gomes a inaugurar o marcador. Os uruguaios foram nivelando o jogo, e acabaram por empatar a partida por intermédio de Viera.

O jogo ia para prolongamento (tal como iria acontecer anos depois em Yokohama). E de repente, André recupera uma bola a meio campo, que Sousa apanha e após fintar um adversário, bombeia para a frente, Madjer antecipa-se a um defesa urugaio e faz um "chapéu" ao guarda redes, escrevendo assim o seu nome em mais uma página de glória na história Portista. Depois do calcanhar em Viena, o "chapéu" em Tóquio.

O FC Porto tornava-se Campeão do Mundo de clubes.

O FC Porto atingia em Tóquio mais uma Final depois de ter disputado a Final da Taça das Taças, a Final da Taça dos Campeões e, mais recentemente, a Final da Taça UEFA. Além destas quatro finais, o FC Porto disputou ainda a Supertaça Europeia. Uma proeza apenas conseguida por mais sete clubes europeus: Real Madrid, Bayern de Munique, Barcelona, AC Milan, Manchester United, Juventus e Ajax.

4 Passes de rotura:

Cristiano Moreira 13 de dezembro de 2009 às 16:43  

Com 4 anos eu era já um campeão do mundo!!
É tão bom ser portista!!

Alfredo Barbosa 13 de dezembro de 2009 às 20:05  

Corre o rumor que o Pinto da Costa contratou um bruxo para ganhar o jogo, nomeadamente o mestre Alves :)

Se assim foi, a minha vénia para o Mestre!: http://www.youtube.com/watch?v=SSvit5_6oqY

Numero Dez 13 de dezembro de 2009 às 21:21  
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pedro Veloso 14 de dezembro de 2009 às 00:03  

Lol quem é esse gajo, Alfredo? É conhecido aí no Norte? Querem ver que o anão a que ele se refere era o Prof. Neca, técnico do Aves nesse jogo?

Parabéns ao Porto pela efeméride e pela proeza relatada no último parágrafo. Até pensei que fossem menos clubes a partilhar o feito com o Porto. O meu Benfica ficou-se por finais da TCE, Taça UEFA e Intercontinental.

P.S. Atrás do Guilherme Aguiar...é o Pôncio??