Novo Treinador - André Vilas Boas



Em comunicado enviado hoje à Comissão de Mercado de Valores Imobiliários (CMVM), a SAD do FC Porto informa que "chegou a acordo com André Villas Boas, para a celebração de um contrato de trabalho, como treinador da equipa principal de futebol, para a época desportiva 2010/2011 e 2011/2012".

É oficial a informação avançada há já vários dias na imprensa nacional. Vilas Boas sai da Académica de Coimbra (11.º classificado em 2009/2010) para suceder a Jesualdo Ferreira no Dragão.

O antigo adjunto de José Mourinho torna-se agora no mais jovem treinador a assumir o comando dos "azuis e brancos", depois de ter estado a um passo de ingressar no Sporting em Novembro do ano passado.

A apresentação do treinador e restante equipa técnica está agendada para sexta-feira, às 13h00, na Sala VIP do estádio do Dragão, informa o site do clube.

Após a apresentação oficial e primeira conferência como treinador do Porto darei a minha opinião, e sinceramente, só ai poderei ver se A.V.B tem o estofo necessário.

Mas uma coisa é certa, a partir deste momento, André Vilas Boas é o homem certo para o cargo, se é ele o nosso timoneiro, é nele que contamos, vários nomes vieram à baila, mas se ele foi o escolhido, nele depositamos a nossa confiança.

Pelo menos um ponto positivo, tens o Dragão no teu coração. Serás mais um de nós, não só vibrarás com os sucessos/insucessos do ponto de vista profissional mas também do ponto de vista do adepto.

André, estamos contigo.

13 Passes de rotura:

João S. Barreto 3 de junho de 2010 às 20:07  

Filipe tens razão, só o trabalho do treinador dirá se foi a escolha acertada ou não.

A mim ainda não me demonstrou nada, fez um trabalho razoável na AAC mas ainda não provou ser um treinador de clube grande. É um treinador da moda, que tem a seu favor o facto de conhecer os cantos à casa e de nela ter triunfado como olheiro/treinador adjundo. Como portista que és, acho que fazes bem em dar-lhe o benefício da dúvida.

Deixa-me só fazer uma ligação com o teu último post. Afinal aquela que dizias ter sido a primeira vitória do teu clube na época 2011, foi afinal a sua primeira derrota. E a derrota não é pequena, porque agora toda a gente sabe que o treinador que Pinto da Costa queria trabalha no clube que ocupa a maior parte do seu dia, o SL Benfica.

Mas o campeonato começa com todas as equipas com zero pontos e Vilas Boas, embora tenha sido 4ª ou 5ª escolha, terá certamente uma palavra a dizer na tentativa de justificar esta aposta arriscada.

Duarte 3 de junho de 2010 às 23:24  
Este comentário foi removido pelo autor.
Duarte 3 de junho de 2010 às 23:40  

O Villas Boas também não era o meu preferido, mas no entanto agora que é o escolhido tem a minha confiança até prova em contrário.

João por amor de deus. Qualquer pessoa que pare para pensar 5 segundos e que não esteja, com o devido respeito, tolhida pela cegueira clubística vê que a manchete de ontem da Bola foi encomendada e tem como único propósito o de desestabilizar. É óbvio que o Porto já quis o Jesus, já não é tão óbvio que o tenha querido para a época passada, mas provavelmente sondou-o no sentido de suceder ao Jesualdo em 2008/2009 aquando daquela sequência de maus resultados que quase roubaram o título e a qualificação para os oitavos da champions ao FCP.

Basta aliás juntar dois e dois para apelidar de pelo menos "estranha" a notícia que a Bola dá como verdadeira. Segundo este jornal, os eventuais contactos deram-se a 11 de Maio. Pois bem, se foi tão cedo porque é que aquele pasquim não noticiou logo? Mais, poucos dias depois Jesus esteve com Pinto da Costa no Jamor na final da da Taça. É óbvio que o Villas Boas já é do Porto há muitíssimo tempo e, como o próprio jornal A Bola noticiou há dias - o que só contribui para demonstrar que esta notícia foi encomendada e montada recentemente - só não foi apresentado há mais tempo por respeito ao Jesualdo que merece toda a consideração do universo portista. Aliás aquilo que toda a gente sabe, porque é público e oficial, é que o Sporting também quis o treinador da Académica, mas este declinou o convite. Ora porque terá sido? Provavelmente porque já aí tinha o Porto na calha, se não não haveria um único treinador deste planeta que não trocasse a Académica pelo Sporting.

Esta notícia, que a Bola já dizia saber há quase um mês só saiu agora, só saiu no dia da oficialização do novo treinador. Porquê? Vocês que no post anterior tanto falaram em teorias da conspiração por parte dos portistas para desestabilizar - teorias essas bem melhor sustentadas e com fundo de verdade, diga-se - caem agora nesta ingenuidade. Eu sei que é porque vos convém.

Portanto, Pinto da Costa não sofreu derrota absolutamente nenhuma, mas eu fico contente que o medo se instale para os lados da Luz, porque o que se passou não é mais que uma demonstração de temor. E mais, vocês disseram trinta por uma linha da escuta entre Tavares Telles e Pinto da Costa - que eticamente é reprovável, mas não mais do que isso -, eu agora se quisesse entrar por aí também posso imaginar o que não terá estado por de trás daquela fabulosa manchete.

Já agora João, o que te leva a querer que o Villas Boas foi a 4ª ou 5ª escolha? Que eu saiba, para além de rumores na comunicação social, eu nunca vi o Porto tentar a contratação de algum treinador que não fosse o AVB. Já não me esqueço da fabulosa reunião de Rui Costa e LFV num hotel com Ericksson com a presença das câmaras da SIC (recordo que o eleito acabou por ser Quique Flores).

Capo di tutti capi 4 de junho de 2010 às 10:25  

Penso que não é crível acreditar na noticia de A Bola, vamos por partes...

A própria Bola diz que não foi ninguem do F.C.P a contactar...mas sim um empresario...Logo aqui, é censurável que se noticie algo assim...

Depois o Porto estaria disposto a pagar a clausula de rescisão bem como um sálario mais elevado a J.J...

A pedra basilar...tudo isto aconteceu em alturas de renegociação do contrato de J.J com o S.L.B..sabendo eu (e penso que toda a gente) que J.J perdeu uma fatia considerável de dinheiro com o caso BPP, seria não mais que um mind game para pressionar o Benfica a subir o seu salario...

Ou seja, até acredito que A Bola tenha sido metida ao barulho apenas para show off de L.F.V, mas se alguem enconstou o S.L.B às cordas fazendo-se valer do seu....estatuto ( faz-me comichões escrever estatuto associado a J.J)..foi o vosso treinador sportinguista...

E se calhar na taça de Portugal fez-lhe imenso jeito estar com P.C...como a P.C estar com ele...

Continuem a idolatrar o homem...pode ser que alguem lhe acene verdadeiramente com dinheiro e vão ver o gajo a por-se a andar..

Pedro Veloso 4 de junho de 2010 às 10:41  

Em relação ao Villas Boas, na minha opinião é uma excelente escolha para o Porto. Claro que é um bocado um tiro no escuro, dada a sua pouca experiência, mas os dados que temos até agora são bastante bons:

i) tem óptima escola e preparação
ii)o trabalho que fez na Académica. É verdade que me desiludiu em certos períodos, sobretudo porque achava a Académica pouco perigosa no ataque, mas os jogadores que tinha não eram nada de especial e quando chegou a Briosa estava péssima. Mas o que me impressionou mais, porque é quando estive mais atento, foi no jogo contra o SLB. Na Luz não demos hipóteses, mas em Coimbra - apesar de o SLB ter jogado bem e de os 2 golos concedidos terem sido relativamente fortuitos - a Académica jogou muito bem, com uma posse de bola e atitude ofensiva anormais para um clube pequeno, e que raramente alguém conseguiu demonstrar contra o SLB este ano.

Preferia mil vezes que tivesse ficado o Jesualdo, porque já sabia com o que contava e não me parece que fosse inovar muito.

Duarte, quanto ao que disseste como calculas não sei se a manchete é encomendada ou não, mas mesmo que seja não posso deixar passar essa comparação com o caso Tavares Telles-PC das escutas. Aí estava-se a inventar uma notícia para pressionar um órgão disciplinar (penso que já era o CD da Liga)a não castigar o Deco, acho que é um "pouco" mais grave do que inventar uma notícia para desestabilizar o rival (e esta nem sabemos se é verdade).

Percebo que o timing da notícia levante especulações, quanto ao facto de o JJ ter sido contactado ou não, não sei. O ano passado o Porto tentou tê-lo, este ano o JJ, quando inquirido no Trio d'Ataque, negou (disse que só tinha recebido dois convites do estrangeiro) a sorrir. Não deu para perceber se falava verdade ou não. O que me interessa é que assediado ou não ficou para, como ele diz, tentar ser bicampeão, algo que foge ao SLB há muitos anos. E, algures num dos próximos anos, tentar ser campeão europeu. Possível ou não, tem a ambição que um treinador de um grande tem que ter (e que por exemplo o AVB terá de certeza).

Só mais uma coisa Duarte, penso que o Barreto fala em 4ª ou 5ª escolha porque nos últimos dias pelo menos tivemos o Muricy Ramalho e o Mano Menezes a dizer (eles próprios, não é invenção jornalística) que não vinham para o Porto porque tinham contrato com os respectivos clubes. E o Muricy terá estado mesmo muito perto mas o Fluminense não o libertou.

Abraço

Manuel 4 de junho de 2010 às 10:46  

Excerto do livro do Saviola:

"Ao longo da carreira encontrei vários tipos de adeptos. Dos fanáticos de Sevilha, aos low profile do Mónaco. Mas como também já referi, não encontrei nenhuns com a genuína paixão dos benfiquistas. É quase inexplicável. Sente-se olhando fundo nos olhos das pessoas. Sente-se nas manifestações espontâneas nas ruas, nos restaurantes, no estádio. Sente-se nas cartas que recebemos (...). Quem já passou pelas mesmas situações - em países diferentes, com clubes diferentes e adeptos diferentes - sabe distinguir claramente os sentimentos. Aqui é distinto. Garanto!."

"O Benfica é um clube muito especial. Não digo isto para ser politicamente correcto ou conquistar o coração de quem quer que seja. Aliás, antes de vir para Portugal, posso confessar que desconhecia em absoluto esta grandeza. O Benfica foi-me conquistando e convencendo com factos. É daqueles clubes que te surpreende dia após dia. Quando conto isto a alguns colegas de outros clubes eles estranham. Como é que alguém que passou pelo Real Madrid ou Barcelona se pode surpreender? A explicação é simples. O Real ou o Barça são como teatros gigantescos e nós, os jogadores, somos os actores principais de uma grandiosa encenação. No Benfica é outra coisa, mais ligada ao sentimento, ao povo, à paixão. Vem das raízes, é genuíno.”

“Os adeptos conseguem transmitir-nos exactamente o que lhes vai na alma. Sentimos essa força na pele. (...). Cheguei a dizer ao Jorge Jesus: "Mister, isto nem no Madrid! O mesmo já tinha acontecido no estágio da Suiça. No meio das montanhas, num local que nem vem no mapa, havia centenas de benfiquistas a apoiar-nos. Após o primeiro treino liguei à minha mãe e disse: "Mãezita, este clube é impressionante!!"

Pedro Veloso 4 de junho de 2010 às 11:05  

Capo não se preocupem tanto com o LFV e JJ. Eu sei que vocês preferiam o contrário, mas eles continuam com uma excelente relação. E não te esqueças que o JJ não se esquece (passe o pleonasmo) de quem lhe deu a hipótese de treinar um clube grande. Não é uma questão de idolatria, é uma questão de conhecer minimamente a personalidade dele (um dia empresto-lhe um de vários livros que tenho sobre ele).

E vires falar de dinheiro sobre o JJ, como se ele fosse um pesetero, é um bocado estranho, recordo que o tipo abdicou - depois do caso BPP! - de €400 mil que o Braga lhe devia para vir treinar o SLB, aceitou ganhar apenas €500 mil nesta 1ª época, face aos €1,5M que ganhava o Camacho e o Quique. E agora esse "encostar o SLB às cordas", nas tuas palavras, levou-o a renovar e passar a ganhar...€1 M - continua 50% abaixo dos outros (claro que com bons prémios por objectivos, mas isso qq treinador deve ter!). E tanto não encostou o SLB que aceitou uma cláusula de rescisão de €7,5M. Concordarás que isto não torna propriamente muito fácil a sua saída, e que se ele sair não se pode dizer que seja um mau encaixe para o SLB...

Por falar nisso, entrevista dele ontem à Marca:

http://www.marca.com/2010/06/03/futbol/equipos/real_madrid/1275570448.html

Duarte 4 de junho de 2010 às 18:14  
Este comentário foi removido pelo autor.
Duarte 4 de junho de 2010 às 18:21  

Não Pedro, nem o Mano Menezes nem o Muricy falaram directamente ou indirectamente no nome do Porto. Agora depois os nossos queridos órgãos da CS trataram logo de por títulos enganadores. Eles apenas comentaram, e porque lhes foi perguntado, a possibilidade de saírem dos respectivos clubes e disseram que não, mas nem disseram se havia ou não interessados neles e muito menos mencionaram o nome do FCP, pelo menos que eu saiba.

Pedro Veloso 4 de junho de 2010 às 18:50  

http://desporto.clix.pt/futebol/liga/fc-porto/muricy-admite-contactos-mas-descarta-fc-porto.html

Duarte estás enganado, pelo menos quanto ao Muricy.

Duarte 4 de junho de 2010 às 19:01  

Pois, neste site confesso que não tinha visto, mas não ponho em causaa veracidade das afirmações. De qualquer modo fico bem mais descansado com o Villas Boas e isto não quer dizer que o Muricy - que para mi não passa de um Scolari - tenha sido opção à frente dele. É natural que surjam contactos telefónicos para sondar, se houvesse alguma conversa de algum empresário ou dirigente cara a cara, aí sim poderíamos dizer que havia qualquer coisa mais séria.

Alfredo Barbosa 6 de junho de 2010 às 00:54  

Como tinha afiançado neste blogue há umas semanas largas, Villas Boas é o treinador escolhido.

Deixem-me lançar mais uma versão sobre a estória Jesus-FCP...

Jorge Jesus teve, de facto, convite para treinar o Porto. Mais: não só teve convite, como estava inclinado para aceitar a proposta de Pinto da Costa. O que o levou a escolher o SLB em detrimento do Porto foram as opiniões que recolheu dos amigos.

Consta que lhe disseram que seria campeão em qualquer dos clubes, só que com uma nuance - no FCP seria apenas mais um; no SLB seria elevado a herói... algo que está a comprovar-se.

Foi isto que me contaram. Se tem fundo de verdade ou não, só Deus e Jesus é que sabem...

DEUS 8 de junho de 2010 às 21:13  

Quem é o porco que remove as mensagens que não lhe são de feição? És um tal ditadorzeco!!!