O defeso português

Quem consultar a imprensa desportiva portuguesa por esta época do ano e se der posteriormente ao trabalho de ler as crónicas dos opinion makers, bem como as opiniões do público em geral, não deixa de retirar ilações engraçadas. De repente, parece que Pinto da Costa e Antero Henrique se transformaram em meninos da escola primária que apenas cobiçam infantilmente tudo aquilo que o Benfica quer, que compram mal e vendem pior e que, já agora, continuam com a estratégia maquiavélica de emprestar jogadores a vários clubes da primeira liga para depois obterem "favores" desportivos com isso. Já Rui Costa e Luís Filipe Vieira tornaram-se gestores de primeiríssima água, tendo ainda por cima acabado de criar a enésima dream team que vai novamente devolver aos benfiquistas as alegrias de outros tempos.

No outro dia vi parte de um debate na RTPN que tinha a próxima época futebolística como pano de fundo. O painel de comentadores era consituído por três pessoas, cada uma delas com uma preferência clubística definida. Ora o senhor que estava em representação simbólica do Benfica, cujo nome sinceramente desconheço, não perdeu tempo em esbanjar uma quantidade incomensurável de disparates que fariam corar de vergonha até o próprio João Gobern. Só para citar algumas das incríveis considerações, este senhor adiantou que o seu clube «tinha contratado um astro chamado Saviola» (que o digam em Barcelona e em Madrid), que «Jorge Jesus só não terá sucesso se as arbitragens não deixarem», que «o Benfica no ano passado foi prejudicado em quinze jogos nos quais ficaram por marcar dezasseis penaltys» e que, para terminar o rol de alarvidades, «os empréstimos que o Porto faz é somente para ter os clubes na mão».

Ora vamos só à citação final que é, para mim, a mais curiosa. Aos portistas, e a qualquer pessoa de bom senso, também indigna que ano após ano tenha de ser sustentado um batalhão de jogadores que estão emprestados a outros clubes, atletas esses a quem os dragões pagam mais de metade do ordenado. Vir falar, como esse senhor falou, na proposta avançada pelo Benfica na AG da Liga para limitar o número de empréstimos como forma de credibilizar o futebol é pura hipocrisia. Como é claro, o Benfica fez isso para atacar o Porto e levou uma valente "nega" em troca. Por uma razão simples, os clubes pequenos precisam de recorrer aos empréstimos para formar os seus planteis. Tudo porque não há dinheiro para que se possam reforçar, além de que ter nos seus quadros alguns atletas de qualidade a quem não têm de ser pagos ordenados é óptimo. Isto teria uma solução simples se os jogadores emprestados não pudessem por e simplesmente alinhar contra os clubes que os emprestam como antigamente.Ainda neste debate, o mais hilariante foi quando o pivot perguntou ao comentador que proferiu estas afirmações porque é que o Benfica e o Sporting não faziam o mesmo. A resposta foi tão simples como esta: «por uma questão de seriedade». Tretas meus amigos! Se não o fazem também é porque das duas uma: ou não convém (e eu também penso que não é bom para clube nenhum ter tanto emprestado) ou, no caso do SLB, Luís Filipe Vieira ainda anda demasiado preocupado com a sua caça às bruxas e a lutar contra moínhos de vento, mesmo depois da esmagadora maioria dos sócios lhe ter dado mais um voto de confiança, para pensar neste tipo de estratégias que só existem mesmo na cabeça de alguns.

Não deixa de ser também curioso que, por exemplo hoje, o Miguel Góis, dos Gato Fedorento, venha no Jornal Record falar na persistência do senhor Pinto da Costa em roubar jogadores ao Benfica. Pois bem, a ele provavelmente os nomes de Féher, Drulovic, Argel, Marco Ferreira, Moretto ou João Manuel Pinto não devem dizer nada, por isso fico-me por aqui. Que haja uma certa disputa por um ou outro jogador acredito e até acho normalíssimo, mas afirmar que um clube anda sempre atrás daquilo ou daqueles que o seu arquirival quer é um absurdo completo. O mercado não está para essas infantilidades, o dinheiro não abunda e o que há deve ser gasto de forma criteriosa na medida do possível. Prova disto é que Reyes podia a esta hora ser dragão e não é. Não é porque para a posição dele já lá estão Rodriguez e Mariano para suplente.

Outra das considerações muito em voga pelo senso comum prende-se com o dinheiro que o Porto faz em contratações que depois ninguém sabe onde é investido. Pois eu para ajudar a desmistificar isto, considero que as verbas que os dragões recebem com a venda de jogadores são despendidas em coisas tão indispensáveis como as que a seguir vou enumerar. Para já, é gasto na contratação de jogadores que substituam aqueles que foram vendidos e, como ninguém é perfeito e há épocas más para todos, alguns desses jogadores custaram balúrdios e renderam pouco. Basta lembrar que a seguir à vitória na Champions de 2004, o Porto vendeu em dois anos a maioria dos jogadores que tinham sido a base do sucesso além fronteiras. Ganhou muito dinheiro com isso, mas se pensarmos que Lucho e Diego custaram dez milhões cada um, Anderson custou oito e Lisandro seis, dá para ter uma ideia do investimento realizado e reparem que nem falei aqui do preço de Luís Fabiano, Pittbull ou Seitaridis, também eles caríssimos. Se a isto juntarmos o facto do Porto ser o clube com menos passivo dos três grandes e o único deste trio que não deve um tostão ao fisco, não precisando de empréstimos obrigacionistas para poder reforçar o seu plantel, então parece que o mistério das contas da SAD azul e branca não é assim tão difícil de desvendar.

Todos os anos o Porto transfere os seus principais activos, o que é penoso para qualquer adepto portista, mesmo sabendo que são vendidos por verbas altas que permitem garantir a saúde financeira do clube. Claro que os seus rivais não vendem os seus craques porque não querem, dizem eles, porque ninguém os quer, digo eu. Assim é fácil falar e se depois for possível juntar uma ou outra operação de marketing, com a contratação de um ou mais nomes sonantes, a coisa fica resolvida e os sócios ficam contentes, pelo menos até a bola começar a rolar oficialmente.

48 Passes de rotura:

André Seixas 11 de julho de 2009 às 18:27  

Duarte, felizmente, tens boa memória e és capaz de responder com dignidade às balelas inebriantes que circulam na comunicação social e na blogosfera! Há muitas pessoas que arranjam as formas mais artísticas de desculpar o seu clube pelos sucessivos fracassos. E também há muitas pessoas que arranjam formas muito artísticas de atacar o clube que domina a liga portuguesa há quase duas décadas! Um clube nortenho a liderar, sucessivamente, o campeonato não agrada a muita gente... Por isso é que Salazar foi votado como o "maior português de sempre"! Nessa altura, havia sempre um campeão por decreto e tudo corria com tranquilidade. O povo estava feliz!
Duarte, conserva a lucidez e a acidez. É necessário!

João 11 de julho de 2009 às 22:51  

Salazar ganhou essa votação devido à situação actual do nosso país e ao consequente descontentamento. Fazer uma analogia entre essa votação com a hegemonia do Porto no actual panorama futebolístico nacional é transparecer uma neurose de perseguição a este clube que esse Sr. e o próprio FC Porto não merecem.

André Seixas 12 de julho de 2009 às 01:30  

Tal como há um clima de descontentamento no país devido às mais variadas razões, também no futebol há sempre um "grande" descontente. E esse "grande" anda sempre descontente porque houve um outro clube que veio agitar as águas no futebol português. Apesar dos esforços para inverter a situação, esse outro clube que agitou as águas permanece sólido. Há uma panóplia de "entendidos" na comunicação social que não se cansa dos discursos nostálgicos,que não se cansa de colocar em cima da mesa variadas justificações para o fracasso do Benfica... O Duarte apontou bem o caso dos empréstimos, a "neurose de perseguição" do Porto em relação a jogadores que o Benfica deseja comprar, a eterna busca da verdade desportiva pelo presidente Luís Filipe Vieira...
Devido ao que lemos e ouvimos, parece que há um clube fora da lei a prejudicar o Benfica deliberadamente e sistematicamente. Com tantas queixas e desordem, parece que é mesmo melhor chamar uma espécie de novo Salazar para restabelecer oficialmente os três Fs: Fátima, Fado e Futebol (Benfica). Daí a minha analogia. De qualquer forma, é apenas uma opinião e tenho a certeza de que, pelo menos, 6 milhões de portugueses, dificilmente, irão aceitá-la.

Duarte 12 de julho de 2009 às 02:02  

É exactamente isso André. Aliás eu vou mais longe, acho que o problema não está apenas no Benfica, mas naquilo que este comporta. O Benfica é um dos baluartes da capital do "glorioso império", capital esta que deve ser admirada e bajulada por todos os que a rodeiam, mesmo que estes vivam na maior pobreza material e espiritual. Como tal, toda e qualquer coisa que cintile fora da Roma portuguesa tem de ser desvalorizada e atacada, porque a Lisboa não lhe basta ser a capital, também tem de ser o berço de tudo o que há na nação.

É preciso que se diga que o meu post não visava exactamente chegar ao que falaste, mas não deixo de concordar com o que referiste. De qualquer modo, aquilo que pretendo fazer passar é a curiosidade de, nesta altura do ano, o discurso ser sempre o mesmo. Ainda assim é justo que se diga que este ano tem sido mais calmo que os outros. Isto porque, apesar de tudo, Rui Costa já não tem tantos euros para gastar e, fundamentalmente, porque os órgaos de comunicação que normalmente sustentam a euforia incontrolável do universo encarnado andam de costas voltadas uns com os outros. De um lado o Correio da Manhã, Record e TVI e do outro o jornal A Bola. No fundo correspondem a duas facções distintas, sendo que os primeiros se assumem como opositores de Vieira e o segundo como apoiante do actual presidente.

Não tenciono alinhar em fundamentalismos, aliás desde que entrei para este blogue, e só posso falar a partir daí, o debate de ideias tem sido cordial entre todos, quer no painel de comentadores residente quer nas pessoas que como o André e o João deixam a seu feedback às nossas opiniões na caixa de comentários. No entanto, não deixarei de dar a minha opinião livre e descomplexadamente.

Pedro Veloso 12 de julho de 2009 às 03:03  

"Nessa altura, havia sempre um campeão por decreto e tudo corria com tranquilidade."

Caro André, eu respeito todas as opiniões, mas não posso deixar de lhe pedir que, no mínimo, se informe melhor. Tem alguma noção da equipa que o Benfica tinha nos anos 60? Gostava de lhe perguntar se os dois títulos e três campanhas somente perdidas na final da Taça dos Campeões Europeus durante a década de 60 também foram por decreto? Ou se também a selecção portuguesa que ficou em 3º lugar no Mundial de 66 com uma grande base de jogadores do Benfica o conseguiu por decreto?

Além disso, se algum clube deixou de ganhar depois do 25 de Abril, como os portistas tanto gostam de apregoar, vá ver os títulos dos anos 70 e 80 e diga-me o que acha. Supostamente se o SLB ganhava sempre por decreto, então depois de 74 devia ser o deserto de títulos, não é verdade?

Não leve a mal os meus reparos, mas estou farto de ver a história do Benfica ser constantemente espezinhada por insinuações como essa. Eu também acho (ou melhor, tenho a certeza) que o Porto foi beneficiado pelas arbitragens desde pelo menos o início dos anos 90, mas nunca ponho em causa a grandeza das equipas de 87 e 2004, superequipas que muito honraram o nosso país. Estão sempre a dizer que vivemos do passado, mas foi um passado construído honestamente e que acho devia honrar os portugueses - que o digam os emigrantes que nos anos 60 saltavam fronteiras à procura de uma vida melhor, ou os soldados que em África davam a vida pela Pátria na guerra colonial, para quem a única alegria era ver o Benfica dar cartas na Europa -, em vez de ser difamado com coisas que não são verdade.

Um abraço

Duarte 12 de julho de 2009 às 03:51  

Meus caros, a discussão do facto do Benfica ter sido o clube do regime ou não, não é para aqui chamada. Sobre isso tenho também uma opinião, mas como não tem directamente a ver com o tema do meu comentário prefiro guardá-la para mim.

De qualquer modo Pedro, eu não me lembro ao pormenor de todos os campeonatos ganhos pelo Porto nos anos 90, como deves calcular. No entanto, recordo homens como Kostadinov, Domingos, Folha, Sérgio Conceição, Drulovic, Zahovic e do inevitável Jardel. Lembro-me de grandes noites de futebol com Bobby Robson e de uma época de 96/97 fantástica em que o Porto ganhou, com António Oliveira, a supertaça na Luz por cinco bolas sem resposta e ainda foi a Milão vencer o Milan por 2-3. Se fizer o escrutínio de todos os campeonatos correspondentes a essa década, sendo certo que me lembro naturalmente melhor de uns que outros, não me recordo do Porto ter vencido um único campeonato com as ajudas que, por exemplo, o Benfica teve em 2004/2005.

Mesmo compreendendo a carga de subjectividade que estas coisas possam sempre ter, o que está em causa é que ninguém tem o direito de se armar em virgem ofendida e aqueles que dizem pugnar pela verdade desportiva querem em primeiro lugar, na verdade, o mesmo que os outros: vencer. A diferença neste momento é que enquanto o Porto procura efectuá-lo em campo, o Benfica tem tentado fazê-lo na secretaria e na comunicação social. Está visto que não resulta, mas como este vai ser o "mandato do sucesso desportivo" da era Vieira, mesmo depois de ter gasto mais de 60 milhões em reforços, pode ser que as coisas mudem e o Benfica consiga vencer o campeonato vencendo e convencendo, algo que já não faz desde 93/94, onde, já agora, tinha um génio que aprendi a respeitar: João Vieira Pinto.

André Seixas 12 de julho de 2009 às 14:39  

Sem dúvida, caro Pedro. A vossa história foi construída com toda a honestidade, a história do Porto foi construída com base em aldrabices. Exceptuado, claro está, a equipa de 87 e 04.
Quanto às glórias passadas do Benfica (que são inegáveis) e nem sequer vou dizer que foi beneficiado pela arbitragem como disse em relação ao Porto, seria interessante relembrar que as estrelas do SLB estavam "bloqueadas". "Bloqueadas" por alguém acima do Benfica. Basta falar com o Eusébio, que ele relembra as várias transferências falhadas para outros grandes clubes europeus. O Benfica era uma espécie de Selecção Nacional como referiu. Mas isto é um espaço para opiniões e cada uma é sempre parcial e puxará sempre a brasa à sua sardinha

Pedro Veloso 12 de julho de 2009 às 22:05  

André eu não disse que a história do Porto foi construída só com aldrabices, lá por achar que foi muito beneficiada por arbitragens isso não invalida que tenha tido grandes equipas.

De qualquer forma, e citando

"Mas isto é um espaço para opiniões e cada uma é sempre parcial e puxará sempre a brasa à sua sardinha"

aqui é que estou completamente de acordo, a verdade é que estas questões são daquelas que não valerá muito a pena discutir porque as visões, dependendo do lado da barricada em que se esteja, são radicalmente opostas e isto vai sempre parecer um diálogo de surdos...:)

um abraço

Numero Dez 12 de julho de 2009 às 22:16  

Os trÊs grandes, todos eles na sua historia tiveram momentos em que foram beneficiados. E claro que a minha opiniao é que o maior beneficiado foi o Porto, mas como aqui foi dito... "...é um espaço para opiniões e cada uma é sempre parcial e puxará sempre a brasa à sua sardinha".

Anónimo 12 de julho de 2009 às 22:28  

Para ganhar lá fora é preciso roubar cá dentro,este foi o lema do FCP durante anos. As várias presenças seguidas do FCP na champions possibilita o FCP comprar bons jogadores, os vários campeonatos roubados que o FCP ganhou fez com que o FCP angariasse dinheiro não merecido.
Será que os Portistas acreditam mesmo que é normal um árbitro ir nas vésperas de um jogo a casa de um presidente? Acham mesmo que nao tem mal? Acham mesmo que a mão do Ronny foi um erro igual aos outros? Que a vergonhosa arbitragem do FCP - SCP no ano do Jardel no SCP foi coindidencia? Martins dos Santos?..Acham mesmo que o Martins dos Santos não foi um vendido toda a carreira? Que o Olhanense,Académica,Leiria,Vit.Setubal,Penafiel,Trofense etc..etc..não lambem o cu ao porto e não estão proibidos de atacar o FCP? Que o Néné do Nacional não ter sido titular contra o FCP foi opção técnica?
Eu até vou mais longe, o FCP até controla a Liga Vitalis, para poder escolher quem sobe!
Ou vcs acham que o Olhanense com o Jorge Costa ao comando e com o Ukra,Zequinha,Tengarrinha,Ventura,Rabiola e Castro tem autorização para ganhar ao FCP?

Porto = Corrupção

E tá provado...

Tomás

Anónimo 12 de julho de 2009 às 22:34  

E acho muito injusto falarem assim do Saviola.

O Saviola nunca foi flop,nunca jogou mal, sempre que jogou correspondeu com golos..vejamos..
Quando era titular no Barça sempre marcou mais de 20 golos,e eu pergunto, é mau?
Passou de titular do Barça(e a marcar 20 e tal golos) para dispensado ao Monaco e a marcar golos na mesma,passou pelo Sevilha onde continuou a marcar golos,regressou ao Barça e sempre que jogava marcava(quem desmentir é mentiroso), Foi para o Real onde na 1ª época ainda marcou uns quantos golos,jogando muito pouco. Na 2ª época a jogar 12 jogos marcou 1 golo, mas atenção são 12 jogos, onde a maioria deles entrou nos descontos.
Por isso pergunto, porque menosprezam "El Conejo" ?

O Aimar sim é um flop, mas Saviola não,é uma grande contratação para o futebol português.

Tomás

Anónimo 12 de julho de 2009 às 22:39  

Duarte, achas mesmo que ninguém quer o Moutinho,Veloso,Vukcevic,Liedson,Cardozo,Sidnei,Luisão..etc?
Tenho a certeza que se o SLB e SCP os quisessem vender, os vendia.
Quanto muito não os vende porque não chegam propostas satisfatórias. Se o Sporting disser que vende o Moutinho e Veloso por 5M€, tenho a certeza que chovem propostas! Não há é clubes a quererem estes jogadores por 20M€/25M€.

Tomás

Duarte 12 de julho de 2009 às 23:08  

Tomás a tua teoria da conspiração deixa-me espantado. Eu vou por partes.

Primeiro, posso não achar eticamente correcto um árbitro ir a casa de um presidente de um dia antes de um jogo, mas daí até provar que houve corrupção vai um passo. Isso seria demonstrável se no jogo do dia a seguir o árbitro em causa tivesse beneficiado uma das equipas, o que não aconteceu e a equipa que seria supostamente a grande beneficiária nem ganhou o desafio.

Agora vires falar no FCP-SCP de 2001-2002 é fantástico. Estás a falar naquele jogo em que ficou 2-2e que o João Pinto sacou dois inexsitentes penaltys ao Martins dos Santos? Nem vou comentar. Se o Martins dos Santos foi um vendido toda a carreira que dizer de Lucílios Baptistas e Brunos Paixões?

A mão do Ronny foi um erro colossal, igual à mão do Tonel mais clara que água do Luso na supertaça e o senhor Bruno Paixão fez vista grossa. Isto para não falar nas duas penalidades inventadas em Alvalade a favor do SCP para a taça da liga.
Bem eu vou parar por aqui em relação a este assunto porque se fosse para enumerar casos de benfícios gritantes aos clubes de Lisboa era preciso a noite inteira.

Agora em relação ao Saviola, se fosse táo fantástico no Barcelona e fosse a máquina de fazer golos que tu dizes tinha lá ficado. Ou lá ou no Real Madrid ou no Mónaco, ou no Sevilha, ou noutro clube qualquer que tivesse dado 5 milhões por ele. Sim porque se fosse tão bom havia dezenas e dezenas de clube atrás dele por esse preço e de certeza que lhe ofereceriam mais do que o Benfica.

Sim, Tomás acho que o Vuk, Liedson e Moutinho são bons jogadores, acho que o Sidnei tem margem de progressão e acho que o Cardozo se revelou um ponta de lança óptimo. Pelo contrário, o Luisão não acho mesmo nada de especial. Parece-me um central normal que teve a felicidade de jogar num grande clube do Brasil, o que o catapultou para a selecção nacional, ao contrário de Pepe. E sim, tenho a certeza que não houve um único clube a dar sequer 20 milhões por um desses jogadores. Do João Moutinho o único clube que alguma vez soube que esteve interessado foi o Everton. Se alguma proposta avultada chegasse por um desses jogadores saber-se-ia de certeza porque as próprias direcções dos respectivos clubes não perderiam tempo a anunciar que estavam tão bem de finanças que tinham rejeitado propostas milionárias pelas suas joias da coroa. Mas se alguma dessas propostas existisse por qualquer dos jogadores que referiste, eles já estariam vendidos. Disso não me resta a mínima dúvida

Duarte 12 de julho de 2009 às 23:17  

Claro Tomás, isso eu não duvido que se Benfica e Sporting puserem os seus principais jogadores à venda por 5 milhões propostas é coisa que não falta. Agora as propostas gordas vão sempre para o FC Porto que assim é quase obrigado a vender, como se o mesmo acontecesse no Benfica e Sporting estes também venderiam, mas não acontece por algum motivo é. Obviamente foi isso que eu quis dizer.

Anónimo 13 de julho de 2009 às 00:10  

O Lucílio e o Paixão são outros vendidos!

Mão do Tonel é tão clara como a do Ronny onde? É tão clara que ninguém se lembra.

Sim,a arbitragem do Martins dos Santos, que conseguiu expulsar o P.Bento por ter dito "isto assim não dá" e por não ter expulsado J.Costa, Capucho,etc,etc que lhe chamam "filho da ..." a 1 metro da cara dele.

Então não é corrupção o caso dos bolinhos? Mas somos parvos ou quê?
Como consegues pensar assim Duarte?
Então P.Costa e o FCP estão limpinhos?São uns anjinhos?

As propostas gordas chegam ao FCP porque é o clube que tem os melhores jogadores.Simples. Ninguém disse o contrário, apenas disseste que os jogadores do Sporting e Benfica não interessam a ninguém e não é bem assim.

Saviola vais ver que é um bom reforço. Como é que explico que não tenha ficado no Barça? Foi um erro do Barça...da mesma maneira que errou ao não renovar com o Figo. Os grandes clubes também erram.
Não ficou no Mónaco e no Sevilha?Como explico? Através dos salários.

Não jogava no Real? Tinha o Ruud V.N. e Raul à sua frente que são monstruosos e Higuaín revelou-se um grande avançado, daí ao Saviola ser um flop...

Ninguém o pegou agora por 5M€?Pq é um ponta de lança desacreditado, agora só por ter sido o Benfica a contratá-lo não quer dizer que seja mau.

Por acaso tens que explicar porque
é que os jogadores do FCP foram para o FCP e não para um colosso europeu? Claro que não, foram bons negócios do FCP, como me parece ser bom negócio este do Saviola.
E atenção que sou sportinguista.

Tomás

Anónimo 13 de julho de 2009 às 00:14  

E mais, o Porto pode fazer as melhores vendas,mas uma coisa eu digo.
O jogador mais influente do campeonato é o Liedson,é o jogador que mais carrega a sua própria equipa às costas, quem desmentir, mente sem qualquer pingo de vergonha.

O jogador mais valioso do campeonato é o Cardozo, um avançado brutal a par do Hulk.

Duarte, então pela teu raciocínio o Jardel quando veio para o Sporting foi um mau negócio certo? Como foi goleador por todos os clubes onde passou e dps foi o Sporting que pegou nele...é o que deduzo...

Luisão não é nada do outro mundo é certo, mas digo-te com toda a certeza que é melhor que o assassino do B.Alves. O Luisão tem lugar no plantel da maioria dos clubes de topo europeu.

Tomás

Anónimo 13 de julho de 2009 às 00:22  

Drulovic,JMP,Marco Ferreira não foram roubados pelo SLB...foram dispensados pelo FCP e o SLB contratou-os. Todos os clubes querem jogadores habituados a ganhar.

Féher quis sair do FCP pois lá não lhe era dado o devido valor. Argel foi vendido pelo FCP a um clube brasileiro e depois o SLB foi buscá-lo. Se isso é roubar o FCP roubou o Quaresma ao Sporting e o SCP roubou o Jardel ao FCP não?

O SLB não roubou o Moretto ao FCP, o FCP é que o tentou roubar ao SLB e não conseguiu.

Até vou mais longe, quem se lembra do Matias, defesa central ex Guimarães?Bigode farto,cabelo com poupa. Depois de uma carreira inteira a dar brindes ao FCP, no seu final de carreira transferiu-se para o FCP como prémio.
E Nuno Herlander? Que no Aves, garantiu na ultima jornada que o FCP fosse campeão em troca de um regresso ao Dragão. Ou vais me dizer tu Duarte, que o Nuno é um grande guarda-redes, que ficou por mostrar alguma coisa depois da sua 1ª passagem pelo FCP? Era só uma segurança caso esse jogo com o Aves desse para o torto.

Ou o anúncio da contratação de Varela antes de 3 jogos do FCP contra o Estrela? E os dois centrais do Estrela lesionados? Tengarrinha e Nuno André Coelho...bolas,logo os 2 na mesma semana,e logo contra o FCP..que coincidencia.
E o B.Gama e L.Lima quando abriam o livro no Dragão tiveram que sair no inicio da 2ª parte?Pois é...podiam ter feito estragos.

Vcs acham isto tudo uma mera coincidência? Ou será tudo da minha cabeça?

Tomás

Anónimo 13 de julho de 2009 às 00:23  

Duarte, expliquei-te também a carreira do Saviola, onde claramente se vê que é um bom avançado. Acho que fingiste que não leste.

Tomás

Duarte 13 de julho de 2009 às 00:47  

Certo, o Lucílio e o Bruno Paixão são vendidos, mas ao Porto não é de certeza. Tocaste num ponto essencial: ninguém fala na mão do Tonel. Ninguém fala porque a comunicação social, na maioria, só faz eco da choradeira do Sporting. No Porto, pese embora a roubalheira que foi esse jogo, praticamente ninguém falou, tirando o treinador. Excluindo isso não viste conferências de imprensa inflamadas nem declarações bombásticas dos dirigentes portistas, por isso é que hoje são poucos os que se lembram que ela exisitu. Como são poucos os que se lembram de um canto directo marcado pelo Clayton no estádio da Luz em que a bola entrou claramente e o árbitro, curiosamente Martins dos Santos, não validou o golo. Nesse ano o Porto ficou em 2º a um ponto do Sporting e bastava esse golo ter sido validado como devia e teria empatado esse jogo, o que seria suficiente para ser campeão. No entanto toda a gente ainda fala no golo do Petit em 2004 e aí sim, ainda ninguém mostrou uma imagem com a bola toda lá dentro.

Já aqui falei no doping no Boavista. Sabes quantos jornalistas sabiam que o clube do Bessa usava doping nomeadamente em 2000-2001? Muitos! Sabes porque nunca o disseram? Porque o BFC disputou esse título com o FCP, acredita que fosse outro o adversário dos axadrezados e a coisa teria tido outras proporções.

Consigo pensar que não há nenhum tipo de corrupção consumada no caso do alegado envelope porque o Porto jogava em Aveiro com o Beira Mar, já era campeão e empatou 0-0, não tendo sido beneficiado num único lance. Gostava que o mesmo tratamento que foi dado às escutas do Pinto da Costa fosse dado àquela que envolve o Luís Filipe Vieira. E não vale a pena dizer, como o presidente do Benfica diz, que foi Valentim Loureiro que lhe ligou. Isso para mim e para qualquer pessoa que pense duas vezes é completamente irrelevante. Sim, viste bem, é irrelevante! É irrelevante quando o presidente do Benfica diz que não quer o árbitro X porque "não serve os interesses", "que não precisa do Major para nada porque faz as coisas por outro lado". Gostava que o Estoril-Benfica de 2005 fosse investigado como o foram alguns jogos do Porto. Como disse Soares Franco, e eu também digo, a última coisa que me lembro do apito dourado foi esse jogo.

Quanto ao Saviola, acredita que não gosto dele não por ele ser agora do Benfica. Não gosto dele porque o acho uma criação de marketing, porque houve várias marcas que apostaram nele quando foi para o Barça e gastaram milhares de euros com anúncios e que para rentabilizarem investimento começaram a fazer passar para a opinião pública a imagem de que ele era um craque e que só não singrava por azar. O Barcelona teve uma má opção? Se for pelo que tu dizes teve um erro de gestão primário, porque dispensou uma máquina de fazer golos. O Real Madrid então cometeu outro erro de gestão. Achas que o Mónaco e o Sevilha não tinham dinheiro para lhe pagar? Claro que tinham, é óbvio que sim, mas acharam que não justificava pagar-lhe o que queria. Tudo porque ele aufere ordenados compatíveis com um craque, quando na realidade não passa de um bom suplente.

Os jogadores que foram para o Porto, vieram porque eram na maior parte dos casos desconhecidos e o Porto soube encontrá-los. Se Lisandro fosse um bom suplente no Barcelona ou no Real Madrid, a probabilidade de vir para o Porto era de uma em cem. O Luisão é fantástico, o Liedson é o mais valioso e o Cardozo também. Que diabo, mas os grandes da Europa querem é os do Porto. Onde chega o poder de Pinto da Costa que ainda obriga os dirigentes dos grandes clubes europeus a darem dinheiro pelos jogadores do FCP quando têm na segunda circular uma mina de diamantes.

Duarte 13 de julho de 2009 às 01:06  

Agora vamos ao teu último comentário.

É mentira que, por exemplo, o Porto tivesse dispensado o Drulovic. O Porto fez-lhe uma proposta de renovação em que manteria o mesmo ordenado, mas o Benfica ofereceu o triplo. Quanto aos outros, o Porto podia não os querer, mas certamente não fariam falta ao Benfica que só os comprou para espicassar, nessa altura ainda tinham dinheiro para essas picardias infantis, agora não. Reconheço que o Feher podia ter sido mais bem aproveitado, mas nunca para mais do que um bom suplente porque fez uma boa época em Braga, mas não era nada de especial.

O Nuno Espirito Santo foi apenas um dos reforços que o Desp. das Aves conseguiu em Janeiro e que vieram do Dínamo de Moscovo. Curiosamente se vires os lances desse jogo, ele não tem culpa em nenhum dos golos, por isso a partir daí nem sequer tens legitimidade para levantar qualquer suspeita. O mais curioso é que também nesse jogo houve um jogador que marcou um autogolo, fazendo na altura o 3-1. Ah, foi o Jorge Ribeiro, caramba este já não estava comprado. O mesmo Jorge Ribeiro que falhou um penalty contra o Benfica quando já se sabia que estava contratado pelos encarnados, tal como o Makukula. Quanto a brindes lembro-me de alguns do Ricardo Esteves ao Benfica, clube que o formou e do Rui Duarte do Estoril.

E as saídas do Bruno Gama e do Leandro Lima no jogo do campeonato têm duas explicações a meu ver. Primeiro reconhecerás que o Carlos Cardoso não é propriamente um mestre da tática, depois se calhar saíram para depois não dizerem que não se esforçam contra o Porto. É que sabes, para a taça da liga os frustrados do costume caíram em cima do Leandro Lima por ter falhado um penalty contra o Porto, mesmo depois de ter convertido um minutos antes.

O Nuno André Coelho foi o mesmo que tirou um golo do Lisandro em cima da linha no Estrela da Amadora-Porto quando o jogo estava empatado.

Outro caso curioso é o do Fábio Coentrão que contra o Porto até come a relva, mas com o Benfica está quieto. Aliás acredita que achei piada o facto de o ter visto a cair de bêbado e todo animado na semana do Benfica-Rio Ave numa discoteca no Porto. Deve ter feito uma excelente preparação para esse jogo porque cumpriu com o que lhe pediram e não jogou nada.

Acredita que por respeito ao Pedro e ao Número Dez eu não queria entrar por este tipo de conversa, mas não me deste alternativa. Aliás no meio disto tudo fiquei sinceramente sem perceber se és do Benfica ou do Sporting, o que também não deixa de ser curioso.

Anónimo 13 de julho de 2009 às 01:08  

Primeiro que tudo, lembra-me só essa época em que o FCP ficou em segundo lugar a 1 pt do Sporting? Não me recordo...estarás a falar de um Clayton dos anos 40?

O Luisão é um bom central.
E a prova que não leste o que escrevi é que disse que o Liedson era o mais INFLUENTE,não o mais valioso.

Porque é o FCP campeão? Porque depois o Sporting joga com Pedro Silva,Abel,Caneira,Romagnoli,etc como segundas figuras..e o Benfica com o Aimar, David Luiz, Yebda etc..o Porto joga com Fucile,Paraty,Cisshoko,Olegário,Fernando,Farías,Paulo Costa como segundas figuras.

Pinto da Costa é um excelente negociador. Ninguém duvida, e eu próprio lhe tiro o chapéu.

Comparares o golo do Clayton ao do Petit é um insulto que fazes ao teu oftalmologista.

O do Clayton é duvidoso, o do Petit é escandaloso!!

Sabes porque ninguém fala da mão do Tonel e desses dois penaltys da Taça da Liga? Ao contrário do que tu pensas, imprensa comprada,lobbies etc...porque não pensas que talvez não tenha sido mão? e talvez tenham sido os 2 lances verdadeiramente lances de penalty. Toda a gente viu! Até a minha mãe que pouco percebe de futebol diz que foi penalty.

Duarte, portanto,um clube português contratar um bom suplente de um clube grande europeu, é uma má contratação para o futebol português?
No Barcelona achei um erro sim, pois o Saviola tinha vindo a corresponder e não merecia que o substituissem sem qualquer razão.
No Real não considero, porque havia Ruud,Raul e Higuain à são frente.

Tomás

Anónimo 13 de julho de 2009 às 01:29  

Duarte, nada me move contra ti, antes pelo contrário, acho que escreves bem e sabes muito de futebol, é um prazer comentar o vosso blog, um blog que muito gosto. Acima de tudo, adoro discutir futebol.

Claro que é normal ter opiniões diferentes das tuas,que não deixam de ser válidas,e justifico tudo. Tu achas normal o árbitro ir a casa do PC porque o pai do A.Duarte andava a "pular a cerca",pronto, eu não acho normal. São opiniões.

Sou do Sporting sem qualquer dúvida e odeio o Benfica.

Mas tu dizes que o SLB roubou jogadores ao FCP, e eu não concordo,até poderia dizer que é uma afirmação tola, mas não vou dizê-lo. É óbvio que é ao contrário, mas nada tenho contra isso. Se vale... Ah, mas agora o Benfica não pode contratar jogadores ex-FCP porque é para espicaçar? Tomara eu que o SLB conratasse o Tiuí,Mota,Tinga,Purovic e Marian Had.

Tu queixas-te do Nuno André ter tirado a bola do Lisandro em cima da linha de golo? Pois, não achaste normal pois não? Eu também não...até deve ter sido chamado à atenção. O normal é ele tirar a bola de cima da linha de golo,nem te devias queixar disso. O Wender e o Silva também nos marcaram golos e eu achei natural.
É natural o F.Coentrão comer a relva no Dragão, achas mal um jogador dar tudo o que tem quando joga num grande palco como o Dragão.

Eu se jogasse no Estádio da Luz contra o SLB também daria tudo pois é o clube que menos gosto. Se calhar o Fábio também não gosta do FCP, não o tens que julgar por jogar bem no Dragão, eu também não julgo o Beto por se matar a defender contra todas as equipas e contra o FCP nem se fazer aos lances, eu não o julgo por isso, nem vou dizê-lo nos meus comentários, para não dizerem coisas.

Confesso que não me lembro dos brindes do Ricardo Esteves. Tenho mais presentes na minha memória, mesmo sendo mais antigos os brindes do Matias.

Tomás

Duarte 13 de julho de 2009 às 01:32  

Duvidoso? Tomás deves estar a brincar. O golo do Clayton é duvidoso e o do Petit escandaloso? Olha, pois essa então é de mais. É que no golo do Clayton há imagens da bola toda lá dentro, por isso não há duvida nenhuma, no do Petit não.

De facto tens razão, o Porto nunca acabou a um ponto do SCP, foi uma imprecisão minha. Naquele ano acabou a 4 pontos porque na ultima jornada perdeu contra o Gil Vicente, até esteve a ganhar mas como o Sporting à mesma hora goleava o Salgueiros a moral foi-se compreensivelmente a baixo e acabou por perder. Se tivesse entrado para essa jornada em primeiro a motivação era outra, concordarás acho eu.

Porque penso que a mão do Tonel não foi mão? Porque fui recentemente ao oftalmologista e felizmente continuo com a visão impecável e não preciso sequer de óculos ou lentes de contacto, ao contrário do Bruno Paixão que continua a usar óculos verde e brancos com riscas horizontais. Claro que os dois penaltys na taça da liga foram mesmo penaltys. Foram-no para ti e para o Nuno Luz e já agora a catrefada de penaltys que o Sporting teve em 2001-2002 também foram todos bem marcados, o João Pinto era lá capaz de fazer uma simulação. Desculpa se me precipitei.

E sim eu acho que um bom suplente para o Madrid e Barça não só são é bom para um clube português como é uma coisa sensacional e cabe na maior parte dos clubes mundiais. Basta pensar em Sneidjer, Robben, Van der Vaart, Huntelaar e Diarra que estão à venda e que são pretendidos por muitos tubarões do futebol europeu, só que o Saviola está a anos luz de chegar aos calcanhares de qualquer um destes que ao menos já provaram a sua classe em clubes médio/altos da Europa ao contrário do Conejo.

Saviola nem o estatuto de "bom suplente" tinha. E vou continuar a bater na mesma tecla, se fosse assim tão extraordinário teria vários clubes atrás dele e hoje não jogava no Benfica, simples.

O Porto joga com os Paratys e Olegários. O Sporting e o Benfica têm o Carlos Xistra, Bruno Paixão e, taças da liga à parte, Lucílio Baptista, Elmano Santos, Hélio Santos, Paulo Baptista. Se quisermos ir por aí até têm um plantel mais bem apetrechado.

Duarte 13 de julho de 2009 às 01:41  

Tomás em primeiro lugar, obrigado pelos elogios. Eu sei que nada te move contra mim e é reciproco.

Eu não me queixo que o Nuno A. Coelho tenha safado a bola em cima da linha e não fico minimamente espantado, dei apenas um exemplo. E também acho naturalíssimo que o Coentrão dê tudo com o Porto, mas gostava que também desse tudo contra o Benfica, estou apenas a seguir a tua lógica.

O Beto encaixou 4 golos do Porto em Matosinhos, mas na primeira volta, no dragão, fez um par de defesas impossíveis que garantiram a vitória do Leixões.

Não acho nada mal que o Benfica compre o refugo do Porto só para chatear. Quem acha que só o Porto compra para molestar o SLB é o senhor Miguel Góis e eu apenas lhe respondi no post porque também tem telhados de vidro e as graçolas que escreve também têm direito ao contraditório.

Um abraço.

Anónimo 13 de julho de 2009 às 01:41  

Bruno Paixão é somente um dos árbitros que mais detesto e que mais veste de azul e branco.
É injusto dizeres que o Sporting é beneficiado, o Benfica ainda vá, o Sporting é que é exagero.

Duarte, em relação à quantidade de penaltys marcados em 2001-2002 acho perfeitamente normal, uma equipa que tinha o volume de ataque que o Sporting tinha nessa época, arriscava-se a que as defesas contrárias fizessem faltas na área.

A maioria desses penaltys eram golos certos, e acredita, que muitos penaltys nessa época ficaram por marcar.

O do Jardel na Luz não foi penalty. Eu assumo! Acredita Duarte, sei vê-lo. Deverias também condenar o incidente do A.Duarte em casa do PC.

Duarte, também digo que os árbitros são maus, ser árbitro não é pa quem podé, é pa quem quer!

Também te digo que o FCP é o clube mais beneficiado desde que gosto de futebol.Acredita que Calheiros, Martins dos Santos, Augusto Duarte, Jacinto Paixão e Fernando Mendes não são só meras coincidências...
Mas também sei te dizer que nesse próprio jogo, SLB-SCP, houve um penalty bárbaro do Argel sobre o Jardel que ficou por marcar. (Veloso,eu sei que te recordas deste lance, pois eu não deixo que te esqueças por muito que queiras)

Anónimo 13 de julho de 2009 às 01:44  

Paulo Baptista sim.
Benfica-Braga foi um roubo monumental.


Tomás

Duarte 13 de julho de 2009 às 01:50  

Tomás vires dizer que o Bruno Paixão é daqueles que mais veste de azul e branco desculpa, mas tira-me do sério.

Já nem vou falar mais do jogo da supertaça. Falo apenas no Campomaiorense-Porto de 99/2000. Um jogo em que um amigo meu também ele sportinguista apelida como "o mais nojento que viu". O maior roubo desde o Calabote. Depois houve o jogo da taça no ano passado, o Bruno Paixão tem um historial de roubos ao Porto invejável, não é à toa que é internacional.

O Porto teve o Drulo, Zaho e Jardel e nesse tempo não teve nem metade dos penaltys do Sporting.

As viagens à China na digressão do Sporting oferecidas ao senhor Mário Luís, as opiniões dos srs. Rola e Cruz dos Santos sempre contra o FCP nas decisões de arbitragem, o Lucílio e o Paulo Baptista, o Vitor Pereira, o Cunha Leal, isto sim não são coincidencias.

Pedro Veloso 13 de julho de 2009 às 10:36  

Tomás vais achar que estou a fingir que não me lembro desse penalty mas não me lembro mm, como é o lance? Lembro-me muito bem do outro (Caneira sobre Jardel, que não era e o Duarte Gomes inventou), e das expulsões perdoadas ao JVP e Hugo Viana! E também me recordo com saudade de ter sido um jogo em que o SLB aplicou um dos mitos do futebol português, que era o facto do Andrade supostamente ser exímio na marcação homem-a-homem (por ter secado uma vez o Del Piero nos sub-21). O gajo nunca jogava mas chegou o clássico (e já antes acontecera contra o FCP na mesma época) e lá foi ele pra marcar o JVP, acabou expulso aos 60 min:)

Anónimo 13 de julho de 2009 às 10:57  

Andrade, em semana de clássico era sempre o escolhido para marcar Deco e João Pinto e obviamente era expulso.
O do Caneira?Podemos afirmar que foi do Caneira?Para mim aquilo é o penalty do Jardel, não do Caneira lol.
Essas digressões do Mário Luís nem sei o que é.
Rola e Cruz comenta sempre contra o FC Porto?Eu não sei quem é,mas são opiniões.Há que respeitar, eu também respeito as do Miguel Sousa Tavares.
Eu próprio poderia ter ido para um conhecido jornal desportivo, e teria dito muitas verdades.


Eu se fosse árbitro roubaria descaradamente contra o FC Porto, e mesmo assim, a esperança média de vida que temos não me permitiria roubar tempo o suficiente que esse clube corrupto merecia.

Veloso, o que me foste lembrar, e lembras-te quando o Andrade jogava a lateral-direito e ía a pentear a bola até à linha de fundo?
E o Carlitos que chegava à linha e levantava a bola para poder centrar em balão com ela a saltitar?

Anónimo 13 de julho de 2009 às 13:31  

Duarte, indignam-me os teus argumentos falaciosos em torno de Javier Pedro Saviola.
Dizes que todos os nomes de suplentes de luxo que enumeraste ja provaram o seu valor. Ok.

River Plate 58 golos
Barcelona 72 golos
Monaco 17 golos
Sevilha 15 golos
Real Madrid 3 golos
Selecção 12 golos

Estes números nao te provam que secalhar ele é mesmo o produto de marketing porque tem o valor que lhe dao?
O Sevilha ainda entendo que nao o queira porque conta com Kone, Kanoute e Fabiano (de saída) que reconheço que na actualidade podem render mais que Saviola. Ja Chevanton, Pukki, etc duvido que juntos nao pagassem o que Saviola pedia e juntos n facturariam decerto os 15 golos com que Saviola brindou o Sevilha com a sua curta passagem.
Agora com todo o respeito so podes estar a gozar. Convido-te a ires ao site deles e lanço-te o desafio de me dizeres qual dos avançados deles é que meteu mais de 17 golos. É que nao encontro...

E se nao percebes porque é que ele veio para o Benfica podendo ir para outro clubes de media/alta de Europa é ma vontade.
O Benfica pode andar em baixo nos tempos que correm, mas tem um Rui Costa que queiras ou nao atrai muitos jogadores, que tem um projecto atractivo para os jogadores que veem. O Benfica paga bem, pagou o que o Saviola pediu. E aches ou nao ridiculo é obvio que estar ca o Aimar chamou o Saviola. Cá ele vai ser titular indiscutivel, vai voltar a ter a credibilidade que lhe foi retirada por ser suplentes de Ruud e Raul. Vai poder mostrar-se a Maradona.
Falas do Benfica como um passo atras para ele em relação a outro clube de media/alta europeu, mas o Benfica tem nome, é obvio que mais propostas por ele houveram, foi uma aposta do Benfica num jogador que estava desacreditado sem razao aparente. Os numeros dele que te mostrei falam por si, nao o podes negar. É um bom reforço para o futebol portugues, uma aposta de Benfica que a meu ver foi um bom negocio.

Agora claro, vamos deixar o tempo provar ou a minha ou a tua teoria.
Mas aserio, n digas que o Monaco fez bem em nao o querer. Pelo menos o Monaco.

Forte Abraço e Saudaçoes Benfiquista.

Paulo

Anónimo 13 de julho de 2009 às 13:33  

quando com respeito aleguei que so podias estar a gozar estava a referir me ao monaco.

paulo

Subzero0 13 de julho de 2009 às 14:33  
Este comentário foi removido pelo autor.
Subzero0 13 de julho de 2009 às 14:39  

É cada anedota!

Years Club Apps (Gls)
1998–2001 River Plate 086 (44)
2001–2007 FC Barcelona 119 (49)
2004–2005 → AS Monaco (loan) 029 0(8)
2005–2006 → Sevilla FC (loan) 030 0(9)
2007–2009 Real Madrid 016 0(4)
2009– Benfica 001 0(1)

A média dele de golos por época deve ser inferior a 10 golos.
É um bom ponta de lança, não passa disso, não vale metade do Cardozo, do Lisandro ou do Liedson. Não é nenhum super craque, não tem metade da técnica do Reyes... não é veloz. Não é mais que muitos jogadores que ai andam... ...

Anónimo 13 de julho de 2009 às 15:05  

Superzero, então o Saviola não é veloz? Diz-me quando tiveres tempo quais os jogadores que achas claramente mais rápidos que Saviola,repito, jogadores. Não vale dizer de Usain Bolt, Gay, Fernando Alonso,Fernanda Ribeiro ou Fiat 500.
Puseste aí uns numeros, peço-te para pores os numeros de todas as competições e não só os jogos do campeonato, pois todas as competições interessam.
Se queres falar só em golos do campeonato, o Lisandro sem ser numa época,torna-se num jogador banal e todos sabemos q é um jogador fantástico.Penso que só numa época é que o Lisandro marcou mais que 10 golos na liga portuguesa.

Tomás

Pedro Veloso 13 de julho de 2009 às 15:12  

Subzero0, podes dizer o que quiseres do Saviola menos que ele não é veloz, já é esticar um bocado a corda:)

Olhem, estou certo que ele vai valer mais que isto durante o ano, mas pelo menos vou ligar ao Javier para lhe agradecer, já serviu para alimentar aqui uma bela discussão no blog, é isso que se quer!

Tomas n me lembro disso do carlitos mas andrade a pentear a bola era um must...tenho sdds dos anos 90/início da década actual, em que os jogadores nos deliciavam com as suas particularidades, quer futebolisticas quer em termos de "look". Agora é tudo bem treinado e arranjado, até o jorge jesus já tem um consultor de imagem, já não dá para um gajo se rir tanto

Pedro Veloso 13 de julho de 2009 às 15:12  

Subzero0, podes dizer o que quiseres do Saviola menos que ele não é veloz, já é esticar um bocado a corda:)

Olhem, estou certo que ele vai valer mais que isto durante o ano, mas pelo menos vou ligar ao Javier para lhe agradecer, já serviu para alimentar aqui uma bela discussão no blog, é isso que se quer!

Tomas n me lembro disso do carlitos mas andrade a pentear a bola era um must...tenho sdds dos anos 90/início da década actual, em que os jogadores nos deliciavam com as suas particularidades, quer futebolisticas quer em termos de "look". Agora é tudo bem treinado e arranjado, até o jorge jesus já tem um consultor de imagem, já não dá para um gajo se rir tanto

Duarte 13 de julho de 2009 às 16:41  

Os números que o Subzero aponta são a dura realidade dos factos para os benfiquistas. Mas agora é impossível fazer ver a realidade a um benfiquista, nesta altura isso é uma tarefa herculiana. Aliás é disso que o meu post trata, depois houve pessoas que extrapolaram para outras situações e eu respondi porque não sou autista. Na pré-época o Benfica vence sempre, os jogadores são todos bons, depois quando o campeonato começa constata-se que não é bem assim.

Não te iludas Paulo, o Benfica pode ter nome mas já nem vai à Champions há dois anos, o projecto do Rui Costa pode ser atractivo no papel, mas toda a gente sabe que é falível e não tem dado resultados. Clubes como o Lyon, Marselha, Werder Bremen, ou em Espanha Villareal ou Atlético de Madrid atraíriam muito mais que o Benfica, é a realidade actualmente, gostes ou não. Nenhum deles o quis. Claro que o Saviola é jogador para ser titular na equipa que o Mónaco tem actualmente, mas com os ordenados que ele tinha na altura em que lá esteve por empréstimo não se justificava porque a ganhar aquilo provavelmente o Mónaco, se tivesse uma boa prospecção, arranjaria dois jogadores melhores e cuja soma de ordenados faria os de Saviola. E se ele no Sevilha fosse assim tão bom é simples, tinham ficado com ele. Seguindo a tua lógica, hoje o Luís Fabiano estava no banco e o fantástico goleador argentino era perseguido pelo AC Milan que ofereceria 18 milhões por ele.

Anónimo 13 de julho de 2009 às 17:44  

era do projecto no papel que eu me referia obviamente. eu nao me iludo, mas dessas 5 equipas que enumeraste nenhum delas precisa de avançados. obvio que o saviola era uma opçao credivel para qualquer dessas equipas. jardel tambem nao era credivel para todo o mundo quando assinou pelo scp vindo do gala?
a minha luta vai de encontro a teoria de que se vem pa portugal e mais precisamente para o slb nao é pq é mau ou ta acabado.
o mesmo digo de matigol fernandez, nao tendo provado ainda nada no velho continente, tem um bom nome no futebol mundial, foi ouvido o interesse de outros clubes de media/alta europeus e ele optou pelo scp, por um clube no qual vai poder afirmar-se, ser util e provavelmente indiscutivel. este ainda com uma mentalidade de querer mostrar-se a europa e eventualmente sair.

sem mais, paulo.

p.s. - foi me dito em off que bettencourt afirmou num jantar que ia trazer um avançado de italia que ia calar portugal e que tonel ia sair.

p.s. 2 - veloso nao te lembras de JMP a lançar armando sa em profundidade e este a espetar se nos placares de publicidade devido a falta de qualidae dos passes? e depois o tipico pedido de desculpas com as maos em jeito de reza

Anónimo 13 de julho de 2009 às 17:48  

acabo de escrever o comentario anterior e vou ao site abola e vejo que huntelaar esta for do estagio de pre-epoca de real madrid.
voltando ao que estivemos a falar, deixo ao criterio de cada um o que pensar sobre isto...suplentes de luxo...classe...marketing...etc......

Anónimo 13 de julho de 2009 às 17:55  

Caro Paulo, vejo que também sabes umas coisas de futebol.

Eu tenho gravada na memória esses passes em profundidade de JMP para o Armando Sá, passes de 60 metros todos tortos a queimar o Armando Sá.

Também queria recordar que JMP foi capitão do SL Benfica

Tomás

João 13 de julho de 2009 às 18:51  

Muito me ri! essa imagem de marca do JMP era o cartão de visita dentro do campo! Fora era aquelas incríveis camisas de folhes que nos fazia questionar se estávamos a ver um burguês do séc XVIII!

Duarte 13 de julho de 2009 às 21:38  

O Huntelaar está fora do estágio do Real Madrid e o Sneidjer só não sai por milagre. Dois enormíssimos jogadores que interessam a todos os grandes da Europa, menos ao Real Madrid. Além de que não são para a bolsa de nenhum clube português. Eu não digo que um jogador dispensável do Madrid não seja bom para um clube em Portugal, mas o nível de Saviola comparado ao de Huntelaar ou Sneidjer é, obviamente, mais baixo.

Pedro Veloso 13 de julho de 2009 às 22:47  

Paulo é o trezeguet:)

JMP foi talvez o central que mais nervos me deu enquanto adepto benfiquista...essa imagem mitica dos passes longos demais para o Armando levava os adeptos ao desespero...e o pior é isso que disseste tomás, ele foi capitão do Benfica...

P.S. João não me faças lembrar coisas tristes, era pior que o visual do quaresma lol

João 14 de julho de 2009 às 01:03  

Outras épocas Pedro:P Tempos de Tomo Sokota e o seu caparro. Também me veio à cabeça o trezeguet mas acho-o impossível. Mais fácil é ir ao M.City, um dos 8 avançados (com Tevez e o Adebayor se for) não ficará no plantel de certeza.

João 14 de julho de 2009 às 01:03  

ps - e um abraço

Anónimo 14 de julho de 2009 às 01:26  

bem sei que os jogos de pre-epoca pouco contam, mas se os tens visto o saviola parece que nao veio pa ca passar ferias.
nao ha ca lesoes e tem mostrado serviço, é inegavel apos estes dois primeiros jogos.

mas como ja disse anteriormente so o tempo nos dira qual de nos tem razao. espero que a animaçao deste blog ainda esteja a este nivel ou melhor, como o começo do campeonato o faz prever!

duarte acho o teu pessimismo exagerado, nada me vai fazer mudar de ideias em relaçao ao facto de eu achar que estas a menosprezar o saviola.
a unica verdade no meio disto tudo é que ainda nao conseguiste negar os numeros que eles mostra durante as epocas em que ja esteve na europa.
o facto de nao ter estado ao nivel de um muito bom avançado no real madrid como anteriormente ja te provei que esteve nada quer dizer, como o prova o facto de huntelaar, que lhe é superior, tambem nao vingar. ou achas que o huntelaar nao meteria 30 golos no minimo caso fosse sempre titular?

paulo

Anónimo 14 de julho de 2009 às 01:29  

e com isto nao estou a por saviola so nivel de huntelaar que ja sei que vou ser achincalhado. estou apenas a dizer que saviola metia no minimo 15/20 caso fosse sempre titular (como o provam os seus numeros), menos 10 que klaas-jan.

e 15/20 golos no real e barça sao numeros de um avançado de grande valor para o futebol portugues mais precisamente para o glorioso.

paulo

Duarte 14 de julho de 2009 às 02:10  

Só que o Huntelaar esteve lá meia época, o Saviola esteve duas e mais umas quantas no Barça, Paulo.

Os números que apresentas são factos que eu não discuto. Mas se ele tivesse essa preponderância toda tinha ficado em Barcelona e a opinião geral dos adeptos espanhóis não era tão negativa e isso basta ver nos comentários que estes faziam na imprensa online espanhola sempre que havia notícias relacionadas com o argentino. E se esses números ilustrassem a realidade, e volto a bater no mesmo, haveria dezenas de clubes atrás dele e muito mais endinheirados que o Benfica certamente.

Não vi ainda nenhum jogo de pré-época por acaso. Sei que hoje o Saviola fez uma assistência e marcou um penalty ao Sion. Muito bem, não nego que é um bom início. Porém, na pré-época, raramente sou peremptório a afirmar seja o que for.

Esperemos pois pelo início oficial da próxima temporada para ver o que vão render as equipas e, nessa altura, espero ter-te por cá a comentar os nossos posts.

Um abraço.