Um olhar lá por fora

Já começaram as temporadas das principais potências futebolísticas europeias. Umas mais adiantadas que outras, todas elas prometem muitos e bons golos, espectáculo e emoção até bem perto do final.

Em Inglaterra, cingindo-me aos agora cinco grandes, já que o City atingiu, pelo menos monetariamente, esse estatuto, aposto no Chelsea para campeão. Têm uma equipa do outro mundo, com a vantagem de desta vez não serem brindados pela incompetência despudorada de Scolari na primeira volta, como sucedeu na época passada, e começarem a temporada com a qualidade e experiência de Ancelotti. O italiano não reúne, para mim, as valências de Guus Hiddink - treinador que admiro tão profundamente que até arrisco a dizer que, se não tivesse entrado a meio da procissão no último campeonato, teria dado o título de campeão aos blues - mas tem capacidades mais que suficientes para trazer de novo a glória a Stamford Bridge, principalmente em termos europeus, já que chegou a vencer duas champions com o Milan. O Manchester United, clube que respira vitórias e trabalho árduo, será o principal opositor dos Londrinos, mesmo sem Ronaldo e Tévez. Liverpool e Arsenal são, a meu ver, as grandes incógnitas. Os primeiros têm tendência para começar mal e acabar bem, com os gunners passa-se o inverso, algo que se está a confirmar uma vez mais. A ver vamos como acabam. Já o City, pese embora as muitas e boas contratações que fez e o facto de ter vencido os dois primeiros jogos, precisará de mais experiência e quiçá de um novo treinador para poder ambicionar o primeiro lugar.

Em Itália, o Inter foi dos três grandes o único que não venceu na primeira jornada. Penso que Mourinho tem este ano um plantel com mais alternativas do que no ano passado, mesmo sem Ibra. Porém a Juve principalmente e o Milan, com um Pato a prometer uma grande época a julgar pelo primeiro jogo, parecem estar muito mais fortes. Interessante é também constatar a Guardiolamania que se abateu sobre estes dois colossos que escolheram para técnicos duas das suas recentes glórias, sem que ambos tenham qualquer experiência como treinadores de equipas principais. Também aqui é difícil prever o que vai acontecer, embora esteja tentado a concordar com Marcello Lippi, para fúria do meu ídolo José Mourinho, e atribuir um certo favoritismo à Juventus. Muito embora pense também que a inexperiência de Ferrara pode muito bem fazer com que este não aguente o embate com os mind games do special one e o mesmo pode ser dito em relação a Leonardo. De resto, atenção também ao Génova que tem uma belíssima equipa fruto do enorme investimento que fez.

Aqui ao lado, em Espanha, parece claro que a discussão será entre Barça e Madrid, para não variar. O Barcelona abriu a época a vencer a supertaça espanhola e é para mim de longe o favorito. Joga um futebol único, tem um treinador inteligente com um plantel definido, mesmo que ainda cheguem Bruno Alves ou Chigrinsky. Por outro lado, o Real Madrid está longe de ter estabilidade, não se sabendo ainda se nomes como Van Der Vaart, Sneijder, Drenthe ou Robben irão ou não continuar. Evidentemente que as apresentações meagalómanas de Ronaldo e Kaká podem ter sabido bem ao comum dos adeptos que o que quer é notoriedade para o seu clube, mas isso por si só não garante resultados e não serve para fazer esquecer o "triplete" blaugrana, por mais efusivas e bombásticas que sejam as capas da Marca ou do AS. O Barça é favoritíssimo e considero - na verdade espero ardentemente, como todos os anos - que será o vencedor de "La Liga". Para o terceiro lugar é previsível uma disputa entre Atlético de Madrid, Sevilha, Villareal e Valência, com uma mínima vantagem para os colchoneros, é cá um feeling que eu tenho.

Em França e na Alemanha as coisas devem ser bem renhidas. Bordéus, Marselha e Lyon aparecem fortíssimos para esta nova época gaulesa. O Marselha reforçou-se muito, como é hábito. O Lyon conta com Michel Bastos, Cissokho, Gomis e um super Lisandro López. Já o Bordéus, campeão em título, continua uma máquina de bom futebol mantendo nomes como o genial Gourcuff (não me canso de elogiar este rapaz), Gouffran ou Chamakh, tudo sob a liderança irrepreensível de Laurent Blanc. Pela Bundesliga, o Bayern não acerta o passo e o campeão Wolfsburgo, de Dzeko, Grafite, Benaglio, Martins e companhia, perdeu o seu primeiro jogo frente ao também candidato Hamburgo. Para além destes três clubes, há também o Estugarda e o Werder Bremen que devem sempre ser levados em linha de conta para uma disputa destas.

Está lançada a nova época!

9 Passes de rotura:

Pedro Veloso 27 de agosto de 2009 às 12:54  

Inglaterra: Concordo com a análise aos quatro grandes. O United é muito experiente e, mesmo que não chegue para o titulo, vai andar lá perto. O Chelsea tem o melhor plantel. Fazes bem em incluir o City, tem ganho (até ao Barça...) e vai concerteza crescer. Curiosidade também para ver o Tottenham, para já em grande! Não sou grande fã do Redknapp, mas tem grandes jogadores que este ano parecem finalmente formar uma equipa forte. E grandes adeptos, já agora.

Itália: Também acho que agora há uma Guardiolamania...e Guardiola só há um...mas vamos ver. De facto o Mourinho parece ter mais soluções - sobretudo agora com o Sneijder - mas acho que já se está a envolver em bate-bocas a mais. Eu sei que ele é especialista nos mind games, mas trocar galhardetes com um tipo que nada ganhou como o Spalleti é uma coisa, com o Lippi já é outra. O seleccionador é dos poucos que pode olhar para o Zé, não diria de alto, mas quase...e mesmo aquela boca de ele, Mourinho, trabalhar todos os dias e o Lippi só de vez em quando acaba por não surtir grande efeito porque o próprio Mourinho sempre disse que aos 60 quer treinar uma selecção. Foi isso exactamente que o Lippi decidiu fazer.Acho que a Juve tem mais equipa para ganhar, honestamente, e o Milan com um super Ronaldinho e Pato (e o meu fetiche Huntelaar) vai calar muita gente. Até porque, no papel, a defesa vai melhorar muito este ano. Além disso, o principal inimigo do Zé vai ser...o presidente Moratti. Boa referência ao Génova Duarte, o clube que mais gastou em Itália no defeso!

Espanha: Eu por acaso estou do outro lado da barricada. Vou torcer pelo Real, sempre fui madridista e espero que o Pellegrini monte uma grande equipa. Mas de momento não há dúvidas que o Barça, jogando de olhos fechados, parte na pole. E tenho o sonho secreto de ver o Atlético - que adoro desde o Futre e mais agora com o Simão e outro jogador que adoro, Forlan- intrometer-se...

Finalmente, é um crime o (dizes bem, genial) Gourcuff não ter vingado num campeonato (ainda) mais forte. Bem que faz falta ao Milan. Mas ainda vai a tempo.

Anónimo 27 de agosto de 2009 às 20:57  

Em inglaterra, eu acho que vai ser ou Man Utd ou mesmo Arsenal.Não por estarem fortes, mas por não haver um candidato (a meu ver) melhores que os outros.

Adoro o Chelsea como todos sabem, mas não gosto do Ancelotti, acho-o um bluff, mesmo tendo ganho as duas ligas dos campeões. O Utd é sempre o Utd, Fergunson é o 2º melhor treinador do mundo, sabe perfeitamente construir equipas e aconteça o que acontecer, estará a lutar pelo título nas últimas jornadas. O Arsenal, é uma aposta pessoal, confesso que aderi à "Wilkshere-mania", o gajo é mesmo um prodígio, 17 aninhos, aos 16 anos (época passada) já fez golos nas taças! Arshavin é um mistro de experiência e juventude: joga como um miúdo, mas tem muito futebol nas pernas. Eduardo é muito bom, se não se lesionar andará no final da época a lutar pelos melhores marcadores e Gallas é um líder, é um defesa que marca muitos golos. Depois há sempre Van Persie e Bendtner (que eu não gosto) que são muito eficazes.

Em Espanha, cheira-me a Barcelona com Real Madrid em 2º e Villarreal e Sevilha a lutarem pelo 3º lugar.
Barcelona é a melhor equipa do mundo, joga mesmo muito à bola(que golo o do Messi na 2ª mão da supertaça). Real Madrid é muita confusão, põem num canto Raúl e Higuain que juntos fizeram 49 golos a época passada,não respeitam Van Nistelrooy, que é só o melhor avançado que eles lá têem, não respeitam o Robben que é um fora de série (pena as lesões). E ainda não decidiram o que vão fazer com M.Diarra,Drenthe e Van der Vaart. Como o Duarte diz e bem, não chega só o espalhafato das contratações do Cristiano,Káká,Karim e Xabi para ser campeão.

Em Itália, Mourinho será o campeão, quem quiser apostar com quantos pontos de avanço fale comigo. Milan tem três grandíssimos avançados: Pato,Pippo e Huntelaar, mas não chega. Ronaldinho já não é o que era, Gattuso e Seedorf(a classe está lá) também já não correm o que corriam e Pirlo vai envelhecendo (sorte a dele não precisar de correr). Não percebo o porquê de tanto alarido à volta da Juventus, o Diego na minha opinião não é jogador para um grande europeu (está ao nível de um Van der Vaart).O Felipe Melo é um bom jogador sem dúvida, mas não é "o médio" que todos falam. Amauri e Iaquinta, apesar de serem bons avançados, para mim não são avançados para um grande de Itália. Trezeguet também já não é o que era. Na minha opinião só Del Piero é que pode emprestar à Juventus categoria suficiente para arrecadar o scudetto.

Na Alemanha, o campeão é aleatório. A única certeza que podemos dar é a de que o Bayern lutará pelo título como sempre o fez. Difícil é acertar com precisão que equipas lutarão com o Bayern o 1º lugar. Schalke,Estugarda e Werder Bremen são sempre os 1ºs que nos vem à cabeça. Wolfsburgo por ser o campeão e por estar a marcar muitos golos não pode ser colocado de parte e a minha aposta pessoal, B.Dortmund, só porque gosto muito do treinador. O Colónia com o Podolski também é capaz de supreender.

Em França, na minha opinião, a luta vai ser a três com o campeão a ser o O.Lyon. O Lyon reforçou-se muito bem, M.Bastos é um belo jogador. Cisshoko foi muito caro para o que ele vale na realidade, mas não deixa de ser um bom lateral esquerdo.Quanto ao Gomis, sei que é famoso em França, mas eu não gosto muito dele. O Lyon fez foi uma grande contratação, para além de ter comprado um belíssimo avançado, comprou um líder, um jogador que contagia os outros todos com a sua entrega, Lisandro Lopez.

Tomás

Pedro Veloso 27 de agosto de 2009 às 23:29  

"o Diego na minha opinião não é jogador para um grande europeu (está ao nível de um Van der Vaart"

Vou-te espancar Tomás. Diego é um fora de série, Van der Vaart é bom é para o Hamburgo ou coisa que o valha. E Diego além de ser craque, tem aquela característica dos grandes, como tem o Ronaldinho no Milan mas que ninguém no Inter possui, que é transformar as equipas (para muito melhor). O Werder era uma bela merda sem ele, mas transfigurava-se.

"O Arsenal, é uma aposta pessoal" Tomás, é todos os anos a mesma coisa. Vai dar em zero. Parece o Sporting, se é jovem jogador então é bem-vindo. E depois apanham uma equipa minimamente bem treinada e competitiva e descem à terra.

Acho que estás a ser demasiado duro com o Real. O Raúl vai ser titular, o Higuaín é muito bom mas não posso criticar o facto de ser suplente de um super avançado como o Karim Benzema, e o Ruud só voltou agora de lesão (e ninguém o quis dispensar). No caso Robben (e Snejder) já tens razão.

Esqueceste-te do Atlético ou achas que vai dar em flop? Nem em 3º o consideraste...

tomaspipa 28 de agosto de 2009 às 01:43  

Já tinha escrito num comment aqui num post aquando da transferência do Lucho o que eu penso do At.Madrid.

Ponho At.Madrid,Benfica,Marselha,Paris SG,Man City,Portsmouth, antiga Lázio,Borussia Dortmund,Dinamo Moscovo, antigo Parma etc..tudo no mesmo saco.São equipas que ou investem ou já investiram muito e nunca dá ou deu em nada de consistente.
Assim que me lembro,num passado recente,o Portsmouth uma FA Cup (Kanu), Marselha uma quase Ligue 1, a Lázio(pós época dourada claro) e o Parma (duas finais europeias se bem me recordo) entraram em falência, City está para vir a sua Taça da Liga ou FA Cup, Paris SG uma Taça da Liga ou de França de vez em quando e umas homenagens a ex-jogadores,o SL Benfica uma Taça da Liga roubada, uma Taça de Portugal contra uma equipa que 4 dias depois tinha a final da Champions League e um Campeonato que podia ter batido a qualquer equipa, o B.Dortmund que também quase que faliu depois de comprar um dos jogadores mais caros de sempre Amoroso, felizmente o B.Dortmund (e para bem do futebol alemão que tanto precisa de alguém a fazer frente ao Bayern) está-se a recompôr.
Enfim, e podem-me dizer: Ah e tal, e o Sporting também só ganhou umas Taças de Portugal e umas Supertaças!E eu digo:têm razão, mas o SCP está longe de ser um clube de super-equipas na pré-época e de estoirar milhões em comprar grandes craques. Quanto muito comparem-nos com um Valenciannes ou At.Bilbao, mas versão Champions claro.

Veloso, é certo, mas o que fizeram Raúl,Huntelaar,Higuain e Van Nistelrooy para não mereceram um voto de confiança esta época? Jogadores que marcaram 24+10+24+10 respectivamente a época passada, meus amigos, vamos pôr todos lembrar quantos jogos jogaram cada um. Híguain e Raúl nem sempre foram titulares e mesmo assim marcaram 24 golitos cada um. Huntelaar a jogar 14 jogos marcou 10 golos e Ruud jogou 11 e marcou 10. Quem quer apostar comigo que o Benzema não chega aos 24 golos? Gosto muito do rapaz, mas uma coisa é marcar uns golos bonitos no Lyon, outra coisa é jogar no Bernabéu de branco, é uma pressão tremenda. Benzema é um grande jogador, mas a sua personalidade faz-me lembrar o Anelka (muito introvertido,pouco sociável etc), e muito gosto do Anelka. Vamos ver..

Quanto ao Diego, espero tar enganado, eu reconheço-lhe talento sem dúvida, mas viu-o falhar no FC Porto e desde aí fiquei reticente. Espero que me faça mudar de ideias para bem do futebol italiano

tomaspipa 28 de agosto de 2009 às 01:58  

O Chamackh é um bluff, não mete mais de 10 golos numa época, vocês vão ver, marcou uma vez e nunca mais fez o mesmo.

Queria só chamar-vos a atenção para o Vargas da Fiorentina, estamos perante um grandíssimo jogador, o único jogador de campo da Fiorentina que eu digo: sim senhor, este gajo podia jogar num colosso europeu.
O Vargas não faz nada mal feito e vejamos: é novo, é alto e possante, um belo pé esquerdo, centra muítissimo bem,defende bem e ataca bem,é muito inteligente, remata forte,tem um arranque mt forte também. Afirmo aqui, podem apontar se quiserem, para o ano, é vendido a um grande Europeu, é mesmo um grande jogador.
Vais ver o Arsenal,eu disse que era uma aposta pessoal porque sabia já de antemão que pouca gente teria a mesma opinião, mas
vais ver, e eu adoro o Wenger..
Quem viu o Adebayor no Premier League World? Porra,fiquei com a sensação que ele é paneleiro!

Pedro Veloso 28 de agosto de 2009 às 12:34  

Três coisas sobre o Wenger: i) tem resultados medíocres; ii) para mim desde que não teve coragem para pegar no projecto do Real que provou a sua categoria inferior; iii) Recordo com saudade o baile que levava do Mourinho, em campo e na sala de imprensa. E do Ferguson ainda continua a apanhar

Tens um excelente ponto sobre o Benzema, mas espero que supere esse carácter inseguro e se imponha (fizeste-me lembrar quando o Scolari disse que o Anelka era um jogador que precisava de um abraço lol).

Lol que é que tem o Adebayor?? Ainda me vais dizer que é namorado do Kolo Touré ou assim

João 29 de agosto de 2009 às 01:46  

Saudações!

Pedro continuas a ter um grande fetiche com o Alético! Especialmente quando recordas o futre:P Se lutarem pelo 3º lugar já vão com sorte,acho-os bastante irregulares, aparte de não terem um grande banco. não tou a ver p ex o Pongolle a responder bem em campo às típicas lesões do aguero. O proprio Simão poe a fasquia no 3º lugar e oitavos da champions. Mas com um Paulo assunção a jogar como está não é muito fácil!
Quanto ao Arsenal não concordo contigo Tomás:P Acho que falta classe ao Wenger e que vão fazer o habitual grande começo d eepoca para depois se afundarem, não obstante o Arshavin e o eduardo darem mais competividade á equipa. Vamos a ver!
O diego acho que foi o maior erro do Mourinho do defeso. Não ir buscar um playmaker de classe mundial para aquele meio campo musculado e pouco criativo é quase um crime! Claro queo negócio da Juve apareceu antes do negócio do ano (o do ibra para mim)e antes das inflacções do mercado por parte do Real mas 25M. pelo Diego é um saldo autentico a ver por ngocios como os do Snejder ou do Negredo por 19M. O werder Bremen deve os rcntes sucessos ao seu ex- jgador, era ele a fazer obras d arte e + 10 cepos.

Quanto a Espanha aposto no Barça porque acho incrível as dispensas de jogadores como o Robben e o Snedjer. Mesmo que os novos "galácticos" se enquadrem rapidamente, um "banco à Real" é necessário para um Barça desa categoria!


Ps: se fosse adepto do city criava uma petição para a direcção mudar de treinador. Hughes e Redknapp (grande lição o ano passado ò JJ!!) ponho-os no mesmo saco!

Pedro Veloso 29 de agosto de 2009 às 11:32  

"grande lição o ano passado ò JJ!!"

Infelizmente acho que este ano na UEFA o JJ não vai conseguir dar baile como deu ao Porstmouth o ano passado, já que o David Moyes é muito melhor treinador do que os que falas aí, como o prova o seu jogo baseado num meio campo evoluído, nada tipicamente britânico (arteta, cahill, pienaar, osman, etc.)

tomaspipa 31 de agosto de 2009 às 02:14  

Bem, isso de o Falcao ser suplente do Rentería não quer dizer nada, eu pessoalmente gostei muito do Rentería a época passada, mau finalizador mas um excelente trabalhador e entendia-se muito bem com o Meyong.

O Postiga,N.Gomes, Yannick etc, também não são piores que o Edinho,acho que me fiz entender.