Jornalismo de caca!

Portugal venceu ontem a China por 2-0, jogo que já aqui foi, e bem, analisado.

Não é do jogo que vos quero falar.
Vou-me repetir, mas não me vou calar. A democracia é um bem demasiado precioso para se prescindir.
Cada vez que situações destas acontecem eu revolto-me. Revolto-me quando branqueiam um feito, uma vitória ou uma conquista do FC Porto, mas com o hábito vou aprendendo a ignorar aqueles que só merecem ser ignorados. Contudo, a loucura chegou a tal ponto que já nem Portugal importa, já nem a selecção interessa. A minha selecção, a nossa selecção. Mal ou bem é do nosso país que se trata. Antes de todos os clubes, vem o país, vem o patriotismo. Para mim é assim que funciona, outros, os que há muito perderam a vergonha, não têm país, só têm clube.
Há muitos anos pessoas perderam a vida para nos garantir a democracia, uns lutaram por cá, saíram para as ruas de arma na mão, outros, como o meu pai, foram para África arriscar a vida por este nosso cantinho de terra, por lá ficaram muitos pedaços humanos, outros chegaram aqui já cadáveres. Estas pessoas deram-nos a liberdade de expressão, entregaram-nos a democracia de mão beijada, arriscaram a vida pelo nosso país, cheio de defeitos, mas nosso.
Hoje nada disto tem valor. Sei eu e sabem todos vós que havendo uma guerra - Deus queira que não - eram mais os que fugiam do que os que lutavam. Os corajosos deste nosso Portugal vivem sentados em secretárias e por lá escrevem em tom de gozo para nós portugueses.
A nossa selecção defrontou ontem a China, era um amigável, eu sei, mas era a nossa selecção, eram os nossos jogadores, eram do FC Porto, do Benfica, do Sporting e de outros, eramos todos nós que estávamos em campo, como somos sempre, ou deveriamos ser.
É com muita pena minha que pego em jornais portugueses disfarçados de argentinos e paraguaios, ou serão jornais argentinos e paraguaios disfarçados de portugueses? É com muita pena minha que pego em jornais que acham que importante é o lado esquerdo da defesa do Benfica e não o golo do Hugo Almeida, ou o passe do Ronaldo. É com muita pena minha que leio jornais dos outros e vejo que eles por lá gostam mesmo da selecção. É com muita pena minha que continuam a proteger este jornalismo e pior, pagam-no. É com muita pena minha que vejo que há gente que já não gosta de Portugal, gostam de dinheiro, do que vende e dos seus clubes. É com muita pena minha que hoje em dia há quem ignore os que deram a vida por nós e pela nossa democracia.
A nossa liberdade termina quando começa a do outro. É um principio de vida que importa ser lembrado a todo o instante.
Lá fora há um patriotismo que aqui morreu há muitos anos e se há coisa de que eu gosto é do meu país, pena que nem todos pensem assim. Importante para gente do tamanho de formigas é o facto do Cardozo ter marcado dois golos pelo Paraguai. Importante para esses jornalistas da treta é falar da assistência do Di Maria. Importante para os cegos de nascença é a "asa esquerda" que está ferida. Somos pequenos, somos, mas não é no tamanho, é na mentalidade. Não foi a pensar assim que há milhares de anos atrás conquistamos o mundo. Garanto-vos.
No México a capa é duma equipa que venceu a Nova Zelândia por 2-0. Em Espanha gritam "olés" à França, depois de os vencerem por 2-0. Na Alemanha mesmo com uma derrota entrega-se a capa à selecção nacional, não deram a capa ao Hugo Almeida, que joga lá e marcou um golo cá. Na França deram a capa ao Villa, apesar de ter sido ele a começar a derrota gaulesa.
Lá fora há patriotismo, eles gostam do país deles, ganhando ou perdendo, nós por cá, somos um povo tacanho que é pequeno por que quer, no futebol e no resto.

42 Passes de rotura:

v.a.s.c.o. 4 de março de 2010 às 12:28  

Grande texto. 100 % de acordo Cristiano.

José Faria 4 de março de 2010 às 13:14  

Esta não é selecção de Portugal, esta é a selecção da Federação. Dos tachos, dos interesses, dos Brasileiros, da incompetência.

As capas de jornais são apenas o reflexo da população, cada vez mais pessoas não se identificam com esta selecção.

José Faria 4 de março de 2010 às 13:21  

Aqui ficam algumas perguntas que eu gostava de ver serem feitas a Queiro(ó)z(s) mas que infelizmente nunca serão, já que um dos requisitos imprescindíveis para se ser jornalista desportivo neste país é a grande maleabilidade da espinha dorsal.

- Porque é que o guarda-redes menos batido da Europa não tem lugar na selecção portuguesa?

- Porque é que passa a ideia de que ele foi o único bode expiatório do massacre frente ao Brasil?

- Porque é que os dois defesas esquerdos da equipa menos batida da Europa não têm lugar na selecção portuguesa? Ou pelo menos um deles?

- Tanto Fábio Coentrão como César Peixoto podem ocupar várias posições em campo. Não seria isto uma mais-valia para a selecção?

- A única convocatória de Fábio Coentrão coincidiu precisamente com o jogo a eliminar contra a Bósnia, no Estádio da Luz. Foi por receio de não contar com o apoio dos benfiquistas nesse jogo?

- Enquanto esteve no Braga, César Peixoto chegou a ser convocado por si algumas vezes. Quando passou para o Benfica, isso acabou. Quer comentar?

- Considera que o facto de o técnico do Benfica, Jorge Jesus, ter afirmado recentemente que "dentro do panorama actual do nosso campeonato, tenho quase a certeza que vai sair desta equipa do Benfica o lateral-esquerdo da selecção no Campeonato do Mundo na África do Sul", o desautorizou de alguma forma e portanto vai sentir-se tentado a contrariar esta declaração?

- É verdade que Ruben Amorim não é titular indiscutível da sua equipa, mas não merecia já uma oportunidade na selecção portuguesa, dado que até faz várias posições em campo?

- Estando Carlos Martins num grande momento de forma, não poderia ser ele a grande alternativa a Deco, que tem jogado muito pouco esta época?

- Nuno Gomes tem um histórico de golos bastante interessante em fases finais de campeonatos da Europa e do Mundo, além de que é um dos capitães da selecção e uma presença importante no balneário. Já não conta com ele?

- Makukula já marcou 16 golos no competitivo campeonato turco e com isso levou uma equipa quase desconhecida a ser líder durante inúmeras jornadas. Não costuma ver jogos da Turquia?

- Por outro lado, Hugo Almeida foi titular em apenas sete jogos pelo Werder Bremen e apontou quatro golos. Pode explicar-nos a diferença com o caso de Makukula?

- Considera que Edinho foi um fetiche seu?

- Por pior que Raul Meireles jogue no seu clube, vai continuar a marcar presença na selecção?

- Julga que Rolando tem nível para representar Portugal?

- Gostava que Álvaro Pereira e Evaldo pudessem naturalizar-se portugueses?

- Varela atravessa um bom momento e decidiu dar-lhe uma oportunidade. Por que não segue este critério com outros jogadores?

- Equipas como Vitória de Guimarães, União de Leiria, Nacional ou Marítimo têm mais hipóteses de verem jogadores seus na selecção do que o Benfica?

- E agora uma pergunta final. Tem alguma embirração pessoal com o Sport Lisboa e Benfica?

João S. Barreto 4 de março de 2010 às 13:23  

Cristiano, concordo ineteiramente com a mensagem base do texto: É uma vergonha estes jornais não terem como "manchete" a vitória da selecção nacional. Contudo, desculpa-me discordar de ti no extra-futebol que colocas no teu post:
1)A guerra colonial nada teve que ver com luta pela liberdade e pela democracia, muito pelo contrário...Também não sei de ninguém que tenha saído à rua de armas na mão a não serem os militares que nem sequer as utilizaram. Por isso é que o 25 de Abril é a Revolução dos cravos, não houve derramamento de sangue nem recurso à força, isso foi 60 anos antes na Rússia.
2)Não é pela capa destes jornais que os portugueses deixam de ser patriotas. Somos provavelmente dos povos mais patriotas no Mundo inteiro, poucos se orgulham tanto da sua história quanto nós.
3)A tua liberdade reside na escolha de não comprares nenhum destes jornais. A dos jornais reside na possibilidade de escolherem entre fazer capa com a vitória portuguesa, ou com os dois golos do Cardozo ou com a exibição do Di Maria ou com a lesão do Coentrão. Liberdade é isso mesmo...e neste caso não está posta em causa.

Tomás Pipa 4 de março de 2010 às 13:46  

Cristiano, 100% de acordo.

José Faria isso não tem nada a ver com brasileiros e estrangeiros senão vejamos.

A selecção francesa é óbvia.
Na selecção alemã há um turco: Ozil, 2 brasileiros: kuranyi e cacau, 4 polacos que eu me lembro: podolski,klose,trochowski e borowski e 1 ganês: asamoah. Na selecção espahola 1 argentino e 1 brasileiro: Perniá (agora já não é convocado) e Senna. Na mexicana 1 argentino (Franco) e 1 brasileiro e meio (zinha e giovani dos santos).

Não é por ser o guarda-redes menos batido do campeonato que o Quim tem que ir obrigatoriamente à selecção. Por mim convocava o Quim como 3º GR, mas não acho que seja obrigatório só por ser o menos batido. Já teve na selecção e já falhou lá. O Ricardo também foi durante alguns anos o guarda- redes menos batido da Liga e não deixou de ser um frango por isso.Certo?

Estás no direito de pensar que Rúben Amorim merece uma oportunidade na selecção, mas isso não faz qualquer sentido. CQ debate-se com uma dúvida, destes 4, vai ter que levar 3: João Moutinho,Raúl Meireles,Tiago e Pedro Mendes. Achas que o Rúben Amorim cabe nesta luta? Primeiro que o Rúben Amorim está o Rúben Micael,Manuel Fernandes e Hugo Viana.

Quanto aos avançados estou quase 100% de acordo contigo,só acho que não podemos comparar a Liga Turca com a Espanhola e Alemã. Acho que o Makukula merecia uma oportunidade fruto dos golos que tem marcado. Nuno Gomes merece estar sempre nas contas e CQ tem convocado o Nuno até. Édinho terrível sim.

Se dizes que Édinho é fetiche de CQ, Carlos Martins é fetiche dos benfiquistas. Primeiro que tudo está sempre lesionado, depois é mau colega e para culminar, é pior que todos aqueles centro-campitas que já aqui citei.

Quanto ao defesa-esquerdo acho que o C.Peixoto vai ser convocado e só não foi esta semana por CQ não ter dúvidas em levá-lo e porque o CP tem feito mts jogos, ir jogar contra a China só porque sim não valeria a pena.
Quanto ao Fábio Coentrão,sinceramente gosto mt dele, mas para a selecção (ainda)não. Vamos jogar com o Fábio Coentrão a defesa-esquerdo contra o Brasil,Costa-Marfim e Espanha?Há que pensar nisso.

É claro que Álvaro e Evaldo são superiores a qualquer defesa-esquerdo português.

João S. Barreto 4 de março de 2010 às 13:51  

E o Evaldo penso que já é convocável, espero que não o façam!

José Faria 4 de março de 2010 às 14:00  

Tomás Pipa, mas sabes o que é que a Federação tem feito ao Nuno Gomes? Usa-o quando precisava dele e depois deita fora.

Usou-o quando a selecção estava a ser atacada por ter o apuramento em risco, convocou-o, colocou-o em quase todas as conferências de imprensa, e depois quando já não foi preciso deixou de contar.
E agora, naquele anuncio publicitário do BES, a Federação emite um comunicado onde diz que o facto de o Nuno Gomes participar no anuncio não quer dizer que vá ser convocado. Mas fala apenas no Nuno Gomes, não fala nem no Liedson nem no Bruno Alves! Isto é coisa que se faça a um jogador que já deu tudo à selecção???

Não jogamos um caralho.
Convoca cepos que não têm lugar na selecção.
Deixa de fora jogadores melhores que os que convoca.
Declarações altamente reprováveis, em várias circunstâncias.
Apuramento vergonhoso num grupo de merda, com equipas merdosas.
Presta nitidamente serviços a outros interesses que não os interesses da Selecção.
Permite comportamentos de meninos mimados a gajos que deviam ser postos na ordem.
E termino como comecei, NÃO JOGAMOS UMA MERDA!
Expliquem-me então, é suposto nós apoiarmos o quê?

Eu critico porque tenho orgulho em ser Português e acho que há potencial para fazermos muito melhor. Mas custa-me imenso apoiar este Quernozes mais a pandilha de tachistas que ele enfiou na FPF. E os resultados estão à vista de todos, selecção principal, jovens, tudo corrido a derrotas e exibições miseráveis.
E é bom que ainda existam pessoas com espírito crítico, porque muitos amigos meus já estão na fase da indiferença, já nem sequer sabem quando joga Portugal, contra quem, etc., o que espelha bem a destruição total do apoio generalizado que a selecção tinha de todos os Portugueses.

Vasco 4 de março de 2010 às 14:08  

Cristiano, nem é preciso acrescentar mais nada! Excelente post! Tmb fiquei indignado quando hoje vi os jornais. Entao a capa d'A Bola... é a vitoria do Paraguay?

Isto há com cada uma.

Tomás Pipa 4 de março de 2010 às 14:09  

José,desculpa discordar, mas a selecção deve usar os jogadores quando eles dão jeito. O que me interessa usarem agora o Postiga que não marca golos por exemplo? Os jogadores devem ser convocados quando podem servir os interesses da selecção. Isto não é uma selecção de caridade.

De resto tens toda a razão, a selecção não joga nada, os sub-21 apesar de jogarem bem nos amigáveis, a doer não valem nada.

Não disseram nada do B.Alves e Liedson? Realmente é ridiculo

Luis Andrade 4 de março de 2010 às 14:15  

João. S. Barreto, Portugal foi para África defender o que era nosso, agora defende-se o Benfica em vez da Selecção. Pessoas como você devem preferir. Eu e outros não.
Não houve sangue no 25 de Abril, mas se houvesse as pessoas estavam preparadas, ou julga que não?
Nós patriotas? Não me faça rir! Só fomos patriotas no Euro 2004 e porque a coisa correu bem e foi em casa, nada mais. Quer ver patriotismo vá aos Estados Unidos e depois vem de lá envergonhado.
Liberdade é escrever o que quiserem, mas não têm que obrigar os outros a levar com o Benfica mesmo depois de jogos da selecção. Se o Cristiano compra o que quer, você lê o que quer. Ele foi livre, como pode e deve ser.

Américo Preto 4 de março de 2010 às 14:49  

Depois de ter visto esta manhã as capas e pensado "Como é possível estes pasquins não darem destaque à selecção e irem buscar cenas doutros países só porque metem jogadores do benfica?", vi este post e percebi que afinal mais gente ficou indignada como eu.

Porém é nestas alturas que me lembro de um campeonato do mundo de hóquei em patins, em que um jornalista da rtp delirava com cada stickada dada por um jogador argentino que jogava no benfica e era à época considerado um dos melhores jogadores do mundo, e no entanto a Argentina ia goleando Portugal mas o tipo estava num êxtase tal que parecia que a qualquer momento ia ter um orgasmo, só porque era um jogador do benfica que estava em campo, Portugal que se fodesse.

A mentalidade portuguesa (dos mais velhos) ainda é "No meu tempo é que era tudo bom", porém também é deles a mentalidade de que tudo o que é nacional é fraco ou duvidoso e os outros é valem alguma coisa. Felizmente, nós, os mais novos, temos outra atitude e mentalidade. Não em tudo, pois eu por exemplo em termos de música não dou um chavelho por mais de 2 ou 3 bandas nacionais. O resto (Tonys e Toys e Malhoas e Emanueis e mesmo David Fonseca e The gift) para mim não valem nada. Mas isto a nível do gosto musical, pois os últimos exemplos que dei até são de bandas porreiras a musica deles é que não me agrada.

O José Faria faz uma série de perguntas em que se nota claramente que não acha nenhum jogador do FC Porto suficientemente bom para a selecção e queria lá a jogar o Nuno que não joga no benfica e césar Peixoto que está constantemente lesionado. O Carlos Martins se fosse melhor pessoa (e estou a falar apenas a nível de relacionamento social) teria mais oportunidades do que as que tem.
Quanto aos jogadores do FC Porto só lhe pergunto isto:
Quem marcou os golos das vitórias no play off de apuramento de 2ºs lugares e por isso ultima oportunidade para Portugal estar no mundial?
Dou uma pista, um dos nomes está na sua 14ª pergunta.

Concordo no entanto com o José a 100% desde a frase que diz "Não jogamos um caralho", até "NÃO JOGAMOS UMA MERDA!".
Mas isso não se pode dizer pois se alguém criticar quem ganha milhões em Portugal é considerado insensato e desajustado. Dizem que se deve apoiar sempre as pessoas até ao fim.
Eu até gosto do CQ mas como treinador de uma equipa, a nível de selecção não me parece que tenha capacidade de fazer uma equipa à sua imagem e desejo. Vê-se na maneira como ele se manifesta durante os jogos que raramente os jogadores estão a fazer o que ele tinha idealizado. Nisso do em pouco tempo juntos pôr uma equipa à sua imagem, era bom o Scalhar Para O Meu Bolso. Não valia nada a nível táctica ou até de treino físico mas a nível de mentalidade era muito bom. Era juntar os dois, mas eles não se gramam e até porque para lhes pagarem aos dois o que eles pedem tinha o Madail de ir pró Parque Eduardo 7º arregaçar a peida.


PS: O Cristiano enganou-se num pequeno pormenor ao elaborar o post:
"... era um amigável, eu sei, mas era a nossa selecção, eram os nossos jogadores, eram do FC Porto, do Benfica, do Sporting e de outros, éramos todos nós que estávamos em campo..."
Não estava jogador nenhum do benfica em campo ou sequer no banco.
Porquê? Não sei, mas podia especular, porém já o texto vai longo e não me apetece escrever mais nada... de momento.

Pedro Veloso 4 de março de 2010 às 14:51  

Queria deixar algumas notas:

- Em primeiro lugar, tal como acho ridículo (mas percebo, quer queiram quer não vende mais) sempre que o Porto ganha lá fora nunca ser capa, e porem que o Mantorras já corre ou coisas do género, por maioria de razões também achei muito mal isto. Perfeitamente de acordo com a crítica Cristiano.

- Agora, dizes que "mas era a nossa selecção, eram os nossos jogadores, eram do FC Porto, do Benfica, do Sporting e de outros". Pergunto onde estão os do Benfica?

- Falas em patriotismo. Peço desculpa mas não aceito lições nesse campo. Desde puto que sofro e torço 1 milhão de vezes mais pelo meu clube do que pela selecção, sou assim mas o patriotismo mede-se todos os dias por outras coisas e a outros níveis (nomeadamente na política), não é no futebol. Além de que desde que tenho brasileiros na selecção...esquece. Não consigo deixar de torcer nem que quisesse, mas cada vez gosto menos. E depois tenho que aturar malta que gosta muito disto e depois critica a falta de portugueses no Benfica com o maior desplante.

- Os benfiquistas sempre gostaram do Scolari porque gozava com o Porto via Baía, eu ao invés sempre achei isso uma palhaçada e detesto o Scolari. Portanto, o facto de detestar também o Queiroz não tem nada a ver com estes clubismos. Mas tem com a ver com todas as perguntas que o José Faria faz.

- José, aproveito para responder à última pergunta. Suspeito que seja: 3-6, 14 de Maio de 1994. É a única explicação plausível, por mais irracional que possa parecer.

P.S.1. Tomás o Carlos Martins não está a jogar mais que o R. Meireles? E não atires poeira com as lesões que ele ultimamente está sempre disponível! Já é tempo de lhe dares o valor que tem, por mais que te custe.

P.S.2 Dizer que o Hilário é importante para o balneário e não convocar o Nuno Gomes é vergonhoso

Duarte 4 de março de 2010 às 16:16  

FMB, nao digas disparates.

Pedro, sejamos razoáveis, o Nuno Gomes nao tem lugar na selecçao. Nao me parece exigível levar mais de dois pontas de lança de raiz ao mundial e assim sendo Hugo Almeida e Liedson sao as naturais escolhas.

Prometo tecer comentários mais aprofundados sobre este post, mas agora estou sem tempo.

Buba 4 de março de 2010 às 16:49  

Onde ta o meu comentario????
Marca hora e sitio luis marques!!!!

Pedro Veloso 4 de março de 2010 às 17:20  

Claro que sim Duarte, obviamente também acho que o Nuno não devia ir à selecção, está velho e raramente joga. Só estou a dizer que, se o argumento para o Hilário é o de ser bom para o balneário, o Nuno enttambém devia ir porque tem um peso e história muito maiores nesse aspecto. E por acaso levava 3 PLC e menos um médio centro, acho 2 muito pouco.

Luís Marques 4 de março de 2010 às 19:04  

O Nuno Gomes é isto é aquilo, mas nas fases finais vai sempre marcando.

Ainda me lembro em 2004 dar o apuramento frente à Espanha.

Está velho e tal, mas como se viu frente à Dinamarca, em situações de emergência em que é preciso jogar com dois PL's, uma dupla Liedson-Nuno Gomes é muito melhor que uma dupla Liedson-Hugo Almeida.

Mas partilho do afastamento afectivo da selecção. Ontem, não fosse uma conversa de msn, nem sabia que Portugal ia jogar.

LMC 4 de março de 2010 às 19:11  

É verdade que o Nuno Gomes tem sido importante em fases finais, mas era injusto ele ir agora.
Tendo Liedson e Hugo Almeida como garantidos, existem outros antes dele que merecem ir.

Bruno_Mega 4 de março de 2010 às 19:53  

Nem vi o jogo...
Já tinha visto o brasil na terça... pensei k não ía jogar outra vez...

Vasco 4 de março de 2010 às 21:51  

Queria só dizer que concordo plenamente com o Cristiano e concordo parcialmente com o joao barreto.
Cristiano o teu post diz o que todos pensamos, mais uma vez conseguiste ser a consciência de Portugal.
João, a liberdade da imprensa escolher as capas acaba quando a sua responsabilidade é facultar informação sobre os temas que são do nosso interesse. Sou benfiquista, mas preferia uma boa critica à nossa selecção. Acima de tudo sou português e os senhores editores esqueceram-se que nós todos somos PORTUGUESES!
Pagava para que um jornalista com coragem fizesse as perguntas do José Faria ao Carlos Queiróz, é uma tristeza de seleccionador...!
Estou disposto a formar um grupo de milhões de portugueses que dêem 1€ para oferecermos à federação para rescindir com Carlos Queiróz!
era muito bem gasto!
Sobre os jogadores com lugar na selecção, não pude deixar de reparar que, Tomás, achas mesmo que o moutinho tem o lugar na selecção só por jogar? antes de o Ruben Amorim não ter lugar, não tem o Moutinho para um Ruben Micael ou um Hugo Viana. Agora quem não tem, garantidamente, lugar na selecção é o Pedro Mendes...
Nuno Gomes, tem um lugar com o staff...!

Vasco 4 de março de 2010 às 21:54  

Entretanto se alguém me conseguir explicar as seguintes escolhas agradecia, porque por muito que eu tente não consigo:
Edinho, Duda, Hilário e Hugo Almeida.
há outros que por mim não iam mas por gostos pessoais...mas estes não me digam que são os melhores...!

pedro 4 de março de 2010 às 23:31  

Porra, se os lampiões se preocupassem era em terem jogadores portugueses, em vez de parecerem uma equipa que podia jogar no braileirão, na liga argentina, uruguaia ou paraguaia, se calhar tinham jogadores na selecção, não? Ou por jogarem de vez em quando no clube têm logo de ir à selecção? Dass, embrulhem-se nas capas do vosso pasquim, que é uma vergonha para a comunicação social em Portugal....

Luís Marques 4 de março de 2010 às 23:51  

pedro, os jogadores Portugueses com capacidade para jogar no Benfica, ou jogam nos rivais ou jogam em Chelseas, Real Madrids, etc.

João S. Barreto 4 de março de 2010 às 23:52  

Vasco tens toda a razão naquilo que dizes, é da responsabilidade deles falar de Portugal e eu concordo 100% com aquilo que o cristiano defende no post, apesar de ser benfiquista. Agora o facto de terem essa responsabilidade e não a cumprirem, não faz com que estejam a atentar contra a liberdade, é só isso que queria alertar.

Luis Andrade, não sei se leu o meu comment todo ou se parou só por eu ser benfiquista, porque de facto não percebo o seu comentário e não admito que ponha em causa o meu patriotismo, quem me conhece sabe que isso é incontestável. Mais uma vez digo: é uma vergonha a capa destes jornais não ter sido com a vitória portuguesa e o post do Cristiano justifica-se plenamente! A unica coisa que pus em causa foram os argumentos utilizados pelo Cristiano, que têm alguns equívocos históricos. Se as pessoas estavam preparadas para lutar? Em termos de armas (e foi sobre isso que comentei) não estavam, os militares sim estariam, mas também estariam do outro lado as unidades e comandantes aversos a um possível golpe de estado, mas isso não é conversa para termos aqui! Quanto à comparação com os estados unidos duvido muito disso, são um país com 2 séculos e meio de história, nós já temos mais de 8 séculos...Não é por eles terem que cantar todos os dias o hino na escola que são mais patriotas. Estou plenamente convencido que quando confrontados, somos dos povos mais orgulhosos e nacionalistas que há. Agora, é como em tudo, somos preguiçosos e comodistas, primeiro que nos piquem demora muito.

Vasco 5 de março de 2010 às 01:55  

Pedro, se achas que um jogador deve ir à selecção porque joga mais vezes mal que outro que jogue menos vezes bem, então venha o Moutinho, o Meireles e o Rolando. Em que planeta é que Rolando tira a titularidade a Ricardo Carvalho? O Ricardo Carvalho, num dia mau, mete os melhores avançados do mundo no bolso...
O Raul Meireles este ano vai à frente no campeonato da irregularidade e desmotivação. O Hugo Almeida mal joga no seu clube.
O que se quer na selecção são os jogadores que deixam tudo em campo, sangue, suor, lágrimas. Não os que vão lá cumprir a obrigação.
A nossa selecção vive de titularidades inquestionáveis por memórias. Vemos jogadores no nosso campeonato em quem não se aposta que jogam muito melhor que muitos que estão de pedra e cal na selecção.
É disto que me queixo e não de querer ver jogadores do Benfica na selecção.

Garfield 5 de março de 2010 às 10:28  

"Nem vi o jogo...
Já tinha visto o brasil na terça... pensei k não ía jogar outra vez..."
Este é daqueles que se o Mundial correr bem vai de cachecol para a rua, armado em português!!
Torce pela Argentina, pelo Paraguai e pelo Cardozo que teve que esperar que um colega fosse baleado para ter lugar na selecção!!
Este Bruno_Mega aposto que adorou estas capas e comprou a bola e o record!!

Pedro Veloso 5 de março de 2010 às 10:38  

Sem ponta de ironia, gostava que alguém me explicasse (portistas, nomeadamente) o que se passa com o Raúl Meireles este ano. Melhor jogador da Liga no ano passado, na minha opinião, este ano poucos bons jogos fez! Está chateado por não sair ou quê?

Pedro: ninguém está a falar de quem joga de vez em quando, estamos a falar de Quim, Peixoto, Coentrão ou Carlos Martins. Não têm sido opções frequentes? E já agora, vai lá ver os plantéis de SLB e FCP, não me parece que o Porto possa dar grandes lições em termos de número de portugueses.

Mas olha, antes nem convoquem os jogadores do SLB, quero é ser campeão e não correr o risco de ver lesões (Coentrão) em jogos importantíssimos contra o País de Gales numa fase decisiva da época.

Luis Andrade 5 de março de 2010 às 11:53  

Pedro Veloso a mostrar o seu patriotismo: "antes nem convoquem os jogadores do SLB, quero é ser campeão e não correr o risco de ver lesões" ... E assim vai o nosso país!!

Anónimo 5 de março de 2010 às 12:31  

É verdade que no último jogo Sporting-Porto,chegaram a estar dez jogadores portugueses na equipa do Sporting contra dez jogadores estrangeiros na equipa do Dragão?É que sou mulher e fico feliz por ser Sportinguista e ser sobretudo portuguesa!

Bruno_Mega 5 de março de 2010 às 14:10  

Ó Garfield, mas eu sou obrigado a gostar da selecção?? Saiu algum decreto lei que eu tenha perdido??

Digam o que quiserem... Para mim o Liedson foi a gota de água... Qq dia jogamos de amarelo...

E não, não comprei nenhum jornal!

Luis Andrade 5 de março de 2010 às 14:32  

"Gostava que Álvaro Pereira e Evaldo pudessem naturalizar-se portugueses?"
O Alvaro Pereira é internacional pelo Uruguai, nunca poderia ser naturalizado português, logo esta pergunta deve ser, no minimo, reformulada!!

Pedro Veloso 5 de março de 2010 às 15:01  

"Pedro Veloso a mostrar o seu patriotismo: "antes nem convoquem os jogadores do SLB, quero é ser campeão e não correr o risco de ver lesões" ... E assim vai o nosso país!!
"

Luís não me conheces de lado nenhum e não me dás lições nesse âmbito, se não percebeste o tom com que escrevi isso problema teu. Fazes alguma coisa pelo teu país já agora?

Tomás Pipa 5 de março de 2010 às 15:33  

Eu pergunto Veloso:Qts jogos fez o Carlos Martins este ano? Achas que é um jogador assim tão frequente no Benfica? Nos meus 23 o Carlos Martins não vai estar. Já só tenho umas dúvidas nas minhas escolhas: Dos 3 vou levar 2 Moutinho,Meireles e Tiago. E tenho também dúvidas no meu 3º avançado: Nuno Gomes,Postiga,Makukula e Yannick.

Por amor de deus, não admito que se diga que R.Micael é superior ao J.Moutinho,vcs dizem isso agora pq o Ruben é novidade. R.Amorim é que nem vou falar sobre isso

Luís Marques 5 de março de 2010 às 16:59  

Luís Andrade, muito mal vai a tua noção de patriotismo quando para ti o patriotismo se demonstra em futebois.

Pedro Veloso 5 de março de 2010 às 17:25  

Tomás ele não fez mts jogos por estar lesionado, os números da época são 18 presenças na equipa, 12 jogos a titular e 6 como suplente. Mas há algum tempo que não se magoa. Eu vou convocá-lo lol.

Luis Andrade 5 de março de 2010 às 18:11  

Luis Marques há muito que deixaste claro neste blog que a tua opinião vale o que vale. Só dizes bacoradas, agora vens armado em homem sério. Fala lá do benfica e da tua cegueira, é assim que te sentes bem, não mudes!
Não é SÓ assim que se vê o patriotismo, mas vê-se, mas para alguns o que importa é a benfica, o país, o trabalho e a familia que se f****!!!!

Tomás Pipa 5 de março de 2010 às 20:20  

Veloso, então agora estou curioso com o teu meio-campo. Portanto,se levas carlos martins, destes 4 vais deixar 2 de fora: Moutinho,Meireles,Tiago e P.Mendes. Qual deles?

Vasco 5 de março de 2010 às 20:44  

Vou responder pelo Veloso, mas levava Tiago, Carlos Martins e Miguel Veloso...

Fred Cunha 5 de março de 2010 às 22:33  

Parabens pelo texto!! É assim mesmo que se pensa, que se escreve, que se age! Temos de começar por qualquer lado para que esta palhaçada acabe!

Luís Marques 6 de março de 2010 às 00:03  

Ouçam isto

http://radioclube.clix.pt/player/frame_player_6_4.asp?speed=3&wma=/rcponline/rubricas/lugar_cativo/noite/noite_2010-03-04.wma&album_cover=&linha1=Arquivo%20de%20Programas&linha2=Fernando%20Correia%20e%20Carlos%20Dolbeth%20comentam%20a%20actualidade%20desportiva&linha3=R%E1dio%20Clube&linha4=

Luis sem acento Andrade, sim, para mim o Benfica é muito mais importante do que a selecção. Não tenho medo em o dizer.

Bruno_Mega 6 de março de 2010 às 12:52  

Luís Marques.
Parabéns pelo link que aqui colocaste!
Afinal não estou louco...
Espero que esta entrevista não ofenda os entendidos de futebol e os patriotas que aqui escrevem...

Cambada de Xulos estes jogadores e treinadores! Só querem é dinheiro...

QUEM PAGA BILHETE TEM DIREITO A ASSOBIAR, A RECLAMAR, ETC ETC ETC!
ERA SÓ O K FALTAVA!!!

Xizato 6 de março de 2010 às 14:48  

Luis sem acento Andrade, sim, para mim o Benfica é muito mais importante do que a selecção. Não tenho medo em o dizer.

Então não dês opiniões!! Falas só do Benfica, espanhol de merda!!

Anónimo 8 de março de 2010 às 14:21  

cristiano, tudo isso é pertinente, mas quando scolari estava na seleccao e ela fazia os portugueses acreditar, os jornais nao se comportavam assim. e foi ha pouco tempo...